A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
29 pág.
ESTRUTURAS MERCADO 1

Pré-visualização | Página 1 de 2

Estruturas de mercado (concorrência 
perfeita, oligopólio, monopólio, 
cartel) 
 
 
 
 
 Estudando com Cesário 
Ambiente Externo e Interno 
“ Se conhecemos o inimigo (ambiente 
externo) e a nós mesmos (ambiente interno), 
não precisamos temer o resultado de uma 
centena de combates. Se nos conhecemos, 
mas não ao inimigo, para cada vitória 
sofreremos uma derrota. Se não nos 
conhecemos nem ao inimigo, sucumbiremos 
em todas as batalhas” 
Sun Tzu 
A ANÁLISE SWOT 
AS CINCO FORÇAS 
 Modelo de 5 forças de Porter 
 Ambiente competitivo e lucratividade das empresas 
são determinados pelas seguintes forças: 
– Poder de negociação dos compradores: grau 
de influência exercido pelos compradores na 
definição de preços 
– Poder de negociação dos fornecedores 
(insumos): concorrência entre fornecedores, o que 
determina o preço de insumos à empresa 
– Ameaça de entrantes: grau de disputabilidade do 
mercado, ou até que ponto as empresas são 
capazes de entrar no mercado e disputar 
consumidores 
– Ameaça de produtos ou serviços substitutos 
– Grau de concorrência (rivalidade do mercado) 
 Focalizando – Ambiente Competitivo 
 Desenvolvimento de conceitos sobre formação 
da Estrutura de Mercado = é o espaço de 
troca entre compradores e vendedores; 
também é o espaço de concorrência entre as 
firmas que disputam os recursos dos 
consumidores de um determinado conjunto 
de produtos substitutos entre si. 
 
 
 Mercado Relevante 
Dois critérios para delimitar o mercado relevante: 
a) conjunto de produtos considerados substitutos 
suficientemente próximos - escolha do consumidor 
influenciada por seus respectivos preços e atributos de 
qualidade. 
– Exemplo: os leites pasteurizado e longa vida fazem 
parte do mesmo mercado? Se o preço do leite longa 
vida subir 10%, a demanda por pasteurizado subirá? 
Se sim, ambos estarão no mesmo mercado embora 
não sejam substitutos perfeitos. 
b) Escopo geográfico: o mercado relevante pode ser de 
âmbito local, regional, nacional ou global. 
– Ex: soja = mercado global e leite pasteurizado = local 
 
ESTRUTURA_ CONDUTA 
_DESEMPENHO 
Condições básicas da oferta e demanda 
formam a estrutura de mercado 
 
Em função da estrutura as firmas 
adotam determinadas condutas 
 
A conduta afeta o desempenho 
daquele mercado 
 
 Quando se processa dentro do respeito às 
regras jurídicas e aos direitos do 
consumidor, a concorrência é positiva 
porque promove a qualidade do produto e 
às vezes influi na baixa dos preços. 
 
 
 CONCORRÊNCIA PURA OU PERFEITA 
 
  Tipo de Mercado em que há Grande Número 
de Empresas, (cada um com pequena 
parcela de mercado); de forma que cada 
empresa , isoladamente, não consegue 
afetar os níveis de oferta e o preço de 
equilíbrio. 
Premissas: 
 Produtos Homogêneos (sem diferenciação 
na visão dos compradores) 
 Não existem barreiras à entrada de novas 
firmas. 
 Informações Transparentes . 
 É estudado pelos 
economistas para 
servir como um 
paradigma 
(referencial de 
perfeição) para 
análise dos outros 
mercados 
CONCORRÊNCIA PURA OU PERFEITA 
 
 Conseqüência: ausência efetiva de poder 
de mercado = habilidade de influenciar 
preços e quantidades do mercado 
 
 Preço uniforme; 
 Não existe propaganda porque não existe 
diferenciação do produto; 
 
 Exemplo: produtos agrícolas 
 
 
 
CONCORRÊNCIA PURA OU PERFEITA 
 
 
Características: 
 Não Há Lucros Extraordinários no 
Longo Prazo, 
 Lucros normais de Curto Prazo . 
 Longo Prazo: Receita Total = Custo 
Total 
 Lucros extraordinários atraem novas 
empresas para o mercado, terminando 
por extingui-los. 
Competição Imperfeita 
 
 Em mercados competitivos, a 
concorrência de preços é o principal 
instrumento, exigindo controle de 
custos de produção, logística de 
suprimento e distribuição. 
 
