A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
124 pág.
Apostila  de Questões Processo Civil Fase Final

Pré-visualização | Página 26 de 44

ao autor da ação formular 
pedido genérico nas ações universais, se não puder individuar na petição os bens demandados. 
IV. A petição inicial será necessariamente indeferida quando o tipo de procedimento, escolhido pelo 
autor, não corresponder à natureza da causa, ou ao valor da ação. 
 
De acordo com o Código de Processo Civil está correto o que se afirma SOMENTE em 
 
a) I e II. 
b) I, II e III. 
c) II e III. 
d) II e IV. 
e) III e IV. 
 
 
FCC – PROCURADOR DE CONTAS – TCE – CE – 2006 
 
247 No que concerne às provas, de acordo com o Código de Processo Civil é correto afirmar: 
 
a) No depoimento pessoal das partes, é permitido, a quem ainda não depôs, assistir ao interrogatório da outra 
parte. 
b) É ilícito à parte inocente provar com testemunhas, nos contratos simulados, a divergência entre a vontade 
real e a vontade declarada. 
c) O juiz pode, de ofício, até o encerramento da instrução, determinar o comparecimento pessoal das partes, a 
fim de interrogá-las sobre os fatos da causa. 
d) Na prova pericial, os assistentes técnicos oferecerão seus pareceres no prazo comum de 10 dias, após 
intimadas as partes da apresentação do laudo. 
e) A pessoa que tiver interesse no litígio é impedida de depor como testemunha, podendo o Magistrado ouvi-
la sem compromisso, sendo estritamente necessário. 
 
 
III EXAME OAB – DF – 2006 
 
248 Sobre o duplo grau de jurisdição obrigatório não é possível afirmar: 
 
a) a Fazenda Pública, mesmo que tenha sido revel pode alegar prescrição para que a matéria seja apreciada 
pelo Tribunal; 
b) o reexame necessário envolve questão de alçada; 
c) o princípio do tantum devolutum quantum appellatum não é aplicável às hipóteses de reexame necessário; 
d) o princípio da proibição da reformatio in peius não é aplicável às hipóteses de reexame necessário quando 
se tratar de majoração de verba honorária. 
 
 
+ de 400 QUESTÕES DE D. PROCESSUAL CIVIL 
http://www.atepassarconcursos.com.br 
http://www.provasvirtuais.com.br	
  -­‐	
  Em	
  breve	
  o	
  seu	
  grupo	
  de	
  estudos	
  on	
  line	
  
III EXAME OAB – DF – 2006 
 
249 Sobre o cumprimento da sentença, não é possível afirmar: 
 
a) o cumprimento da sentença condenatória de pagar quantia certa é, agora, uma nova fase do processo de 
conhecimento. Isso provoca uma diversidade de tutelas dentro de um mesmo processo, o que autoriza a 
doutrina mais recente a afirmar que o processo de conhecimento é, hoje, um processo sincrético; 
b) após a entrada em vigor da Lei nº 11.232, toda sentença condenatória de obrigação de pagar, ressalvada a 
execução contra a Fazenda Pública, deixou de ser processada autonomamente, ao abrigo do Livro II do 
CPC,como antes ocorria; 
c) a atual forma de cumprimento da sentença não mais admite a propositura da ação incidental de embargos. 
O executado pode, entretanto, lançar mão da impugnação ou da exceção/objeção de pré-executividade; 
d) o Código de Processo Civil não mais utiliza a expressão sentença condenatória para caracterizar o título 
executivo judicial. Cuida, ao revés, de sentença que reconheça da existência de obrigação, o que sugere 
que sentenças declaratórias têm eficácia executiva. 
 
 
FCC – ANALISTA JUD. – EXEC. MANDADOS – TRF – 1a – 2007 
 
250 Sobre a "coisa julgada", de acordo com o Código de Processo Civil, é INCORRETO afirmar: 
 
a) É defeso à parte discutir, no curso do processo, questões já decididas, acobertadas pela preclusão. 
b) Faz coisa julgada, em qualquer hipótese, a apreciação de questão prejudicial, decidida incidentemente no 
processo. 
c) Não fazem coisa julgada os motivos, ainda que importantes para determinar o alcance da parte dispositiva 
da sentença. 
d) Passada em julgado a sentença de mérito, reputarse- ão deduzidas e repelidas todas as alegações e defesas, 
que a parte poderia opor assim ao acolhimento como à rejeição do pedido. 
e) Não faz coisa julgada a verdade dos fatos, estabelecida como fundamento da sentença. 
 
