A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Análise mórfica - exercícios

Pré-visualização | Página 1 de 2

��
	
Universidade Federal do Rio de Janeiro/Faculdade de Letras
Departamento de Letras Vernáculas – Morfologia da L. Port. (LEV200)
Prof.: Carlos Alexandre Gonçalves - 1º semestre de 2011
1. Mattoso afirma que "Em Lingüística sincrônica, a raiz só pode ser o núcleo do vocábulo, a um tempo semântico e formal”. Além disso, não pode ser formulada a partir de critérios históricos. Levando em conta essa definição, a palavra ‘marquês’ deve ou não ser segmentada?
2. Reflita: em ‘rival’, há dois formativos "visíveis", já que esse vocábulo provém do latim ‘rivus’ (“rio”), forma à qual se adjungiu o sufixo -al.
3. Em "pré-inverno", há quantos vocábulos formais e quantos vocábulos fonológicos? Justifique.
4. Separe os vocábulos da frase abaixo segundo os conceitos de forma livre, presa e dependente. Explique a separação realizada.
O time do José ganhou o campeonato.
5. Segundo Mattoso Câmara Jr., o conceito de vocábulo formal relaciona-se com o das formas livres, presas e dependentes. Quais dessas formas têm status de vocábulo?
6. Por que se separa ‘fala-se’ se temos um vocábulo fonológico? Oponha-o à forma ‘falasse’. 
7. Em ‘guarda-roupa’, há quantos vocábulos formais e quantos fonológicos? 
8. Explique a comutação em ‘estudáveis’/‘estudava’.
9. Em –mos, há divisão de formas para número/pessoa? A partir desse exemplo, conceitue cumulação.
10. ‘Queríamos’ e ‘queríeis’. Explique, a partir desses exemplos, o conceito de alomorfia.
11. Segundo Bloomfield, as unidades formais de uma língua são as formas livres e as presas. Retire do poema abaixo exemplos de tais formas, explicando-as
forma
reforma
disforma
transforma
conforma
informa
forma
(José Lino Grünewald)
12. Lendo as frases abaixo, as formas destacadas permitem-nos diferenciar dois tipos de vocábulos. Quais? Justifique sua resposta.
 
" Pai, afasta de mim este cálice" (Chico Buarque)
" Menino, cale-se !"
13. Dada a sentença "as cartas da Filomena espalharam-se no meio da papelada que eu me esqueci de arrumar", faça o que se pede:
a. Indique o número de vocábulos formais e os classifique em formas livres e dependentes;
b. Assinale as formas presas e, a seguir, classifique-as em morfemas lexicais e gramaticais;
c.Indique o número de vocábulos fonológicos aí presentes.
14. Dadas as sentenças abaixo, indique o número de vocábulos formais e o número de vocábulos fonológicos existentes, classificando as formas em livres ou dependentes.
 
