A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
124 pág.
Apostila  de Questões Processo Civil Fase Final

Pré-visualização | Página 2 de 44

que identificam a ação 
 
a) o mesmo Juiz, as mesmas partes, a mesma causa de pedir e o mesmo pedido. 
b) somente a causa de pedir e o pedido. 
c) as partes, a causa de pedir e o pedido. 
d) somente as partes e o pedido. 
e) o nome que o autor der à ação, as mesmas partes e o mesmo pedido. 
 
 
OAB-DF-2005 
 
11. Assinale sempre a alternativa INCORRETA sobre a teoria da ação: 
 
a) Na teoria de Chiovenda - teoria concreta ou teoria da ação como direito potestativo -, as condições da ação 
eram a legitimidade para agir, o interesse e a possibilidade jurídica do pedido; 
b) Para Calamandrei, existe a ação, entendida como atividade e também como direito. Esses conceitos 
coexistem. O primeiro é atinente à relação processual e está pré-ordenado à declaração de certeza do 
segundo; 
c) A teoria do direito abstrato concebe o direito de ação como o direito público subjetivo que se exerce contra 
o Estado e em razão do qual sempre se pode pedir que o réu seja citado para atuar em juízo. É um direito 
que pode ser concebido com abstração de qualquer outro direito; 
d) O Código de Processo Civil brasileiro adotou, relativamente à ação, a teoria do trinômio defendida por 
Liebman. 
 
 
JUIZ DO TRABALHO SUBST.-TRT-14a-2005 
 
12. Em relação à ação e aos seus elementos: 
 
I. O direito de ação é um direito subjetivo, abstrato, autônomo e independente em relação ao direito 
material invocado, sendo que para o seu exercício regular faz-se mister a observância de determinadas 
condições. 
II. O direito brasileiro adota a teoria das três identidades, considerando as partes, o pedido e a causa de 
pedir como elementos identificadores da ação; assim, no exame da identidade entre ações, não tem 
relevância a posição jurídica - ativa ou passiva - em que se encontram as partes nos feitos em exame. 
III. A fundamentação jurídica integra o conceito de causa de pedir. 
IV. O exame da identidade entre ações tem importância curial para o julgador apreciar a verificação de 
perempção, litispendência e coisa julgada. 
 
a) Há apenas uma proposição correta. 
b) Há apenas duas proposições corretas. 
c) Há apenas três proposições corretas. 
d) Todas as proposições são corretas. 
e) Todas as proposições são falsas. 
+ de 400 QUESTÕES DE D. PROCESSUAL CIVIL 
http://www.atepassarconcursos.com.br 
http://www.provasvirtuais.com.br	
  -­‐	
  Em	
  breve	
  o	
  seu	
  grupo	
  de	
  estudos	
  on	
  line	
  
 
 
JUIZ DO TRABALHO SUBST.-TRT-14a-2005 
 
13. Em relação à jurisdição: 
 
I. A jurisdição é uma função do Estado que se rege por alguns princípios fundamentais universalmente 
reconhecidos, tais como o princípio da inafastabilidade e o da indelegabilidade, ambos de índole 
constitucional. 
II. No exercício da jurisdição, o Estado substitui, com sua atividade, a atividade das partes envolvidas no 
conflito trazido à sua apreciação. É o que enuncia o principio da inafastabilidade inerente à jurisdição. 
III. É uma decorrência do princípio do juiz natural a garantia da independência e da imparcialidade do juiz 
no exercício de sua função jurisdicional. 
IV. No Brasil não prevalece a idéia da unidade e indivisibilidade da jurisdição, vez que a própria norma 
trata de dividi-la de acordo com a matéria, revelando a existência de diversas espécies de jurisdição, 
tais como a jurisdição penal, a jurisdição civil, a jurisdição trabalhista, a jurisdição militar, dentre 
outras. 
 
a) Todas as proposições são falsas. 
b) Todas as proposições são verdadeiras. 
c) Há apenas três proposições verdadeiras. 
d) Há apenas duas proposições verdadeiras. 
e) Há apenas uma proposição verdadeira. 
 
