Buscar

10 Organelas citoplásmaticas Retículos endoplasmáticos e Ribossomos

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 6 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 6 páginas

Prévia do material em texto

BIOLOGIA CELULAR - SDE0906
Semana Aula: 10
Organelas Citoplasmáticas: Retículos Endoplasmáticos e Ribossomos
Tema
Organelas Citoplasmáticas: Retículos Endoplasmáticos e Ribossomos
 
Palavras-chave
Retículo Endoplasmático, Ribossomo, RNA mensageiro, RNA ribossomal, RNA 
transportador
Objetivos
Identificar as diferenças morfofisiológicas do Retículo Endoplasmático Liso e Retículo 
Endoplasmático Rugoso.
Correlacionar o papel dos ribossomos livres e dos ribossomos presentes no Retículo 
Endoplasmático Rugoso.
Compreender a função dos ribossomos na síntese de proteínas (tradução). 
 
Estrutura de Conteúdo
Aspectos que devem ser discutidos na aula:
Unidade 4: Citoplasma
4.4. Retículos Endoplasmático
 
O Retículo endoplasmático é formado por um conjunto de túbulos e sacos achatados e 
interconectados, como um labirinto. Ele está localizado entre o complexo de Golgi e a 
carioteca.
 
O Retículo Endoplasmático é classificado em Liso e Rugoso.
O Retículo Endoplasmático Granular ou Rugoso apresenta aspecto achatado e os 
ribossomos aderidos, já no Retículo Endoplasmático Agranular ou Liso tem aspecto 
tubular e ausência de ribossomos.
 
Existe uma quantidade variável dos diferentes tipos de Retículos Endoplasmáticos na 
célula, dependendo da função celular;
 
As células que secretam muitas proteínas, como por exemplo células glandulares 
pancreáticas, têm mais Retículo Endoplasmático Rugoso. As células que secretam muitos 
lipídios, por exemplo nas gônadas, têm mais Retículo Endoplasmático Liso.
 
Os diferentes tipos de Retículos Endoplasmáticos, por terem a função de secretar 
substâncias, segregam em vesículas seus produtos de secreção.
 
O Retículo Endoplasmático Rugoso ou Granular tem ribossomos na face externa da 
membrana.
 
O REG participa da síntese de proteínas porque os ribossomos são as estruturas celulares 
que produzem as proteínas.
 
As proteínas sintetizadas são armazenadas nas cisternas até serem utilizadas ou 
transportadas em vesículas para outros locais da célula.
 
 
O Retículo Endoplasmático Liso ou Agranular não apresenta ribossomos aderidos a sua 
superfície.
 
O Retículo Endoplasmático Liso armazena substâncias diversas e as utiliza para regular a 
concentração na célula, tais como íons cálcio, importante para a contração muscular e 
para o processo de exocitose.
 
 
O Retículo Endoplasmático Liso participa da síntese de lipídios, especialmente os 
esteroides, como o colesterol e derivados, estando essa organela citoplasmática em maior 
quantidade de células produtoras de hormônios esteroides.
 
O Retículo Endoplasmático Liso ou Agranular elimina substâncias tóxicas durante o 
processo de intoxicação do organismo, principalmente nas células hepáticas que 
apresentam uma quantidade maior dele, como observado em células de pessoas 
intoxicadas com barbitúricos (anestésico).
 
4.5. Ribossomos
Os ribossomos são pequenas estruturas não membranosas encontradas em todas as 
células. Eles são formados estruturalmente por RNA ribossomal (rRNA) e proteínas 
ribossomais.
 
O rRNA é sintetizado no nucléolo da célula, e se associa às proteínas para formar as 
subunidades ribossomais (uma subunidade maior e uma subunidade menor).
 
Os ribossomos fazem a tradução do RNA mensageiro para síntese de proteínas, formando 
o complexo de tradução.
 
A subunidade maior do ribossomo aloja os RNAs transportadores (tRNA) e a subunidade 
menor se liga ao mRNA (mensageiro).
 
Os ribossomos são encontrados nas células sob duas formas: livres e associados ao 
retículo endoplasmático granular.
 
Os ribossomos livres são encontrados soltos no citoplasma, podendo ocorrer como um 
único ribossomo ou em grupos conhecidos como polirribossomos, quando vários estão 
associados ao mRNA.
 
O polirribossomo tem a vantagem de produzir muitas proteínas em pouco tempo, 
ocorrendo, portanto, em maior número que os ribossomos associados ao retículo em 
células que retêm a maioria das proteínas sintetizadas.
 
O ribossomo é responsável por ler uma fita de mRNA a partir do reconhecimento 
existente entre o RNA transportador (tRNA) e o códon presente no RNA mensageiro 
(mRNA).
 
Os ribossomos livres são responsáveis pela síntese das proteínas que estão em solução no 
citoplasma ou de elementos móveis ou estruturas citoplasmáticas importantes, tais como 
proteínas do citoesqueleto.
 
