Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
Atenção farmacêutica

Pré-visualização | Página 1 de 1

Atenção farmacêutica 
Objetivos 
 Atendimento às diretrizes do SUS 
 Racionalização do uso de medicamentos 
 Acesso aos serviços de saúde 
 Medicamentos de qualidade 
 Uniformização da terminologia 
farmacêutica 
1. Assistência farmacêutica 
Conjunto de ações e serviços com a finalidade de assegurar 
a assistência terapêutica integral, a promoção e 
recuperação da saú•de, nos estabelecimentos públicos e 
privados, que desempenham atividades de projeto, 
investigação, manipulação, produção, conservação, 
dispensação, distribuição, garantia e controle de qualidade, 
vigilância sanitária e epidemiológica de medicamentos e 
produtos farmacêuticos . 
CFF, 2001 
Resolução no. 308/97 
Princípios da Assistência farmacêutica: 
a. Integrante da política nacional de saúde, garantindo os 
princípios do SUS 
b. Norteadora das políticas de medicamentos, ciência e 
tecnologia e formação de recursos humanos 
c. Ações voltadas a promoção, proteção e recuperação da 
saúde individual e coletiva, visando acesso e uso 
racional de medicamentos, com perspectiva da 
obtenção de resultados na melhoria da qualidade de 
vida 
d. Atitudes, valores éticos, comportamentos, habilidades, 
compromissos e corresponsabilidades na prevenção de 
doenças, promoção e recuperação de saúde. 
 
 
A assistência farmacêutica não se restringe apenas ao 
abastecimento de medicamentos, sobretudo, envolve 
atividades de caráter abrangente, multiprofissional e 
intersetorial. 
 
2. Atenção farmacêutica 
 Diferença entre atenção x assistência 
 
 Abordagem focada no paciente 
 Melhorar os resultados farmacoterapêuticos, através de 
aconselhamento, programas educativos e motivacionais 
 Entregar um entregar um medicamento ao paciente, 
com informações suficientes, assegurando que o 
medicamento é adequado, que a dose é correta, que 
não há• riscos de incompatibilidades, nem interação 
com outros medicamentos que o paciente esteja 
tomando ou pretenda tomar. 
3. Serviços farmacêuticos 
Grupo de prestações relacionadas com medicamentos, destinadas a 
apoiar as ações de saúde que demanda a comunidade através de 
uma atenção farmacêutica que permita a entrega dos 
medicamentos a pacientes hospitalizados e ambulatoriais, com 
critérios de qualidade da farmacoterapia. São partes integrantes 
dos serviços e programas de saúde, representam um processo 
que abarca a administração de medicamentos em toda e cada 
uma de suas etapas constitutivas, a conservação e controle da 
qualidade, seguridade e eficácia terapêutica dos medicamentos, 
o seguimento e avaliação da utilização, a obtenção e 
divulgação da informação sobre medicamentos e a educação 
permanente dos demais membros do grupo de saúde, o paciente e 
a comunidade para assegurar o uso racional de medicamentos. 
Organização Panamericana da Saúde (Opas) 
Destaca-se os seguintes objetivos: 
 Contribuir para a promoção de há•bitos de vida saud•áveis 
para a população; 
 Garantir o uso racional de medicamentos; 
 Maximizar o uso eficiente de recursos; 
 Estabelecer um sistema planificado de fornecimento de 
medicamento de qualidade; 
 Garantir uma dispensação e cuidados farmacêuticos de 
qualidade ao paciente seja em nível hospitalar ou 
ambulatorial. 
Quanto às atividades que compõem o serviço 
farmacêutico: 
 Promoção à saúde e prevenção às doenças; 
 Seleção e elaboração de uma lista padronizada dos 
medicamentos a serem dispensados; 
 Programação das necessidades, baseado no perfil 
epidemiológico e na oferta dos serviços de saúde; 
 Aquisição de medicamentos; 
 Armazenamento e distribuição; 
 Definição das normas de prescrição; 
 Avaliação da prescrição; 
 Dispensação dos medicamentos, que inclui aconselhamento 
ao paciente e acompanhamento da terapia; 
 Distribuição, cuidado farmacêutico e administração dos 
medicamentos aos pacientes hospitalizados; 
 Informação técnica, farmacológica, terapêutica e operacional; 
 Estudos de farmacoeconomia para avaliar o custo-
efetividade do serviço farmacêutico; 
 Educação e capacitação do pessoal de saúde, auxiliares de 
farmácia e enfermagem, médicos, odontólogos e 
farmacêuticos; 
 Desenvolvimento de programas de farmacoepidemiologia; 
 Desenvolvimento de garantia de qualidade do serviço 
farmacêutico e dos medicamentos; 
 Elaboração de protocolos ou guias terapêuticos.