apol artes integradas nota 100
5 pág.

apol artes integradas nota 100


DisciplinaArtes Integradas: Artes Visuais, Música, Dança e Teatro92 materiais262 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Questão 1/5 - Artes Integradas: Artes Visuais, Música, Dança e Teatro
Leia o fragmento de texto: 
\u201cO processo de criação do figurinista deve estar pautado no que a direção do espetáculo projetou, pois a obra é a junção dos diversos elementos, então cada tipo de apresentação pode possuir uma linguagem, de acordo, com cada proposta\u201d. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PULS, Lourdes Maria et. al. - Figurino para Dança: a relação da roupa com a coreografia. VI Colóquio da Moda, FAPESP, Anais..., São Paulo, 2010, p. 03. <http://www.coloquiomoda.com.br/anais/anais/6-Coloquio-de-Moda_2010/68824_Figurino_para_danca_-_a_relacao_da_roupa_com_a_coreogr.pdf>. Acesso em 10 de jul. 2017.. 
A partir da observação do texto acima e considerando os assuntos do livro-base Artes Integradas sobre o balé de corte e a evolução da dança, assinale a alternativa correta.
	
	A
	Após a fundação da Academia Real de Dança, surgiram várias companhias de balé, provocando a evolução da dança, cenário e figurino.
	
	B
	A Academia Real de Dança, fundada por Luís XIV, dificultou a evolução de várias questões da dança, por exemplo, os figurinos.
	
	C
	As roupas utilizadas pelas companhias de balé de corte eram bem leves, época em que as mulheres ainda eram proibidas de participarem dessas companhias.
	
	D
	As mulheres tinham muito receio de participarem das companhias de balé de corte, o que atrapalhou a evolução da dança e dos figurinos.
	
	E
	Marie-Anne Cupis de Camargo, a conhecida La Camargo, dançou sempre com saias longas, limitando as possibilidades de saltos.
Questão 2/5 - Artes Integradas: Artes Visuais, Música, Dança e Teatro
Veja o excerto de texto: 
\u201cCom a Revolução Francesa e as guerras napoleônicas inaugurou-se o movimento romântico. Na época, na Inglaterra, a Revolução Industrial ocasionou uma mudança radical na sociedade. Com isso, o Romantismo, um movimento revolucionário, instituiu novos conceitos de arte em relação aos existentes até então\u201d. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: FRANCO, Neil; FERREIRA, Nilce Vieira Campos - Evolução da Dança no contexto histórico: aproximações iniciais com o tema - Repertório, Salvador, nº 26, p.266-272, 2016. p. 269. 
Com base no excerto de texto e nos conteúdos do livro-base Artes Integradas sobre temas abordados na dança após Revolução Francesa, é correto afirmar que:
	
	A
	com a religião católica em plana ascensão, após a Revolução Francesa, intensificaram-se as proibições de determinados temas na dança, por exemplo, o ocultismo.
	
	B
	com o fracasso de La Sylphide, representada em 1832, todas as obras que representaram temas relacionados ao sobrenatural também fracassaram.
	
	C
	com o insucesso de La Sylphide, muitas outras montagens com o mesmo tema (ligados ao sobrenatural) deixaram de serem representadas.
	
	D
	Giselle, obra apresentada em 1841, desencadeou a exclusão do uso cenográfico nas montagens em dança, por se tratar de um tema relacionado ao ocultismo.
	
	E
	após a Revolução Francesa e com o enfraquecimento do catolicismo, o ocultismo e o sobrenatural tornaram-se temas muito presentes nos balés desse período.
Questão 3/5 - Artes Integradas: Artes Visuais, Música, Dança e Teatro
Leia o excerto de texto: 
\u201cO ballet clássico ou dança clássica tornou-se, no decorrer da história, o primeiro estilo de dança a alcançar reconhecimento popular, como forma de arte internacional [...] o ballet clássico foi criado a partir das danças de corte e, com interferências significativas, tornou-se uma arte teatral, pois o público já o assistia. O bailarino dança para uma plateia e consolida a arte do movimento do corpo. A linguagem do ballet clássico se subdivide em diferentes estilos, como clássico (abordavam os mitos, deuses e semideuses), romântico (suas visionárias paisagens de fadas, sílfides e delicadas donzelas) e neoclássico (com formas mais livres)\u201d. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: AMARAL Jaime Das danças rituais ao ballet clássico. Revista Ensaio Geral, Belém, v.1, n.1, jan-jun|2009 p. 3. 
Observando o excerto de texto acima e os conteúdos do livro-base Artes Integradas referentes à história da dança, leia as afirmativas que seguem e marque V para as afirmativas verdadeiras, e F para as afirmativas falsas.
(  ) Luís XIV, o chamado Rei Sol, fundou a Academia Real de Dança.
(  ) O balé é a primeira dança de espetáculo.
(  ) O rei Luís XIV ensinou o compositor Pierre Beauchamp a dançar balé.
(  ) Pierre Beauchamp ensinou dança durante vinte anos para o rei Luís XIV. 
Agora, marque a sequência correta:
	
