A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
145 pág.
2011_DanielaMountian_VOrig

Pré-visualização | Página 40 de 40

folclore: coletâneas 
de artigos em memória de Vladímir Iákovlevitch Propp). Tradução Denise Regina Sa-
les (obra não publicada). Moscou, 1975, p.214-246. 
PORMORSKA, K. Formalismo e Futurismo. São Paulo: Perspectiva, 1972. 
PROPP, V. I. Morfologia do Conto Maravilhoso. Rio de Janeiro: Forense-Universitá-
ria, 1984. 
PÚCHKIN, Aleksándr. A Dama de Espadas. Tradução Boris Schnaiderman. São Paulo: 
Max Limonad, 1981. 
____________ Skazka o Tsare Saltane (Conto do Csar Saltán). Biblioteca de Maksim 
Mochkóv. 
Disponível em: <http://az.lib.ru/p/pushkin_a_s/text_0040.shtml>. 
SAAVEDRA, Miguel de Cervantes. Dom Quixote. São Paulo: Abril Cultural, 1978. 
SANT‘ANNA, Affonso Romano de. Paródia, paráfrase & Cia. 7. ed. São Paulo: Ática, 
2003. 
SHIPLEY, Josephe T. Dictionary of World Literaturer. New Jersey: Littlefield, Adans 
& Co., 1972 apud SANT‘ANNA, A. Paródia, paráfrase & Cia. 7. ed. São Paulo: Ática, 
2003, p.13. 
SCHNAIDERMAN, B. Dostoiévski através do tempo: ―o romancista-filósofo‖, o público, 
a crítica. Turbilhão e semente: ensaios sobre Dostoiévski e Bakhtin. São Paulo: Duas 
Cidades, 1983. 
TCHULKHÓV, G. Gódy stránstvii (Anos de viagem). Moscou: Ellis Lak, 1999. Tam-
bém disponível em: <http://az.lib.ru/c/chulkow_g_i/text_0240.shtml>. 
145 
 
TERRAS, V (Ed.). Handbook of Russian Literature. New haven and London: Yale 
University Press, 1985. 
TOLMACHÓV, Vassíli. Sobre as fronteiras do simbolismo. In: CAVALIERE, A.; VÁSSINA, 
E.; SILVA, N. (Org.) Tipologia do simbolismo do simbolismo nas culturas russa e 
ocidental. São Paulo: Associação Editorial Humanitas, 2005, p.15-33. 
TYNIÁNOV, I. Dostoiévski e Gógol: k teorii paródii (1921). (Dostoiévski e Gógol: da te-
oria da paródia). Poétika, Istória literatury. Мoscou: Naúka (Ciência), 1977. Tam-
bém em Biblioteka de Maksim Mochkov. 
Disponível em: <http://az.lib.ru/t/tynjanow_j_n/text_01015.shtml>. 
VENTSLOVA, T. K demonológii russkogo simbolizma (Da demonologia do simbolismo 
russo). In: GASPAROV, Boris et. Al. (Ed.) Christianity and The Eastern Slavs, III. 
Berkeley, 1995, p.152-53. 
VOLKOV, S. São Petersburgo. Rio de Janeiro: Record, 1995. 
WEINER, A. By Authors Possessed: The Demonic Novel in Russia. Evanston, Illinois: 
Northwestern University Press: 1998. 
ZAMIÁTIN, Evguéni. Litsa (Faces). Nova Iorque: Chekov Publishing House, 1955. 
 
 
 
 
 
E-mail para contato: dmountian@hotmail.com 
	Simbologia do caos em O Diabo Mesquinho de Fiódor Sologub
	Agradecimentos
	Resumo
	Abstract
	Sumário
	Novos rumos
	Capítulo I
	1. Mascarada
	2. Anotações do simbolismo russo
	3. Mago Sologub
	3.1. Poética de Sologub
	Capítulo II
	1. O louco de Velíkie Lúki
	2. Sob um céu de outono
	3. Ontologia da paródia
	3.1. Espadas em riste
	3.2. Este rei sou eu
	3.3. Outros cantos
	4. Orquestração
	Capítulo III
	1. Mito do herói
	2. Maravilhosos impostores
	2.1. Diabos, bruxas e feiticeiras
	3. Rumo ao caos
	4. As batalhas de Dom Peredonov
	4.1. Nedotýkomka
	4.2. Mas era mesmo um menino?
	4.3. Chapéu dos diabos
	4.4. O sacrifício
	Referências bibliográficas