A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
O CONSELHEIRO   apostila

Pré-visualização | Página 1 de 7

O CONSELHEIRO (PERFIL DO CONSELHEIRO)
Importância do Estudo 
Esta é uma das funções mais importantes do clube. O Conselheiro precisa saber exatamente como proceder em diversas situações e ter, bem definido em sua mente as suas atribuições, daí a importância deste estudo. 
Informação Relevante:
Um dos principais desafios do Conselheiro é procurar desenvolver o potencial dos membros de sua unidade. Isso é possível através da observação, distribuição de tarefas e acompanhamento. 
Algo para pensar: 
Literalmente vivemos na era da tecnologia, ou melhor, dos avanços tecnológicos, em que a comunicação tem mais rapidez, qualidade de som e imagem, enfim, aparentemente tudo de bom. Porém toda essa tecnologia criou um distanciamento entre as pessoas no tocante à presença física, parece que hoje em dia é mais agradável conversar através das redes sociais, ou por "SMS" do que mesmo pessoalmente. E Deus escolheu você pra ser Conselheiro exatamente nessa época! 
Compreendendo o tema: 
Ser Conselheiro ou Conselheira é uma tarefa de extrema responsabilidade. É assumir, verdadeiramente, a tarefa de aconselhar, orientar, mais do que isso, é servir de modelo para os liderados. A função exige dedicação e compromisso com muita seriedade. 
 O dicionário Aurélio define que Conselheiro é "aquele que aconselha, indica a vantagem ou conveniência de algo; pode recomendar, procura convencer da necessidade ou conveniência de algo e procura induzir ou persuadir”.
 No trabalho com os desbravadores e aventureiros o papel do conselheiro é muito mais do que aconselhar, recomendar. É procurar promover um crescimento equilibrado das habilidades físicas, mentais e espirituais. 
Basicamente o trabalho dos conselheiros está dividido em três ênfases: 
• Formar pessoas de caráter nobre. 
• Formar futuros bons cidadãos, leais a pátria e a Deus. 
• Conduzir seus liderados a terem uma experiência marcante com Jesus. 
O Conselheiro é um membro da diretoria destinado a auxiliar os membros de uma unidade. Deve exercer o papel de aconselhamento e orientação espiritual e funcional. Deve ser membro batizado da Igreja Adventista do Sétimo Dia e estar em harmonia com os princípios da mesma. Sua relação com os membros da unidade deve ser fundamentada no amor e na compreensão. Deve procurar levar a unidade que estar sob sua orientação a realizar conquistas e progressos, bem como o envolvimento nos programas gerais do clube. Esta função deve ser o elo entre a unidade e o clube. Cabe ao conselheiro fortalecer os vínculos da família em todas as atividades que os membros da unidade tomem parte e os pais devem ser parceiros para que os objetivos educacionais sejam alcançados. 
Na verdade, o conselheiro deve ser um líder polivalente que procura orientar e guiar o grupo para o crescimento em vários aspectos. 
Alguns conselhos
• Conheça individualmente seus aventureiros/desbravadores. 
• Crie e promova o espírito de união. 
• Seja amigo de todos. 
• Seja um exemplo. 
• Aprenda a liderar. 
• Seja um motivador. 
• Seja um líder espiritual.
Qualidades de um Conselheiro
AMAR A DEUS ACIMA DE TUDO. Só líderes Cristãos podem produzir homens e mulheres Cristãos. Além disso, devem os conselheiros dos Desbravadores e Aventureiros serem homens e mulheres cuja vida é caracterizada pelo viver centralizado em Cristo. Devem demonstrar o que esperam que os meninos e meninas se tornem. Essa experiência se manifestará na alegre realização de todo dever conhecido e no espírito de confiança e otimismo, no que tange à edificação do reino de Deus na Terra. 
AMAR SINCERAMENTE AS CRIANÇAS. O único motivo satisfatório para servir nesses clubes é o amor aos meninos e meninas em crescimento. Tal amor se expressará mais em atos que em palavras. E é facilmente transmitido ao coração de cada um quando o conselheiro alegremente procura entender as dificuldades e atender as necessidades. 
SERVIR COM ENTUSIASMO. Uma personalidade alegre e agradável é essencial para quem desempenha esta função. O entusiasmo contagioso, e os meninos e meninas seguem depressa a liderança otimista. O líder de êxito salienta o lado positivo e apoia o programa com energia e desenvoltura. 
POSSUIR ESTABILIDADE EMOCIONAL. O verdadeiro líder é senhor de suas emoções. A demonstração de sua personalidade revela equilíbrio. Isso se alcança pela disciplina própria, por uma vida sóbria, pela fé confiança em Deus e o senso de responsabilidade. Qualquer explosão de mau gênio, ira, ou depressão destruirá a devida imagem do líder que o menino ou a menina deve possuir. 
APRECIAÇÃO PELA NATUREZA. Várias atividades do clube são exercidas ao ar livre. Portanto, se faz necessário ao conselheiro deleitar-se em descobertas na natureza, aumentando, em cada oportunidade, seu conhecimento das obras das mãos de Deus e utilizando os recursos naturais para ensinar lições sobre o poder criador de Deus. 
CONHECER OS SEUS LIDERADOS. Este é um fator determinante no trabalho com as unidades, pois o conselheiro precisa saber as características próprias da idade para entender como algumas coisas devem funcionar e alcançar os objetivos propostos. 
DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES. Toda habilidade dominada pelo líder é uma chave adicional que pode ser usada para abrir algum co-ração fechado. É extremamente valioso ser versátil e ter experiências variadas para que sempre possa ter alguma coisa nova a apresentar a seu grupo. Isto significa que o conselheiro deve estar em constante crescimento.
 
