Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
ANATOMOFISIOLOGIA    Sistema Cardiovascular

Pré-visualização | Página 1 de 2

Anatomofisiologia
Professor: Leide De Almeida Praxedes
Curso: Ciências Biológicas - Bacharelado 
Período: 3º Semestre 
5 Aula Teórica: Sistema Cardiovascular. 
5.1 Anatomia cardíaca
5.2 Circulação do sangue (circulação pulmonar e sistêmica)
5.3 Ciclo cardíaco; Débito cardíaco; frequência cardíaca e bulhas cardíacos
5.4 Potencial de ação cardíaco e ritmicidade cardíaca
5.5 Controle de pressão arterial e princípios do ECG
• Fisiologia do Sistema Circulatório ou Cardiovascular:
O sistema cardiovascular humano possui como composição central o sangue, é formado pelos vasos sanguíneos, uma rede de tubos que o transporta, e pelo coração, uma bomba muscular responsável por impulsionar o sangue para o corpo. Esses órgãos trabalham juntos para garantir que todas as células do corpo recebam nutrientes e oxigênio.
• Funções do sistema cardiovascular:
- Distribuição de nutrientes absorvidos no intestino delgado e do gás oxigênio captado nos pulmões para todas as células do corpo.
- Retirar das células as excretas e o gás carbônico resultante do metabolismo.
• Anatomia cardíaca:
I - O coração: é oco e musculoso. Localiza-se na caixa torácica, entre os pulmões,
tendo atrás de si o esôfago e a artéria aorta, com os quais forma o mediastino, 
espécie de repto que separa um pulmão do outro. 
Possui a função de bombear o sangue através dos vasos sanguíneos para todo o 
corpo, sem parar. O tecido cardíaco é vermelho-escuro e apresenta, na superfície, 
zonas de gordura, que aumentam com a idade.
II - Átrios e ventrículos: formam as 4 cavidades do coração.
- Átrio direito e átrio esquerdo, em sua parte superior.
As paredes dos átrios são relativamente mais finas, pois bombeiam sangue somente para os ventrículos.
- Ventrículo direito e ventrículo esquerdo, em sua parte inferior. 
Os ventrículos bombeiam sangue para todo o corpo.
Cada átrio comunica-se com um ventrículo. O átrio 
esquerdo comunica-se com o ventrículo esquerdo 
através da valva atrioventricular esquerda, também 
chamada de valva bicúspide ou valva mitral. Já o átrio 
direito comunica-se com o ventrículo direito pela valva 
atrioventricular direita, também chamada de tricúspide.
Essas valvas asseguram o fluxo unidirecional do sangue.
Existem ainda as valvas semilunares que estão 
localizadasentre os ventrículos e a artéria pulmonar e 
entre o ventrículo e a aorta. Essas valvas recebem o 
nome de pulmonar e aórtica, respectivamente.
III – Paredes cardíacas: são formadas de três túnicas superpostas.
- Pericárdio: é a membrana que reveste externamente o coração,
como um saco de tecido fibroso e liso que propicia uma 
superfície escorregadia ao coração. Separa o coração dos outros 
órgãos e limita sua expansão durante a diástole. 
- Endocárdio: Membrana fina e lisa, que reveste a superfície 
interna das cavidades do coração de células endoteliais muito 
achatadas, dispostas numa só camada.
- Miocárdio: a mais espessa, músculo responsável pelas 
contrações vigorosas e involuntárias do coração; situa-se entre 
o pericárdio e o endocárdio.
Quando, por algum motivo, as artérias coronárias – ramificações da aorta – não conseguem irrigar corretamente o miocárdio, pode ocorrer a morte (necrose) de células musculares, o que caracteriza o infarto do miocárdio.
• Circulação do sangue (circulação pulmonar e sistêmica):
A circulação humana é a circulação do tipo fechada, dupla e completa. O fluxo sanguíneo toma como ponto de partida o coração.
O sangue arterial (rico em O2) é em vermelho; o sangue venoso (rico em CO2) aparece em azul.
Nesse circuito são reconhecidos dois tipos de circulação: a pequena circulação e a grande circulação:
I - Circulação Pulmonar (Pequena Circulação): circulação responsável pela oxigenação do sangue. Compreende o trajeto do sangue desde o ventrículo direito até o átrio esquerdo. Nessa circulação, o sangue passa pelos pulmões.
