APOL MAIO
6 pág.

APOL MAIO


DisciplinaPratica1.059 materiais565 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Marta apresentou para seus alunos algumas operações como, por exemplo, 15+35+10=60 e seus alunos resolveram observando o valor posicional e a partir da resolução mental\u201d.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PANIZZA,Mabel. Ensinar matemática na educação infantil e nas séries iniciais: análise e propostas. Porto Alegre: Artmed, 2006.p.103-104.
Segundo seu livro base da disciplina, A construção de conceitos matemáticos e a prática docente, qual o significado dos alunos resolverem operações de forma horizontal?
	
	A
	Identificar o valor posicional que os algarismos ocupam na operação matemática.
	
	B
	Caracterizar e dispor um a um os algarismos em um único conjunto.
	
	C
	Classificar os algarismos relacionando um a um.
	
	D
	Separar por unidades e dezenas os algarismos apresentados.
	
	E
	Agrupar os algarismos distintos para alcançar um resultado final.
A professora Catarina solicitou que os alunos do 4º ano explicassem como efetuaram a operação 15+16=31. Ana explicou da seguinte maneira: Ao somar 15+16 que resultou em 31, lembrei que o 5+6 são 11. Ou seja, 1 unidade e 1 dezena. Juntei o número 1 às dezenas e obtive 3 dezenas e 1 unidade, igual à 31\u201d.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em:PANIZZA,Mabel. Ensinar matemática na educação infantil e nas séries iniciais: análise e propostas. Porto Alegre: Artmed, 2006.p.101.
Segundo seu livro base da disciplina, A construção de conceitos matemáticos e a prática docente, ao realizar operações matemáticas que envolvem agrupamentos o professor deve observar se o aluno compreende que:
	
	A
	Um grupo corresponde a unidade e outro a dezena e, assim sucessivamente resultando muitas vezes no empréstimo.
	
	B
	Os numerais estão organizados para compor uma lógica de sucessor e antecessor.
	
	C
	A correspondência um a um é significativa para os alunos até 4 anos de idades.
	
	D
	Quantificar as operações matemáticas em porcentagem e estatística.
	
	E
	O resultado aritmético de equações e expressões matemáticas.
\u201cA professora Catarina apresentou aos alunos as sentenças a seguir. Cauê observou que um dos algarismos está colocado na posição errada.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PANIZZA, Mabel. Ensinar matemática na educação infantil e nas séries iniciais: análise e propostas. Porto Alegre: Artmed, 2006. p.95. 
Segundo sua compreensão e estudo do livro base da disciplina, A construção de conceitos matemáticos e a prática docente, por meio desta atividade, a professora Catarina possibilitou aos alunos identificar:
	
	A
	Valor posicional da numeração.
	
	B
	A oralidade e comunicação.
	
	C
	O cálculo matemático empírico.
	
	D
	O lógico-matemático.
	
	E
	A contagem um a um.
Leia a situação, sugerida no fragmento de texto abaixo:
\u201cAntônio escreveu: 
A professora pergunta para Antônio como chegou ao resultado.
Antônio Responde que, o onze eram quinze a mais do que cento e cinquenta. Então 10 vezes 15 é 150, mais 15 igual a 165\u201d. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PANIZZA, Mabel. Ensinar matemática na educação infantil e nas séries iniciais: análise e propostas. Porto Alegre: Artmed, 2006.p.131.
Segundo sua leitura e compreensão do livro base da disciplina, A construção de conceitos matemáticos e a prática docente, na multiplicação a criança precisa entender que:
	
	A
	a multiplicação é adicionar uma quantidade de parcelas.
	
	B
	a combinação de conjuntos numéricos semelhantes possibilita o resultado.
	
	C
	a ordem dos algoritmos na operação é independente do resultado da operação matemática.
	
	D
	a multiplicação é indiferente à representação dos algoritmos apresentados.
	