Os ribossomos associados ao Retículo Endoplasmático Rugoso são encontrados 
associados à membrana externa dessa organela.
 
Os ribossomos associados à membrana do Retículo Endoplasmático Rugoso ocorrem em 
maior número que os ribossomos livres em células que secretam suas proteínas 
fabricadas, como por exemplo, nas células pancreáticas produtoras de enzimas digestivas.
 
Os ribossomos associados à membrana do Retículo Endoplasmático Rugoso São 
responsáveis pela síntese de proteínas que formam membranas, ou são empacotadas e 
estocadas em vesículas no citoplasma ou que são exportadas para o exterior. 
 
A informação genética é codificada de acordo com os códons presentes na molécula de 
mRNA, sabendo que cada códon é formado por três nucleotídeos, que será traduzido em 
um aminoácido que a fará parte de uma proteína.
 
Existem três códons, dos 64 existentes, que, ao invés de significar um aminoácido da 
proteína, indica o final de sua tradução.
 
Os ribossomos fazem a leitura dos códons e, posteriormente, 
a ligação que une os aminoácidos para formar a proteína.
 
O tRNA traz o aminoácido correspondente aos códons do mRNA.
 
Estratégias de Aprendizagem
O aluno deverá entender que a organela citoplasmática Retículo Endoplasmático 
apresenta aspectos morfológicos e funções diferentes. É importante relacionar a 
continuidade do Retículo Endoplasmático Rugoso com o núcleo celular, ressaltando o 
fluxo da informação genética, uma vez que os ribossomos estão presentes nessa organela. 
O aluno também deverá compreender que a síntese proteica (tradução) ocorre ao nível 
dos ribossomos, e que essas estruturas, por estarem em localizações diferentes na célula, 
sejam soltos no citoplasma ou presos ao retículo endoplasmático, sintetizam diferentes 
tipos de proteínas, tais como as intracelulares, as secretadas, as de membranas e as 
proteínas lisossomais.
Para aprofundar o estudo o aluno deverá ler com atenção o material didático, acessar o 
livro virtual, busca de informações complementares em outros livro e em artigos 
científicos, retomar o que foi apresentado na aula e navegar no SAVA utilizando os 
objetos de aprendizagem referentes à aula como quiz, atividade e vídeos complementares.
O vídeo 1- ?Ribossomo?- Esse vídeo mostra a composição que o rRNA se associa com 
proteína para formar as subunidade maior e menor de um ribossomo. Através desse vídeo 
é compreendido a importância dos ribossomos na síntese de proteína, uma vez interagem 
com a molécula de rRNA para que ocorra a tradução.
Link: https://www.youtube.com/watch?v=6iDw7U-E_Xg
O vídeo 2 ? Tradução?. Esse vídeo mostra todas as etapas da síntese de proteína.
Link: https://www.youtube.com/watch?v=ZmkEPuYQE8k
Alguns vídeos complementares podem ser sugeridos aos alunos para a melhor 
compreensão do tema abordado em sala de aula. Seguem, abaixo, links desses vídeos 
complementares sugeridos:
1) Biologia - Síntese de Proteínas
https://www.youtube.com/watch?v=ZmkEPuYQE8k
2) Translation
https://www.youtube.com/watch?v=5bLEDd-PSTQ
3) Reticulo endoplasmatico.avi
https://www.youtube.com/watch?v=xXG7lfUTCmM
4) Retículo Endoplasmático (rugoso y liso) Y Los Ribosomas
https://www.youtube.com/watch?v=eFuuTfUsrzI
5) Síntese de Proteinas
https://www.youtube.com/watch?v=68MzTdX0Y4s
Indicação de Leitura Específica
Leitura do Capítulo 5 do livro Introdução à Biologia Celular 
Capítulo 5: Componentes Citoplasmáticos
Aplicação: articulação teoria e práticaNas aulas serão utilizados objetos de aprendizagem para articulação da teoria e da prática. 
No SAVA estão disponíveis quiz, atividades, vídeos apresentados na aula e outros vídeos 
complementares referentes aos conteúdos da aula.
Exercício proposto em aula:
1) (UF-PA) Sobre as funções dos tipos de retículo endoplasmático, pode-se afirmar que:
 
a) O rugoso está relacionado com o processo de síntese de esteroides;
b) O liso tem como função a síntese de proteínas;
c) O liso é responsável pela formação do acrossomo dos espermatozoides;
d) O rugoso está ligado à síntese de proteína;
e) O liso é responsável pela síntese de poliolosídios.
2) (UECE) O ergastoplasma é a região formada por cavidades tubulares, em cuja periferia 
situam-se numerosos ribossomos, constituindo local de:
a) Circulação celular.
b) Digestão proteica.
c) Síntese proteica.
d) Respiração celular.
e) Síntese de lipídios.
Considerações Adicionais
Para próxima aula Leitura do Capítulo 5 do livro Introdução à Biologia Celular 
Capítulo 5: Componentes Citoplasmáticos

Continue navegando