A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
63 pág.
Atlas de Micologia pratica UFG

Pré-visualização | Página 1 de 1

Atlas de Micologia para 
Prova prática
Aluna: Elizabeth Cristina Bueno Gonçalves
Acadêmica de Biomedicina – UFG 
Goiânia – GO 
2017/1
Micoses 
superficiais 
Pitiriase versicolor 
Piedra Branca
Tinha Negra
Dermatofitoses
Micoses 
subcutâneas 
Esporotricose
Cromoblastomicose
Lobomicose
Eumicetomas
Micoses 
sistêmicas
Paracoccidioidomicose
Histoplasmose
Coccidioidomicose
Micoses 
oportunistas Criptococose
Candidiase
Aspergilose
Micoses superficiais 
Agente etiológico: Mallassezia sp
Doença: Pítiriase versicolor 
Micose superficial benigna e cronica que causa placas hipo ou hiperpigmentadas, 
escamosas e de bordas delimitadas que podem se unir e cobrir extensamente areas do 
corpo
Exame direto: KOH aspecto de massa almondegas
Leveduras globosas ou ovais agrupadas e 
filamentos curtos septados irregulares.
Exame direto: aspecto de massa almondegas
Leveduras globosas ou ovais agrupadas e 
filamentos curtos septados irregulares.
Agente etiologico: Trichosporum sp
Doença: Piedra Branca
Micose superficial benigna, assintomática, de baixo contagio, acomete pêlos em geral, 
apresentando nodulos amarelados, de consistencia mole, aspecto fusiforme aderido ao 
pêlo e se desprendem facilmente 
Exame direto: Presença de esporos na parte externa do pêlo (partes do pêlo).
Exame direto: Presença de pseudohifas, hifas septadas hialinas que e 
transformam em artroconídeos ovais ou retangulares. 
Agente etiológico: Pidraia hortae 
Doença: Piedra Negra
Micose superficial apresenta nodulos endurecidos e de coloração escura que aparece no 
cabelo, raramente acomete outros pêlos, aqui eles não se desprendem facilmente. 
Fungo demáceo!
Exame direto: Presença de esporos na parte externa do pêlo (parte do pelo) 
de cor escura 
Exame direto: Presença de esporos na parte interna por todo o pêlo.
Doença: Dermatofitose 
Agente etiológico: Trichophyton rubrum
Exame direto: Presença de hifas septadas hialinas, microconídios em forma de lagrima bem
próximo a hifa, bem organizado poucos ou ausentes macroconídeos multicelulares de paredes 
lisas em forma de lápis.
Agente etiológico: Trichophyton mentagrofhytes
Exame direto: Presença de hifas septadas hialinas, microconídeas agrupados em 
cachos, macroconídeos em forma de charuto, e hifas em espiral.
Agente etiológico: Trichophyton tonsurans
Exame direto: Presença de hifas hialinas septadas, microconídeos de diversos formas e tamanhos, 
principalmente claviformes ou em forma de balão, formando ângulo reto com as hifas. 
Macroconídios de parede grossa, clamidósporos intercalares ou terminais e hifas em raquete
Agente etiológico: Trichophyton schoenleinii
Exame direto: Ausência de macroconídios e microconídios. Hifas terminam em 
candelabros fávicos
Agente etiológico: Microsporum cannis
Exame direto: Presença de hifas hialinas septadas, macroconídios fusiformes de parede 
rugosa, multicelulares (mais de 6 septos), com extremo distal muitas vezes curvo, poucos 
ou nenhuma microconídia
Agente etiológico: Microsporum gypseum
Exame direto: Presença de macroconídios abundantes, simétricos, elipsoidais, de 
superfície rugosa, de parede relativamente delgada, com 4 a 6 septos, microconídios em 
forma de clava em pequena quantidade
Agente etiológico: Epidermophyton floccosum
Exame direto: Presença de hifas hialinas septadas, ausência de microconídias, 
macroconídias septadas com 2 a 5 septos de paredes lisa, pirifomes em cachos ou dedo de 
luva
Agente etiológico: Sporothrix schenckii
Doença: Esporotricose
Exame direto: Presença de hifas hialinas delicadas e septadas de conidióforos finos e 
ramificados que partem das hifas formando ângulo reto, e conídios pequenos que se 
organizam nas extremidades dos conidióforos
Agente etiológico: Fonsecaea pedrosoi
Doença: Cromoblastomicose
Exame direto: Presença de hifas septadas, predomínio de cladosporio de cadeia curta de 
conídios.
