A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
antropologia4

Pré-visualização | Página 1 de 2

Pergunta 1
0 em 0,2 pontos
	
	
	
	O Feminismo é um movimento que cresceu consideravelmente na última década, de acordo com o estudo do material referencial, analise as afirmações abaixo:
I- O Feminismo prega a equidade entre homens e mulheres.
II- Trata-se de um movimento exclusivamente de inserção das mulheres no mercado de trabalho;
III- O movimento luta pelo reconhecimento da supremacia das mulheres sobre os homens;
Estão corretas as alternativas:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	c. 
Somente I
	Resposta Correta:
	d. 
Somente I e III
	Feedback da resposta:
	Como podemos perceber pelo Material Referencial (Ebook, 2015:11): "... o feminismo, por exemplo, é um movimento que contesta a posição social de mulheres e avança nas discussões sobre a formação de identidades sexuais e de gênero".
	
	
	
Pergunta 2
0,2 em 0,2 pontos
	
	
	
	Nosso material referencial nos trouxe muitas questões para refletirmos sobre a inclusão social de pessoas portadoras de necessidades especiais. Sobre o assunto, qual das afirmativas abaixo está correta?
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	c.
Em uma sociedade complexa os portadores de necessidades especiais acabam sendo encarados tendo suas condições interpretadas como individuais, não como algo social que tem implicações mais amplas.
	Resposta Correta:
	c.
Em uma sociedade complexa os portadores de necessidades especiais acabam sendo encarados tendo suas condições interpretadas como individuais, não como algo social que tem implicações mais amplas.
	Feedback da resposta:
	Segundo o material referencial (EBOOK, 2015:12): “Em uma sociedade complexa, as pessoas que são integrantes de grupos ou classes diferentes das consideradas “normais” são efetivamente estereotipadas, estigmatizadas e segregadas. No que se refere aos portadores de necessidades especiais, por exemplo, aquilo que os diferencia é considerado algo individual – as suas limitações ou adaptações não são entendidas como algo que afeta a sociedade como um todo”.
 
	
	
	
Pergunta 3
0,2 em 0,2 pontos
	
	
	
	De acordo com a leitura do material referencial, podemos afirmar, no que diz respeito à relação entre os conceitos de raça e as mudanças de visão introduzidas pela Antropologia e pelas outras ciências humanas, que estão corretas as assertivas abaixo:
A percepção de raça passa por construções sociais que são de interesse da Antropologia (bem como de outras ciências humanas).
O viés de interpretação biológica fez parte da conceituação de raça e embasou "cientificamente" o racismo, porque atribuía à constituição físico-biológica das pessoas tendências em comportamentos sociais e culturais.
Raça é um conceito religioso que envolve a prática tradicional de cura por ervas e outros produtos puramente naturais. 
Estão corretas as alternativas:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	a. 
As assertivas I e II.
	Resposta Correta:
	a. 
As assertivas I e II.
	Feedback da resposta:
	Como podemos perceber pelo material referencial (Ebook, 2015:9): "Pode-se dizer que as raças são, cientificamente, uma construção social e devem ser estudadas pela Antropologia e pelas demais ciências sociais com profundidade. Por muito tempo, o conceito esteve ligado a fundamentações teóricas que explicavam pelo viés biológico, ou das ciências biológicas, não considerando os aspectos sociais. (...) O conceito de raça para a Antropologia, por exemplo, considera os traços fisionômicos, os valores, a produção material relacionada a ela, as origens do grupo que a compõe, o sangue, os traços psicológicos, etc." Portanto, estão corretas as assertivas I e II.
	