	A
	V \u2013 V \u2013 F \u2013 F
	
	B
	V \u2013 F \u2013 F \u2013 V
	
	C
	F \u2013 F \u2013 V \u2013 V
	
	D
	F \u2013 V \u2013 V \u2013 V
	
	E
	V \u2013 V \u2013 F \u2013 V
Questão 4/5 - Artes Integradas: Artes Visuais, Música, Dança e Teatro
Leia a passagem a seguir: 
\u201cNas últimas décadas, as pesquisas em dança têm delineado diversos entendimentos e leituras a fim de problematizar os traços filosóficos, sociais e artísticos, entre outros aspectos, que constituem seu passado, presente e, por que não, futuro. A preocupação com os caminhos determinados pela sistematização artística da dança, no caso aqui abordado, as ligações e relações entre o balé, as danças modernas americana e alemã e a dança contemporânea, promoveram a reflexão acerca dos conceitos e propósitos de estruturas sistematizadas como o balé e sua abordagem clássica/tradicional\u201d. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: FERREIRA, Rousejanny da Silva - Balé sob outros eixos: contextos e investigações do coreógrafo norte-americano William Forsythe (1949) entre 1984 e 1994. 2015. (Dissertação) Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Performances Culturais da Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015. p. 16.  
De acordo com a passagem acima e os conteúdos do livro-base Artes Integradas sobre a dança e seus respectivos precursores, relacione corretamente os percursores abaixo às informações sobre eles:
1. Jean-Baptiste Lully
2. Marie-Anne Cupis de Camargo
3. Isadora Duncan
4. Marius Petipa
5. Luís XIV
(  ) Principal difusor do Balé Clássico.
(  ) Fundou a Academia Real de Dança.
(  ) O marco inicial da Dança Moderna se dá a partir de seu estilo de dança.
(  ) Primeira pessoa que ousou encurtar as vestimentas para dança.
(  ) Incluiu a figura feminina como bailarinas nas montagens de dança. 
Agora, marque a sequência correta:
	
	A
	3 \u2013 1 \u2013 4 \u2013 5 \u2013 2
	
	B
	4 \u2013 1 \u2013 3 \u2013 2 \u2013 5
	
	C
	2 \u2013 1 \u2013 3 \u2013 2 \u2013 5
	
	D
	5 \u2013 4 \u2013 1 \u2013 3 \u2013 2
	
	E
	4 \u2013 5 \u2013 3 \u2013 2 \u2013 1
Questão 5/5 - Artes Integradas: Artes Visuais, Música, Dança e Teatro
Leia o fragmento de texto: 
\u201c[...] o balé clássico tem suas raízes no Renascimento italiano, período em que as danças camponesas subiram aos castelos para tornaram-se elaboradas e refinadas. Tais danças, bailes ou balés implicavam a educação do corpo e do gesto, tornando-se material diferenciador a ser dominado pelo homem discreto e, necessariamente, ignorado pelo vulgar. Era, portanto, elemento constitutivo de uma trama de relações hierárquicas\u201d.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: SANTOS, Tatiana Mielczarski dos - Entre Pedaços de Algodão e Bailarinas de Porcelana: a performance artística do balé clássico como performance de gênero. 2009. (Dissertação em Educação) \u2013 Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), Porto Alegre, 2009, p. 35. 
Com base no fragmento de texto e nos conteúdos do livro-base Artes Integradas sobre o Balé Clássico, é correto afirmar que:
	
	A
	o Balé Clássico surgiu na Alemanha e se desenvolveu na Itália, a partir da criação do espetáculo de dança Lago dos Cisnes.
	
	B
	as contribuições de Marius Petipa ao Balé