Agente etiológico: Phialophora verrucosa 
Doença: Cromoblastomicose
Exame direto: Presença de hifas hialinas septadas, conidióforo fiálide em forma de vaso e 
conídios ovais dispostos ao redor da fiálide lembrando vaso de flores.
Agente etiológico: Cladosporium carrionii
Doença: Cromoblastomicose
Exame direto: Presença de hifas septadas, conidióforos que gemulam de forma 
arborecente dando lugar a cadeias curtas de conídios ovais, longo constíituído por cadeias 
ramificads de 6 ou mais conídios ovais
Agente etiológico: Rhinocladiella aquaspersa
Exame direto: Presença de hifas cenocíticas, conidióforos que partem das hifas em ângulo 
reto, conídios ovais na extremidade dos conidióforos. 
MICOSES SISTÊMICAS
Agente etiológico: Paracoccidioides brasiliensis
Doença: Paracoccidioidomicose 
Exame direto: Presença de células redondas, com parede grossa e refrigente, com 
brotamentos únicos ou múltiplos, as vezes as células podem se apresentar catenuladas, 
citoplasma lipídico. Sugestivo de Paracoccidiodes brasiliensis
Agente etiológico: Hystoplasma capsulatum
Exame direto: Presença de hifas hialinas septadas, microconídios piriformes ligados a hifa 
ou ao conidióforo curto, macroconídios globosos tuberculados ou não. 
Agente etiológico: Blastomyces dermatididis
Doença: Blastomicose
Exame direto: Presença de células esféricas ou ovais, em brotamento simples e com 
membrana de duplo contorno. 
Micoses oportunisticas 
Agente etiológico: Cândida sp
Doença: Candidíase
Exame direto: Presença de células redondas ou ovais com blastoconídios e em algumas 
ocasiões pseudohifas. 
Agente etiológico: Cryptococcus neorformans
Doença: Criptococose
Exame direto: Presença de células redondas ou ovais com blastoconídios e em algumas 
ocasiões pseudohifas. 
Agente etiológico: Aspergilus fumigatus
Doença: Aspergilose
Exame direto: Presença de conidióforo liso que termina em vesícula em forma de cúpula, 
cerca de 2/3 da superfície coberta por uma fileira de fiálides das quais saem longas 
cadeias de conídios globosos. 
Agente etiológico: Aspergilus niger
Doença: Aspergilose
Exame direto: Presença de conidióforo largo e liso, com vesícula esférica coberta por uma 
camada de fiálides (uni ou bisseriada) de onde saem fileiras de conídias negras. 
Agente etiológico: Aspergilus flavus
Doença: Aspergilose
Exame direto: Presença de hifas hialinas septadas, conidióforo longo, rugoso, com 
vesícula esférica e volumosa, com esporulação em toda superfície. . 
Agente etiológico: Aspergilus terreus
Doença: Aspergilose
Exame direto: Presença de hifas hialinas septadas, conidióforos curtos e fiálides
bisseriadas. . 
Agente etiológico: Penicilluim sp
Exame direto: Presença de hifas longas, conidióforos perpendiculares que ramificam e no 
ápice da fiálide forma um “pincel” que dão origem a conídios unicelulares globosos. 
Agente etiológico: Rhizopus, sp
Exame direto: Presença de hifas largas, raramente septada, hialinas, esporangióforo com 
esporângios esféricos castanhos de parede escura que saem diretamente dos rizodes, estruturas 
semelhantes a raízes. 
Agente etiológico: Mucor sp
Doença: Mucormicose
Exame direto: Ausência de estólons ou rizoídes, com esporangióforos simples ou ramificados 
terminando em cogumelos no interior de esporângios esféricos contendo esporangiósporos. 
Bons Estudos !!!