a. Os três filhos da Magnólia ficaram reprovados em linguística.
b. O pivete assaltou a garotinha com uma faca. 
c. A irmã mais nova do Dagoberto foi abandonada pelo namorado.
15. A partir do poema abaixo transcrito, distinga os vocábulos dos pontos de vista fonológico e mórfico.
 	SEMPRE CEDER		SEMPRE SUMIR
SEM PRECEDER		SEM PRESUMIR
SEMPRE FERIR		SEMPRE VER
SEM PREFERIR		SEM PREVER 
(José Lino Grünewald)
16. Leia o texto a seguir:
"Estando Emílio de Menezes num teatro, sentou-se a seu lado uma gorda atriz, que não parava de falar, impedindo o poeta de assistir à peça. Notando Emílio que na fila de trás havia três lugares vazios, virou-se para a atriz e fulminou: ATRIZ ATROZ, ATRÁS HÁ TRÊS."
Analise a fala do poeta, levando em conta a não-coincidência obrigatória entre vocábulo fonológico e vocábulo formal. Conceitue as noções envolvidas.
17. Fonologicamente, tanto em ‘a mala’ quanto em ‘amá-la’ existe um só vocábulo. Explique as diferenças existentes entre as duas formas tendo por base a noção de vocábulo formal.
18. Faça um inventário de pronomes que podem funcionar como formas livres. Indique seis que constituem formas dependentes.
19. Os vocábulos ‘ônibus’ e ‘lápis’ apresentam que tipo de fenômeno mórfico? Lembre-se de que esses itens lexicais apresentam singular e plural, embora com a mesma forma. Há, no entanto, palavras só usadas no plural. Exemplifique-as.
20. No ato da correção de um ditado, uma professora primária encontrou: "Isso é um caso divida ou dimorte", no lugar de "Isso é um caso de vida ou de morte". Qual é a razão desse tipo de erro? Fundamente sua resposta, identificando as formas livres, presas e dependentes nos segmentos em destaque e discutindo os limites existentes entre vocábulo fonológico e formal.
21. Indique o grau de transparência das comutações abaixo. Justifique sua escolha e diga se a segmentação é ou não possível.
A			B			C			D		E
borracharia		maços			boiada		francês mesário
cervejaria		laços			meninada		japonês	escriturário
sapataria		mesas			manada		marquês	operário
cantaria		Carlos			feijoada		mês		otário
22. Os dados do grupo A apresentam um fenômeno de análise mórfica diferente do que aparece no grupo B. Indique quais são esses fenômenos, diferenciando-os pormenorizadamente.
A1				A2			B1			B2
mortal			escolar		macarronada		gentarada
vital				milenar		pessegada		meninada
constitucional		exemplar		marmelada		mulherada
anual				estelar			feijoada		cachorrada
informacional		lunar			rabada 		manada
23. Indique o grau de transparência das comutações abaixo. Justifique sua escolha e diga se a segmentação é ou não possível.
A				B			C			D
usineiro			narigudo		lealdade		encontrava
marceneiro			bigodudo		bondade		caminhava
sapateiro			chifrudo		caridade		namorava
marombeiro			orelhudo		ombridade		nova
livreiro			mudo			idade			sierava 
24. Indique o grau de transparência nas construções morfológicas constantes nos seguintes grupos:
A. NORMAL, MORAL, CONSTITUCIONAL e VEGETAL.
B. RINITE, OTITE, LARINGITE, APENDICITE e EXPLICITE.
25. Destaque o sufixo dos vocábulos "escolar" e "mariar�" e mostre se se trata do mesmo morfema nos dois casos.
26. Para cada palavra abaixo, indique outra que contenha alomorfe para o morfema lexical.
a. infeliz
b. pedido
c. dúvida
d. bandido
e. caber
f. trazer
27. Observe os exemplos abaixo e responda:
ESTUDÁSSEMOS / ESTUDÁSSES	:	-MOS / -S
ESTUDASSES / ESTUDASSE		:	-S / 0 
ESTUDASSE / ESTUDAVA		:	-SSE / -VA
ESTUDA / AMA				:	ESTUD- / AM-
a. Qual foi a técnica utilizada para depreender os elementos morfológicos nos pares de palavras acima ?
b. Quais os morfemas gramaticais e lexicais que aparecem nesses pares ? 
 
28. Observe:
 	lei		vida		inapto		bananal	cantaremos
legal		vital		ilegal		cafezal	cantarás
As formas das colunas são exemplos de ____________. Explique tal conceito.
29. Explique o fenômeno morfológico que ocorre com o morfema lexical do vocábulo "antiquíssima".
30. Aponte:
a. duas palavras cujos morfemas lexicais sejam idênticos na forma e diferentes no conteúdo;
b. três alomorfes para a raiz de ‘ver’;
c. o maior número possível de cognatos para ‘cavalo’, ‘pedra’, ‘pôr’ e ‘cantar’; e
d. seis formas verbais que sofram neutralização parcial e duas que sofram neutralização total;
e. quatro variantes (alomorfes) para o morfema de plural.
31. Que critérios são utilizados para se definir qual a forma básica ( ou norma ) em casos de alomorfia? Explique-os tomando por base o caso de alomorfia abaixo.
injustificável, incerteza, incoerente
irreal, ilógico, imaturo
inexperiente, inútil, inigualável
32. Câmara Jr. afirma: "A oposição é o princípio fundamental da estrutura lingüística de que resultam os fatos da língua. Cada elemento não existe senão em oposição a outro elemento...".
Tendo em vista tais considerações, como explicar a ausência da oposição nas formas ‘pode’ x ‘sobe’, pertencentes a paradigmas conjugacionais diferentes? Apresente a causa desse fenômeno.
32. A seguir, são dados vocábulos de uma língua hipotética. Com base neles, faça o que se pede.
ABAKIR 'meu cachorro'			LIPT 'dedo'
ABAKIRAL 'meus cachorros'		LIPTAL 'dedos'
ALABAKIRAL 'minhas cachorras'	EVREK 'pato'
ABAKELEN 'cachorrada' (grupo)	EVREKELEN 'grupo de patos'
ABAKELENAL 'cachorradas'		ABA 'ganso'
ALABAK

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.