	E
	o resultado final determinará a adição ou subtração do valor posicional do numeral.
Para que o aluno compreenda o valor posicional de um numeral as atividades lógico-matemáticas são fundamentais e o professor deve priorizá-las\u201d.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PANIZZA, Mabel. Ensinar matemática na educação infantil e nas séries iniciais: análise e propostas. Porto Alegre: Artmed, 2006.p.95.
Tendo como referência seus estudos do livro base da disciplina, A construção de conceitos matemáticos e a prática docente, sobre o valor posicional, o professor deverá propor atividades que apresentem:
	
	A
	exercícios de contagem, contas que envolvem adição e subtração.
	
	B
	operações de adição com colunas desalinhadas, onde a unidade está na casa da dezena.
	
	C
	resolução de exercícios sobre equações e frações matemática.
	
	D
	resolução das funções matemáticas e cálculos aritméticos.
	
	E
	atividades de subtração, adição, multiplicação e divisão diariamente.
As instituições escolares vêm sendo pressionadas a repensar seu papel diante das transformações que caracterizam o acelerado processo de integração e reestruturação capitalista mundial. De fato, o novo paradigma econômico, os avanços científicos e tecnológicos, a reestruturação do sistema de produção e as mudanças no mundo do conhecimento afetam a organização do trabalho e o perfil dos trabalhadores, repercutindo na qualificação profissional e, por consequência, nos sistemas de ensino e nas escolas\u201d.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: LIBÂNEO, J. C. Uma escola para novos tempos. In: Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: MF Livros, 2008. p. 45. 
A partir do fragmento e dos conteúdos do livro-base Organização do trabalho pedagógico, sobre a organização escolar, analise as afirmações: 
I. É um espaço de aprendizagem profissional, não restrito à transmissão passiva de conhecimento.
II. Envolve todos os membros da escola, pois todos participam de sua organização.
III. Precisa manter sua função exclusiva de transmissão de conhecimentos, ou corre o perigo de descaracterizar-se.
Assinale a opção que menciona apenas a(s) alternativa(s) correta(s):
	
	A
	I, II e III.
	
	B
	II e III.
	
	C
	I e III.
	
	D
	I e II.
	
	E
	III.
Diversas foram as instituições educacionais ou disciplinadoras organizadas pelas classes dominantes e dirigidas aos trabalhadores, aos filhos de trabalhadores, nacionais e imigrantes e \u2013 por oposição \u2013 aos \u2018sem trabalho\u2019, aos \u2018vagabundos\u2019 e aos mendigos\u201d.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em MORAES, C. S. V. Instrução \u201cpopular\u201d e ensino profissional: uma perspectiva histórica. In: VIDAL, D. G.; HILSDORF, M. L. S. (Org.). Brasil 500 anos: Tópicas em História da Educação. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2001. p. 169. 
De acordo com o fragmento e com os conteúdos do livro-base Organização do trabalho pedagógico, analise as proposições a respeito da educação no Brasil até meados do século XX:
I. O conhecimento era uma exclusividade das classes sociais mais elitizadas.
II. Cabia à escola selecionar, sistematizar, concentrar e transmitir conhecimentos aos seus membros.
III. A educação nessa época gerava um processo de exclusão social para a maioria da população.
IV. Todos os cidadãos tinham acesso à educação, independentemente da classe social a que pertenciam.
São corretas as proposições:
	
	A
	I e II.
	
	B
	I, II e III.
	
	C
	II e IV.
	
	D
	III e IV.
	
	E
	I, III e IV.
\u201c[...] é possível dizer [...] que a \u2018autonomia\u2019 tem sido uma ficção, na medida em que raramente ultrapassou o discurso político e a sua aplicação esteve sempre longe da concretização efetiva das suas melhores expectativas. Mas ela tem sido uma "ficção necessária" porque é impossível imaginar o funcionamento democrático da organização escolar e a sua adaptação à especificidade dos seus alunos e das suas comunidades de pertença, sem reconhecer às escolas, isto é