 
FCC – DEFENSOR PÚBLICO – DEFENSORIA PÚBLICA – 2006 
 
251 O princípio jura novit curia é vinculado à teoria 
 
a) da substanciação. 
b) da individualização. 
c) da eventualidade 
d) da abstração 
e) imanentista. 
 
 
FCC – PROCURADOR AUTÁRQUICO – ARCE – 2006 
 
252 Quando se tratar de sentença arbitral transitada em julgado, o cumprimento da sentença efetuar-se-
á perante o juízo 
 
a) arbitral 
b) do antigo domicílio do exeqüente. 
c) cível competente. 
d) do antigo domicílio do executado. 
e) de eleição efetuada na sentença arbitral. 
 
 
+ de 400 QUESTÕES DE D. PROCESSUAL CIVIL 
http://www.atepassarconcursos.com.br 
http://www.provasvirtuais.com.br	
  -­‐	
  Em	
  breve	
  o	
  seu	
  grupo	
  de	
  estudos	
  on	
  line	
  
FCC – PROCURADOR AUTÁRQUICO – ARCE – 2006 
 
253 De acordo com a atual sistemática processual, a exceção de 
 
a) incompetência, tramitando o processo no rito sumário, será apresentada em audiência, por escrito ou 
oralmente. 
b) impedimento pode ser protocolizada no foro de domicílio do réu. 
c) incompetência não pode ser protocolizada no foro de domicílio do réu. 
d) incompetência oposta em um processo não suspende a ação conexa 
e) impedimento suspende o processo até o trânsito em julgado do incidente, se não for reconhecido o 
impedimento pelo Tribunal local. 
 
 
FCC – ANALISTA JUD. – JUD. – TRT – 6a – 2006 
 
254 A respeito da audiência e em conformidade com a lei processual civil, é correto afirmar que 
 
a) o autor responde pelas despesas acrescidas se ocorrer adiamento da audiência por ausência justificada do 
réu. 
b) a audiência poderá ser adiada por convenção das partes quantas vezes estas reputarem necessário. 
c) a audiência é una e contínua, não podendo em nenhuma hipótese ser designada outra data para o seu 
prosseguimento. 
d) os depoimentos pessoais das partes serão colhidos após os esclarecimentos do perito e dos assistentes 
técnicos 
e) as testemunhas podem ser ouvidas em qualquer ordem, independentemente de terem sido arroladas pelo 
autor ou pelo réu. 
 
 
JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO – TRT – 16a – 2006 
 
255 Sobre a defesa do réu pode-se afirmar: 
 
I. Somente é possível ao réu reconvir se o magistrado da causa principal, que tem competência funcional 
para julgar a reconvenção, tiver competência em razão da matéria e da pessoa para julgar a causa. 
II. As exceções de incompetência, impedimento e suspeição poderão ser oferecidas mesmo depois de 
decorrido o prazo para a resposta do demandado. 
III. O revel, em processo civil, pode produzir provas, desde que compareça em momento oportuno, sendo 
relativo o chamado efeito material da revelia. 
IV. Tendo os juízos a mesma competência territorial, prevento é aquele que realizou a primeira citação 
válida. Se, contudo diferentes as competências territoriais de um e de outro juízo, prevento aquele que 
primeiro proferiu despacho positivo. 
V. É direta a defesa que em ação de cobrança nega a própria validade do contrato e indireta aquela que 
sustenta pagamento parcial do valor devido. 
 
a) As assertivas I, II e V estão corretas. 
b) As assertivas II, IV e V estão incorretas. 
c) As assertivas I, III e V estão corretas 
d) As assertivas I, III e IV estão corretas. 
e) Somente IV e V estão corretas. 
 
 
+ de 400 QUESTÕES DE D. PROCESSUAL CIVIL 
http://www.atepassarconcursos.com.br 
http://www.provasvirtuais.com.br	
  -­‐	
  Em	
  breve	
  o	
  seu	
  grupo	
  de	
  estudos	
  on	
  line	
  
JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO – TRT – 16a – 2006 
 
256 Marque a opção CORRETA: 
 
I. O caráter obstativo do indeferimento da petição inicial se dá ou por defeito na petição inicial, ou por 
improcedência prima facie do pedido, devendo o magistrado ouvir a parte ré antes de decidir pelo não 
prosseguimento do feito. 
II. O indeferimento