A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
105 pág.
APOSTILA OSCILOGRAFIAS PAULO MAEZONO

Pré-visualização | Página 1 de 16

ASSUNTO: 
Curso de Especialização de Proteção de Sistemas Elétricos 
CEP07 - Tópicos Especiais em Proteção 
Direitos Reservados: 
Virtus Consultoria e Serviços Ltda. 
Autor: 
Paulo Koiti Maezono 
Instrutor: 
Paulo Koiti Maezono 
Total de Páginas 
105 
 
 
Curso de Especialização de Proteção de Sistemas Elétricos 
 
CEP07 - Tópicos Especiais em Proteção 
 
 
 
 
INTERPRETAÇÃO DE OCORRÊNCIAS EM REDES ELÉTRICAS 
ATRAVÉS DE OSCILOGRAFIA 
 
 
 
 
Eng. Paulo Koiti Maezono 
 
Setembro de 2008
 
INTERPRETAÇÃO DE OCORRÊNCIAS EM REDES ELÉTRICAS 
ATRAVÉS DE OSCILOGRAFIA 
 
 
Índice 2 de 105
 
 
SOBRE O AUTOR 
 
Eng. Paulo Koiti Maezono 
 
Formação 
 
Graduado em engenharia elétrica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo 
em 1969. Mestre em Engenharia em 1978, pela Escola Federal de Engenharia de Itajubá, 
com os créditos obtidos em 1974 através do Power Technology Course do P.T.I – em 
Schenectady, USA. Estágio em Sistemas Digitais de Supervisão, Controle e Proteção em 
1997, na Toshiba Co. e EPDC – Electric Power Development Co. de Tokyo – Japão. 
 
Engenharia Elétrica 
 
Foi empregado da CESP – Companhia Energética de São Paulo no período de 1970 a 
1997, com atividades de operação e manutenção nas áreas de Proteção de Sistemas 
Elétricos, Supervisão e Automação de Subestações, Supervisão e Controle de Centros de 
Operação e Medição de Controle e Faturamento. Participou de atividades de grupos de 
trabalho do ex GCOI, na área de proteção, com ênfase em análise de perturbações e 
metodologias estatísticas de avaliação de desempenho. 
Atualmente é consultor e sócio da Virtus Consultoria e Serviços S/C Ltda. em São Paulo – 
SP. A Virtus tem como clientes empresas concessionárias no Brasil e na Colômbia, 
empresas projetistas na área de Transmissão de Energia, fabricantes e fornecedores de 
sistemas de proteção, controle e supervisão, Departamento de Engenharia de Energia e 
Automação Elétricas da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo e Instituto 
Presbiteriano Mackenzie. 
 
Área Acadêmica 
 
Foi professor na Escola de Engenharia e na Faculdade de Tecnologia da Universidade 
Presbiteriana Mackenzie no período de 1972 a 1987. É colaborador na área de educação 
continuada do Instituto Presbiteriano Mackenzie, de 1972 até a presente data. 
Foi colaborador do Departamento de Engenharia de Energia e Automação Elétricas da 
EPUSP – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo de 1999 a 2002, com 
participação no atendimento a projetos especiais da Aneel, Eletrobrás e Concessionárias 
de Serviços de Eletricidade. 
 
INTERPRETAÇÃO DE OCORRÊNCIAS EM REDES ELÉTRICAS 
ATRAVÉS DE OSCILOGRAFIA 
 
 
Índice 3 de 105
 
 
ÍNDICE 
 
1. INTRODUÇÃO .......................................................................................................................................................5 
2. HARMÔNICOS – COMPOSIÇÃO DE SENÓIDES ...........................................................................................5 
3. CONDIÇÃO NORMAL DE OPERAÇÃO..........................................................................................................12 
4. SISTEMA ATERRADO E SISTEMA ISOLADO..............................................................................................14 
4.1 CURTO CIRCUITO A TERRA EM SISTEMA ATERRADO E EM SISTEMA ISOLADO ........................16 
4.2 TRANSFORMANDO UM SISTEMA ISOLADO EM SISTEMA ATERRADO..........................................20 
5. CURTOS-CIRCUITOS.........................................................................................................................................23 
5.1 TRIFÁSICO...................................................................................................................................................23 
5.2 FASE-TERRA ...............................................................................................................................................29 
5.2.1 Uso de componentes seqüenciais para análise .........................................................................................39 
5.3 BIFÁSICO .....................................................................................................................................................39 
5.4 BIFÁSICO-TERRA.......................................................................................................................................46 
6. FASE ABERTA .....................................................................................................................................................53 
7. OSCILAÇÃO DE POTÊNCIA ............................................................................................................................57 
8. MAGNETIZAÇÃO TRANSITÓRIA DE TRANSFORMADOR DE POTÊNCIA.........................................58 
9. SATURAÇÃO DE TC...........................................................................................................................................61 
10. ABERTURA DE SECUNDÁRIO DE TC.......................................................................................................62 
11. ENERGIZAÇÃO DE BANCO DE CAPACITORES....................................................................................63 
12. FERRORESSONÂNCIA .................................................................................................................................65 
12.1.1 Diagnose e Sintomas de Ferroressonância ..........................................................................................65 
12.1.2 Ferroressonância Envolvendo Transformadores de Distribuição ou Industriais ................................66 
12.1.3 Ferroressonância Envolvendo Banco de Capacitores .........................................................................70 
13. EXEMPLOS DE OSCILOGRAMAS DE MÉDIA TENSÃO.......................................................................72 
13.1 CURTO-CIRCUITO EM ALIMENTADOR DE DISTRIBUIÇÃO ..............................................................72 
 
INTERPRETAÇÃO DE OCORRÊNCIAS EM REDES ELÉTRICAS 
ATRAVÉS DE OSCILOGRAFIA 
 
 
Índice 4 de 105
 
 
Exemplo 1 – Curto Bifásico.....................................................................................................................................72 
Exemplo 2 – Condição de Religamento Automático de Alimentador......................................................................80 
Exemplo 3 – Curto Circuito Bifásico Terra / Fase Terra em Alimentador .............................................................82 
13.2 FASE ABERTA EM REDE DE 22,4 KV .......................................................................................................87 
Fase Aberta com Tentativa de Energização de Transformador 22,4 / 1,16 kV.......................................................87 
14. EXEMPLOS DE OSCILOGRAMAS DE EXTRA ALTA TENSÃO...........................................................90 
14.1 EXEMPLO DE FALTA FASE-TERA EM LINHA DE EXTRA-ALTA TENSÃO ......................................90 
14.2 EXEMPLO DE CORRENTE DE MAGNETIZAÇÃO EM BANCO 500 KV EM VAZIO............................98 
14.3 EXEMPLO DE CORRENTE DE MAGNETIZAÇÃO TRANSITÓRIA NA ENERGIZAÇÃO DE UM 
BANCO 500 KV .........................................................................................................................................................100 
14.4 EXEMPLO DE CORRENTE DE MAGNETIZAÇÃO TRANSITÓRIA NA ENERGIZAÇÃO DE UM 
REATOR 500 KV .......................................................................................................................................................101 
 
 
INTERPRETAÇÃO DE OCORRÊNCIAS EM REDES ELÉTRICAS 
ATRAVÉS DE OSCILOGRAFIA 
 
 
Condição Normal de