	
	
Pergunta 4
0,2 em 0,2 pontos
	
	
	
	Qual das alternativas abaixo melhor trata da inclusão no mundo do trabalho do Brasil nas últimas décadas?
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	a.
Adoção de políticas de inclusão tanto de natureza corporativa, quanto como objetivo de programas públicos de inserção de minorias.
	Resposta Correta:
	a.
Adoção de políticas de inclusão tanto de natureza corporativa, quanto como objetivo de programas públicos de inserção de minorias.
	Feedback da resposta:
	O material referencial diz (Ebook, 2015, p. 16): “Outro aspecto importante é a dissociação da “pregação” da inclusão e de sua prática, muito em voga nos últimos anos. No mundo do trabalho, mais especificamente no Brasil, percebemos que, nas últimas duas décadas, se tornaram frequentes as políticas corporativas de inclusão, beneficiadas inclusive por programas públicos de inserção de minorias no mercado de trabalho – como as vagas reservadas a portadores de deficiências e a ex-presidiários, por exemplo. Contudo, essas mudanças ainda passam por um processo de assimilação da população maior: para que as pessoas de algum modo excluídas ou sem acesso real aos seus direitos de trabalhar e se prover pudessem se inserir no mercado de trabalho, foram necessárias políticas públicas e intervenções, mas a aceitação do “diferente” requer processos mais complexos dentro do grupo. Além disso, sugerir a inclusão pode significar e reforçar que algo (alguém) esteja excluído. Omote (2004, p. 287) afirma que as coletividades humanas podem se tornar bastante inclusivas, mas o modo como essas diferentes condições são acolhidas está relacionado às “condições de existência e funcionamento de cada coletividade”. Então, como dito antes, para se tornar inclusiva, uma sociedade acaba criando ainda mais estigmas em suas relações sociais. A diversidade justifica o motivo pelo qual uma sociedade precisa ser inclusiva: há diversidades, heterogenia estrutural. Isso implica uma igualdade de direitos e mobilidade social, que perpassa por novos estigmas.
	
	
	
Pergunta 5
0,2 em 0,2 pontos
	
	
	
	Historicamente, as formas de inclusão e de exclusão social dos portadores de necessidades especiais variaram de maneira considerável. Nosso material referencial descreveu a visão da sociedade escravista que imperou no Brasil até fins do século XIX. Sobre os escravos brasileiros, é correto afirmar:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	b.
Os africanos e afrodescendentes escravizados eram considerados bens produtivos que só serviam se saudáveis e fortes fisicamente.
	Resposta Correta:
	b.
Os africanos e afrodescendentes escravizados eram considerados bens produtivos que só serviam se saudáveis e fortes fisicamente.
	Feedback da resposta:
	Segundo o material referencial (EBOOK, 2015:12): “Em muitas sociedades, como afirmam Alves (1992) e Goffman (1975), as necessidades especiais eram vistas com discriminação, ocorrendo inclusive extermínio por parte do grupo ou a tolerância, quando a característica especial era vista como exótica. Mesmo no Brasil, entre os povos indígenas no início da colonização, eram comuns as práticas de exclusão ou valorização de indivíduos portadores de necessidades especiais, conforme relatado por Alves (1992).
Em outro exemplo no que se refere ao Brasil, Freyre (2006, p. 157) fala que o regime agrário escravista concebia o negro (após a substituição da mão de obra indígena) não como um ser humano, mas como um bem produtivo. Caso este se acidentasse, nascesse com necessidades especiais ou sofresse uma mutilação, era descartado e excluído dos demais – inclusive essa prática era prevista pela Lei do Sexagenário.
Isso poderia ser uma das raízes da segregação e discriminação do trabalhador com necessidades especiais na sociedade brasileira no âmbito do trabalho, como vemos na atualidade. Há uma cultura da discriminação nas esferas do trabalho em todos os campos profissionais quanto ao portador de necessidades especiais”.
	
	
	
Pergunta 6
0,2 em 0,2 pontos
	
	
	
	Os búzios (pequenas conchas) são jogados por sacerdotes de algumas religiões de matriz africana. O jogo dos búzios, acreditam os seguidores dessas religiões, são uma forma de entrar em contato com os orixás e sondar seus conhecimentos.
Nesse sentido, os búzios estão