A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
AULA - CORTES

Pré-visualização | Página 1 de 1

ATELIÊ DE PROJETO 2
AULA – CORTES – 29-10-13
PROFESSORA: CAROLINE OLIVEIRA
ARQUITETA E URBANISTA
ESPECIALISTA ARQUITETURA DE INTERIORES
ESPECIALISTA ENG. SEGURANÇA DO TRABALHO
VENTOS DOMINANTES
(LESTE / SUDESTE)
NORTE
PASSEIO
RUA EMANUEL DIAS LIMA
LOTE 1
LOTE 3
TELHA COLONIAL
INCL.=25%
TELHA COLONIAL
INCL.=25%
PROJEÇÃO EDIFICAÇÃO
PLANTA COBERTA/
LOCAÇÃO
ESCALA 1/100
RELEMBRANDO
20.00
30.00
RELEMBRANDO
PLANTA BAIXA: SEÇÃO HORIZONTAL
NA EDIFICAÇÃO A 1.50m DO PISO.
PARA QUE SERVE?
NELA CONSTAM AS DIMENSÕES 
HORIZONTAIS.
NELA VEMOS AS LARGURAS E 
PROFUNDIDADES DOS AMBIENTES.
NELA VEMOS AS INDICAÇÕES DAS ESQUADRIAS JUNTAMENTE COM O QUADRO DE ESQUADRIAS.
CONCEITOS IMPORTANTES
(REPRESENTAÇÃO EM PLANTA BAIXA)
CORTE: SEÇÃO VERTICAL NA EDIFICAÇÃO. 
NELE CONSTAM AS DIMENSÕES 
VERTICAIS.
NELE VEMOS AS ALTURAS E PEITORIS
DAS ESQUADRIAS.
PODEMOS OBSERVAR A DIFERENÇA
DE NÍVEIS ENTRE OS AMBIENTES.
FAZER NO MÍNIMO 2 CORTES
(1 TRANSVERSAL – MENOR DIMENSÃO E 
1 LONGITUDINAL – MAIOR DIMENSÃO).
O QUE É UM CORTE?
PARA QUE SERVE?
VISÃO DO CORTE APÓS SEPARAÇÃO
DOS PLANOS
PARTE
RETIRADA
VISÃO DO CORTE A.A
ENTENDENDO O CORTE 
ALVENARIA CORTADA
ESQUADRIA VISTA
CORTE A.A
NÍVEL 0
NÍVEL 30
TELHA COLONIAL
INCL.=30%
INFORMAÇÕES PRESENTES
NO CORTE
BHO
QUARTO
JARDIM
QUARTO
TELHA COLONIAL
INCL.=30%
0.90
1.20
0.60
2.10
CHECK-LIST CORTE (O QUE DEVE CONTER EM UM CORTE?)
COTAS VERTICAIS (PARCIAIS E TOTAIS) DE:
PEITORIL DAS JANELAS, ALTURA DAS JANELAS, ALTURA DAS PORTAS,
ALTURA DAS VERGAS.
ALTURA DO BARRILETE E DA CAIXA D’ÁGUA.
PÉ-DIREITO(2.70m) E LAJE (0.10m).
ALTURA DO PISO EXTERNO À TELHA.
NOME DO AMBIENTE E NÍVEL.
INDICAÇÃO DA TELHA E INCLINAÇÃO UTILIZADA.
INCLINAÇÃO DA TELHA.
ELEMENTOS EM VISTA (TRAÇO FINO).
LEGENDA DO DESENHO (O QUE É E QUAL A ESCALA?)
COMO FAZER UM CORTE?
1º: MARCAMOS O CORTE NA PLANTA BAIXA.
 (ONDE PASSAR O CORTE?: MAIOR NÚMERO DE DETALHES – ÁREAS MOLHADAS).
2º: POSICIONAMOS A PLANTA BAIXA E
PUXAMOS AS LINHAS CORTADAS.
3º: ALVENARIAS CORTADAS (TRAÇO GROSSO),
 ESQUADRIAS CORTADAS (TRAÇO MÉDIO),
 ELEMENTOS EM VISTA (TRAÇO FINO).
4º: MARCAMOS O PÉ-DIREITO E LAJE.
5º: ELEMENTOS FINAIS (ELEMENTOS EM VISTA).
CORTE A.A
 ESCALA 1/100
BHO
BARRILETE
CX. D’ÁGUA
V=L X P X A
CÁLCULO DO VOLUME
DA CX. DÁGUA
LARGURA X PROFUNDIDADE X ALTURA
DO BANHEIRO ESCOLHIDO
OBSERVAÇÃO:
1.000 LITROS D’ÁGUA = 1M3 DE ÁGUA
EXEMPLO: 4.00m3 = 4.000L
0.10
CORTE PASSANDO PELA
CAIXA D’ÁGUA
EXERCÍCIO EM SALA DE AULA (CORTES):
DANDO CONTINUIDADE AO PROJETO DA AV1,
FAREMOS AS MARCAÇÕES DOS CORTES EM CADA
DUPLA.
ELABORAR O CORTE A.A NA RESIDÊNCIA. 
LOCAL: BANHEIRO ONDE LOCALIZA-SE A CAIXA
D’ÁGUA. (SEGUIR O CHECK-LIST E OBSERVAR A 
ESPESSURA DOS TRAÇOS).
BIBLIOGRAFIA DA AULA:
MONTENEGRO, Gildo A.: Desenho Arquitetônico. 4ª ed. São Paulo: E. Blücher, 2005.
ABNT NBR-6492