Diferenciação de produtos
12 pág.

Diferenciação de produtos


DisciplinaEconomia Industrial342 materiais1.695 seguidores
Pré-visualização1 página
*
DIFERENCIAÇÃO DE PRODUTOS
Cristina Lelis Leal Calegario
Professora do DAE
*
 DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS
Conceito \u2013 quando o mesmo produto é vendido a diferentes preços para diferentes compradores; 
O poder do monopolista permite que ele tenha uma política de discriminação de preços voltada para extrair o máximo possível de excedente do consumidor e aumentar sua RT;
O produto é idêntico, os consumidores não percebem qualquer diferença.
*
DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS
A discriminação de preços vai depender:
 da renda dos consumidores,
 das sua preferências,
 da localização e 
da facilidade de encontrar substitutos para o produto.
*
DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS
 Condições Necessárias para a política de discriminação seja sucedida: 
O mercado deve ser dividido em submercados com elasticidades preço da demanda distintas;
O monopolista tem que ser capaz de estabelecer uma efetiva separação dos submercados para evitar revenda de produtos (alguém comprar barato e vender mais caro em outro mercado). 
*
DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS
 Tipos de discriminação de preços:
1° grau - o monopolista vende cada unidade do produto a diferentes preços. Não há excedente do consumidor neste caso. Ex. aluguel de apartamentos próximo ao campus universitário;
2º grau \u2013 monopolista vende diferentes unidades do produto a diferentes preços, mas todos os compradores que adquirem a mesma quantidade pagam o mesmo preço. O preço por unidade não é constante, depende da quantidade que o consumidor compra; 
3° grau - monopolista vende o produto para diferentes compradores por preços diferentes, mas cada unidade vendida para um grupo é vendida ao mesmo preço. Ex: descontos para idosos, estudantes, tarifas aéreas.
*
ESTRUTURA DE MERCADO
 
Competição Perfeita;
Competição Monopolística;
Oligopólio;
Monopólio.
*
COMPETIÇÃO MONOPOLÍSTICA 
 Modelo desenvolvido por Edward Chamberlin -1933. Considerado uma das principais origens da Econ Industrial;
Insatisfação com os modelos de concorrência existentes (não explicava fatos do mundo real, hipótese do produto homogêneo, empresas cresciam sem ganhar poder de mercado);
Estes modelos combinam aspectos de competição (concorrência) perfeita \u2013 muitas firmas e não existência de barreiras; e de monopólio - quando a firma que consegue diferenciar produtos estabelece seu preço, embora os lucros sejam normais (lucros altos atraem novas firmas)
*
DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS
 Conceito chave \u2013 é a diferenciação de produtos que surge a partir de 2 características:
1ª - porque os consumidores pensam que um produto é diferente dos demais (propagandas e técnicas de venda desempenham importante papel);
2ª - porque eles preferem os produtos que possuem características ou atributos diferenciados e estão dispostos a pagar um prêmio por eles (localização geográfica, aspectos técnicos e de qualidade).
*
DIFERENCIAÇÃO DE PRODUTOS
No mundo real, dificilmente as mercadorias que competem entre si são idênticas. Produtos são similares mas não idênticos e apresentam preços distintos;
Consumidores preferem pagar mais caro, por ex. abastecer carro num posto mais próximo de sua residência, comprar refrigerante de sua marca preferida;
*
DIFERENCIAÇÃO DE PRODUTOS
Os produtos são diferenciados segundo os seguintes aspectos:
Local da oferta;
Qualidade do produto;
E ou percepção da marca.
São percepções subjetivas distintas que levam os consumidores a ter preferências \u2013 ocorrendo a diferenciação.
*
DIFERENCIAÇÃO DE PRODUTOS
Como os produtos diferenciados são substitutos imperfeitos, uma empresa pode fixar preços acima das demais e realizar vendas;
Fatores de Diferenciação: especificações técnicas, desempenho, confiabilidade, durabilidade, ergonomia e design, estética, custo de utilização do produto, imagem e marca, formas de comercialização, assistência técnicas e suporte ao usuário, financiamento aos usuários.
Alguns setores apresentam uma vocação maior para a diferenciação.
*
 DIFERENCIAÇÃO DE PRODUTOS
Tipos de Diferenciação:
Horizontal \u2013 ocorre quando produtos não podem ser considerados melhores ou piores, não se pode ordenar a qualidade dos produtos. Ex: cor de carros.
Vertical \u2013 ocorre quando a utilidade de todos os consumidores aumenta quando o nível de uma característica do produto é aumentado. Ex: dois carros do mesmo modelo mas com potência e conforto diferentes.
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*