 
FCC- ANAL. JUD. –ADM –TRT-11a-2005 
 
14 Se, no curso do processo, se tornar litigiosa a relação jurídica, de cuja existência ou inexistência 
depender o julgamento da lide, 
 
a) apenas o réu poderá requerer que o juiz a declare por sentença. 
b) apenas o autor poderá requerer que o juiz a declare por sentença. 
c) qualquer das partes poderá requerer que o juiz a declare por sentença. 
d) o juiz, após a oitiva do Ministério Público, a declarará de ofício e por sentença. 
e) o juiz deverá declará-la de ofício e por despacho. 
 
 
PROMOTOR MPE-MG-2005 
 
15 "Para propor ou contestar ação é necessário ter interesse e legitimação" (artigo 3o do Código de 
Processo Civil). Diante desse postulado é CORRETO afirmar: 
 
a) O interesse processual, indispensável no ajuizamento da ação, se ausente no momento da prolação da 
sentença, não enseja a rejeição do pedido; 
b) Se a parte for manifestamente ilegítima, o juiz deve fixar prazo razoável para que a petição seja emendada; 
c) O réu não precisa demonstrar interesse em contestar, pois este se encontra pressuposto; 
d) Não é suficiente, para a aferição da existência do interesse processual do Ministério Público, a singela 
demonstração de que se trata de uma hipótese de ação civil pública; 
e) A decisão liminar do juiz determinando a citação, enseja inelutável preclusão, sendo defeso àquele 
reexaminar questão envolvendo a legitimação passiva. 
 
 
FCC – OAB-SP-2005 
 
16 São características da ação declaratória incidental: 
 
a) A mesma sentença que julga a ação principal abrange a declaração incidente. Além disso, a ação 
declaratória possui independência procedimental, subsistindo para julgamento mesmo se a ação principal 
for extinta. 
+ de 400 QUESTÕES DE D. PROCESSUAL CIVIL 
http://www.atepassarconcursos.com.br 
http://www.provasvirtuais.com.br	
  -­‐	
  Em	
  breve	
  o	
  seu	
  grupo	
  de	
  estudos	
  on	
  line	
  
b) A mesma sentença que julga a ação principal abrange a declaração incidente. Ademais, o objeto da ação 
declaratória incidental é, necessariamente, uma relação jurídica, e não um fato. 
c) O objeto da ação declaratória incidental é, necessariamente, uma relação jurídica, e não um fato. A ação 
declaratória incidental poderá, entretanto, inovar quanto à matéria, não ficando adstrita à matéria constante 
do processo principal. 
d) A ação declaratória possui independência procedimental, subsistindo para julgamento mesmo se a ação 
principal for extinta. Além disso, a ação declaratória incidental poderá inovar quanto à matéria, não 
ficando adstrita à matéria constante do processo principal. 
 
 
FCC-PROCURADOR TCE-PI – 2005 
 
17 A respeito da jurisdição, do processo e da ação, é correto afirmar que 
 
a) a jurisdição, contenciosa ou voluntária, se caracteriza pela substitutividade, lide, imparcialidade, 
imperatividade e definitividade. 
b) as condições da ação são três: possibilidade jurídica do pedido, interesse processual e capacidade 
processual; a ausência de uma delas enseja a extinção do processo sem julgamento do mérito. 
c) os elementos da ação são partes, pedido e causa de pedir, havendo litispendência quando proposta ação 
idêntica a outra já extinta e coisa julgada quando duas ações idênticas correm simultaneamente . 
d) há legitimidade ordinária quando alguém está em juízo em nome próprio para a defesa de direito próprio; 
substituição processual quando alguém está em juízo em nome próprio para a defesa de direito alheio; 
representação quando alguém está em juízo em nome alheio para a defesa de direito alheio. 
e) ação é o direito de obter a prestação jurisdicional favorável de mérito; por meio da ação se invoca o 
exercício da jurisdição, que consiste em dizer o direito e realizá-lo na prática. 
 
 
OAB-DF-2005 
 
18 Assinale a alternativa INCORRETA. Sobre a teoria da ação acolhida e positivada no nosso Código 
de Processo Civil: 
 
a) as condições da ação, mais especificamente, a possibilidade jurídica do pedido, o interesse e a legitimação 
para o processo, devem ser examinadas previamente ao mérito da causa; 
b) diversamente da teoria de Liebman, a de Chiovenda, que lhe é precedente, não cogitava de possibilidade