A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Avaliando o Aprendizado Aula  6

Pré-visualização | Página 1 de 1

Avaliando o Aprendizado Aula 6
	1a Questão (Ref.: 201201908836)
	
	
Em relação ao século XVIII, na Europa, assinale a única resposta falsa.
O pensamento iluminista apesar de negar o teocentrismo, manteve a crença em Deus, defendendo sua presença na natureza e a possibilidade de encontrá-lo pela investigação racional;
Ao defenderem valores da burguesia como parâmetros de um contínuo progresso individual e social, os pensadores iluministas apropriaram-se de formulações renascentistas, como o antropocentrismo e o individualismo;
A crítica ao Antigo Regime permitiu a formulação de variadas propostas de reorganização política da sociedade, mantendo-se, porém, a busca da felicidade como princípio regulador da vida em comum;
 
As idéias iluministas circulavam entre um grupo muito restrito de intelectuais e não alcançavam o campo artístico, como a música e a literatura.
A difusão dos ideais iluministas favoreceu a emancipação do campesinato em várias regiões européias. Na Áustria, foi abolida a servidão e foram concedidos direitos iguais a todos perante a lei;
�
 2a Questão (Ref.: 201201920298)
Combatia o absolutismo monárquico, buscando nas teorias contratualistas de vários filósofos, as formas de legitimação do poder fundado no consentimento dos cidadãos e não mais na tradição ou no direito divino dos reis. Dessa forma de pensar nasceram ou se aperfeiçoaram instituições como o voto e da representação, a autonomia dos poderes e a limitação de um poder único, central. Estamos falando do:
Liberalismo contratualista
Liberalismo econômico
Liberalismo científico
 
Liberalismo racionalista
 
Liberalismo político
�
 3a Questão (Ref.: 201202140998)
Assinale a alternativa correta.
Em termos ideológicos, o absolutismo teve diversos defensores entre os filósofos e pensadores da época. Entre os mais notáveis podemos destacar:
John Locke e Adam Smith
Thomas Paine e James Madison
 
 Jean Bodin e  Jacques Bossuet
Jean-Jacques Rousseau e Montesquieu
Isaac Newton e Rene Descartes
�
 4a Questão (Ref.: 201202134965)
Ao responder a pergunta "Que é "Esclarecimento"?", Kant nos legou a seguinte conclusão: "Esclarecimento é a saída do homem de sua menoridade, da qual ele próprio é o culpado. A menoridade é a incapacidade de fazer uso de seu entendimento sem a direção de outro indivíduo. O homem é o próprio culpado dessa menoridade se a causa dela não se encontra na falta de entendimento, mas na falta de decisão e coragem de servir-se de sim mesmo sem a direção de outrem. Sapere aude!" A expressão em latim utilizada pelo filósofo alemão significa "ouse saber, ouse pensar". Tendo um vista as ideias de Kant, podemos entender o Iluminismo como:
uma filosofia que se inspirava na Antiguidade clássica para enfatizar os malefícios do pensamento religioso sobre a consciência humana.
 
um conjunto de ideias que defendiam o uso da razão e a luta por igualdade de direitos como instrumentos de libertação do homem.
um movimento intelectual que surgiu no início da Idade Moderna e que tinha como principal objetivo a destruição da mentalidade medieval.
um período histórico que se iniciou por volta do século XVI e que ainda mantinha uma estreita ligação com a mentalidade religiosa dos tempos modernos.
uma tentativa frustrada de tomar o poder na França do Antigo Regime, e que viu sua derrota definitiva com a prisão de Napoleão em 1815.
�
 5a Questão (Ref.: 201202100933)
A distribuição das propriedades em terras pela classe governante era provavelmente única na Europa Ocidental: desde a Revolução de Avis, em 1383, a renda anual da monarquia era quase igual à da Igreja, e as duas juntas... maiores que o total dos rendimentos da nobreza... Combinada com a ausência da servidão adscrita e com a ascensão do comércio costeiro do século XIII em diante, ela marcou Portugal para um futuro diferente desde cedo. (Perry Anderson) Assinale a opção que se refere corretamente ao futuro diferente mencionado no trecho.
 
A expansão marítima, possibilitada pela centralização da arrecadação da renda nacional e do poder político.
A dependência portuguesa em relação ao comércio inglês, acentuada a partir da segunda metade do século XVII.
A grande influência eclesiástica na política e na economia do Reino, levando-o a defender-se expulsando os jesuítas no século XVIII.
A posição proeminente de Portugal nas negociações com a Igreja Católica e com a Espanha, no caso de Tordesilhas (1494), e com a Inglaterra, no Tratado de Methuen (1703).
A sobrevida de instituições feudais, maior do que no conjunto da Europa Ocidental, favorecendo sua submissão à Espanha entre 1580 e 1640.
� Voltar