SENSO DE ORGANIZAÇÃO. Todo líder que realiza algo deve saber organizar. O organizador estabelece algo, depois avalia todos os fatores que possa convocar para alcançar esse alvo. Apresenta certos passos definidos que devem ser dados, na realização de sua tarefa. Então delega responsabilidades aos capazes, usando tantas pessoas e fatores favoráveis quantos for capaz de mobilizar. Coordena então esses aliados e, passo a passo, incentiva o progresso, até ter alcançado o objetivo. Isso é organização. 
MANTER RELAÇÕES AGRADÁVEIS. Em qualquer segmento que envolve liderança de pessoas as relações interpessoais são prioridade. No trabalho da unidade não é diferente, principalmente se levarmos em conta que cada criança ou adolescente que está sob sua orientação vem de lares com dificuldades e realidades diferentes. Além disso, o conselheiro deve procurar estar em harmonia com os outros conselheiros e demais membros da diretoria. 
SER UM EXEMPLO. Tanto os desbravadores como aventureiros aprendem através da observação. O conselheiro é para eles o líder imediato que inspira através das ações e procedimentos, daí a importância de viver uma vida exemplar.
 
SENSO DE HUMOR. Todo líder que lida com meninos e meninas deve ter acurado senso de humor. Há muitos incidentes que tendem a irritar ou contrariar o líder. Os meninos e meninas são prontos a criticar alguns hábitos dos adultos. O líder que tem senso de humor não dá atenção a tais coisas. 
CRIATIVIDADE. Ser capaz de alcançar seus objetivos mesmo que haja obstáculos e dificuldades no caminho. Ser hábil ao ponto de pensar com lógica e agir com firmeza e bom senso. 
Metas de um Conselheiro
Para que seu trabalho produza os resultados esperados, o conselheiro, r precisa ter algumas metas bem definidas. Talvez você pergunte: com assim?! Muito bem, vamos lá. As principais metas de um conselheiro podem ser divididas em dois grupos, espiritualidade e formação equilibrada. Saiba que a primeira grande meta é a salvação dos garotos e garotas do clube, ou seja, espiritualidade. Por este motivo você precisa entender a sua importância como:
1. Colaborador de Cristo - "na árdua missão de ajudar pessoas a tomarem a decisão de estar ao lado dEle."(Conselhos a Prof., Pais e Estudantes, pág. 455). 
2. Mãos auxiliadoras de Deus - "você deve ser o agente humano de Deus para chegar ao coração das pessoas, especificamente daqueles que pertencem a sua unidade e seus familiares." (Conselhos a Prof., Pais e Estudantes pág. 135) 
3. Seus representantes - "isto significa