Átrio Direito > Ventrículo Direito > Artéria Pulmonar > Pulmões > Veias Pulmonares > Átrio Esquerdo.
Nos pulmões, o sangue libera o gás carbônico e absorve o gás oxigênio captado do ambiente pelo sistema respiratório. Esse fenômeno, em que o sangue é oxigenado, chama-se hematose.
II - Circulação Sistêmica (Grande Circulação): circulação responsável pela irrigação sanguínea de todo o organismo. Compreende o trajeto do sangue desde o ventrículo esquerdo até o átrio direito; nessa circulação, o sangue oxigenado fornece gás oxigênio os diversos tecidos do corpo, além de trazer ao coração o sangue não oxigenado dos tecidos.
Ventrículo Esquerdo > Artéria Aorta > Organismo > Veias Cavas > Átrio Direito (recomeça o ciclo da circulação pulmonar)
Num circuito completo pelo corpo, o sangue passa duas 
vezes pelo coração humano.	 	
> Observe que, pelo lado direito do nosso coração, 
só passa sangue não oxigenado e, pelo lado esquerdo, só 
passa sangue oxigenado. Não ocorre, portanto, mistura de
sangue oxigenado com o não oxigenado. A separação 
completa entre esses dois tipos de sangue contribui para a 
manutenção de uma temperatura constante no nosso 
organismo. 
• Ciclo cardíaco:
Consiste nos movimentos de sístole (contração) e diástole (relaxamento). 
Primeiro ocorre a sístole dos átrios: o sangue passa para os ventrículos. Em seguida, ocorre a sístole dos ventrículos: o sangue é impelido para as artérias pulmonares e para a aorta. Após a sístole, ocorre a diástole da musculatura cardíaca nos átrios e nos ventrículos: os átrios se enchem de sangue e o processo da sístole recomeça.
- Débito cardíaco: quantidade de sangue ejetada do ventrículo esquerdo para a aorta a cada minuto. DC = volume sistólico x batimentos por minuto.
- Volume sistólico: quantidade de sangue ejetada pelo ventrículo a cada sístole.
- Marca passos do coração : automatismo cardíaco: sistema de geração de impulsos elétricos que resultam na contração rítmica da miocárdio. Cada marca passo é formado por um conjunto de células especializadas na produção e condução de impulsos elétricos que fazem o miocárdio se contrair.
- Pulsação: a pulsação do sistema cardiovascular é observada a cada vez que os ventrículos se contraem, impulsionando o sangue para as artérias, ou a cada batida do coração. Por esse movimento de pulsação, também chamado de pulso arterial, é possível verificar a frequência dos batimentos cardíacos, que varia em função do tipo de atividade física do organismo e do seu estado emocional. O valor médio é de 70~80 batimentos por minuto.
Importante destacar que o coração é um órgão que funciona em ritmo constante. As irregularidades no seu ritmo, indicam o mau funcionamento do coração, caracterizadas pelas arritmias cardíacas.
- Sons ou Bulhas Cardíacas:
1º “lubb” turbulência no fluxo sanguíneo pelo fechamento da valva Átrio Ventricular após o início da sístole ventric.
2º “dupp” turbulência no fluxo sanguíneo pelo fechamento das válvulas semilunares após o final da sístole ventricular.
• Eletrofisiologia: Sístole e Diástole só são possíveis graças ao Sistema de Condução do Coração que gera e coordena impulsos elétricos para as células miocárdicas. Esse sistema é composto pelo:
-Nodo Sinoatrial: tem capacidade de gerar estímulos elétricos ritmados e manter a sequência cardíaca. O estímulo gerado é conduzido através de suas fibras (para os Átrios, por isso sinoATRIAL) e depois segue para o Nó Átrioventricular. Também é chamado de nodo sinusal. Em resumo, é de onde parte os impulsos, a cada ciclo, que se distribuem por todo o coração
- Nodo Átrioventricular: Recebe os estímulos sinoatriais e conduz o impulso para o ventrículos - nó Átrioventricular, Átrio > ventrículo) através do Feixe de His. Em resumo, sua função principal é retardar a passagem do impulso antes que o mesmo atinja o sincício ventricular. É necessário para o correto e uniforme batimento do coração.
Propriedades do Sistema de Condução do Coração:
- Automaticidade: É capaz de iniciar um impulso elétrico.
- Excitabilidade: É capaz de responder
Página12