 
 
 Monopólio 
 
  Tipo de Mercado em que há uma única Empresa 
que é responsável por toda a Oferta , não 
havendo concorrência 
Premissas: 
 Produtos Heterogêneos. 
 Não existe possibilidade de entrada de novas firmas. 
 Informações Monopolizadas . 
 Permanência de Lucros Extraordinários mesmo a 
Longo Prazo. 
 Um único vendedor do produto 
 Produto sem substituto próximo 
Monopólio 
Poder de monopólio = existe quando um produtor ou 
grupo de produtores tem capacidade de restringir produto e 
elevar preços acima do nível de concorrência, sem perder 
todos seus clientes. Ajuste pela formação e liberação de 
estoques. 
Monopólio 
 
Monopólio Legal ocorre quando uma lei assegura ao vendedor a 
primazia no mercado. Exemplo: até 1995, no Brasil, a empresa 
Petróleo Brasileiro S/A (Petrobrás) possuía, por lei, o 
monopólio das atividades de extração e refino de petróleo. 
 
 
 
Monopólio Técnico ocorre quando a produção através de única 
empresa é a forma mais barata de fabricação do produto. Ou 
seja, quanto maior o tamanho da empresa (escala), menor o 
custo médio de fabricação do produto. As atividades de 
geração e distribuição de energia elétrica são apontadas na 
literatura especializada como exemplo deste tipo de monopólio. 
Concentra-se nos chamados negócios de utilidades públicas 
 
 
 Oligopólio 
 Produtos homogêneos ou levemente diferenciados 
 PEQUENO NÚMERO DE EMPRESAS QUE DOMINAM A OFERTA DE MERCADO 
(tipo de monopólio com varias empresas) 
 O MERCADO PODE SER CONSTITUIDO POR POUCAS EMPRESAS OU MUITAS. 
 
 Existência de propaganda 
 Existem barreiras de entrada e/ou à saída 
Þ as decisões das firmas não são independentes: 
suas ações afetam as demais 
 
 
 
 
OLIGOPÓLIO 
CARACTERÍSTICAS 
 QUANTIDADES OFERTADAS E PREÇOS SÃO 
FIXADOS PELAS EMPRESAS EM ASSOCIAÇÃO; 
 EMPRESAS DISCUTEM CUSTOS, MAS NÃO 
ESTRATÉGIAS DE PRODUÇÃO E DE 
MARKETING; 
 EMPRESA LÍDER - FIXA PREÇO 
 EMPRESA SATÉLITE - SEGUE O PREÇO 
Ex>>> A industria da viação civil (TAM, GOL, VARIG, 
BRA), Gases Industriais (White Martins, Oximil), 
Operadoras de telefonia, etc. Esta é a 
estruturação de mercado mais comum. 
 
Oligopólio 
 Capacidade de fixar preços por meio do 
controle da oferta no oligopólio depende de 
duas variáveis: existência de barreiras à 
entrada e capacidade de coordenação 
entre os oligopolistas. 
 Coalizão tácita entre as firmas, seguindo as 
estratégias das líderes, exige uma excelente 
condição de coordenação. 
 Coordenação expressa – cartel: efeito 
prático no mercado é o mesmo, mas o cartel 
tem custos maiores para sua preservação. 
– Lei nº 8884/94, artigo 21 
 
Oligopólio 
 
Þ objetivos das firmas oligopolistas estão + ligados à aspectos 
dinâmicos do que à maximização de lucros curto prazo (T. 
 Neoclássica) 
 
 
Objetivos: 
– maximização das vendas ou lucros no longo prazo 
– aumento da parcela de mercado (market-share) 
– manutenção das barreiras 
**** "acordos de cavalheiros" 
 
Barreiras à entrada 
Imperfeições de mercado lucros anormais 
Se existem lucros anormais, o que impede que novas 
firmas entrem no mercado? 
 
 
barreiras à entrada e à saída 
 Definição: Referem-se aos custos diferenciais que 
devem ser incorridos pelos ingressantes potenciais, 
mas que não afetam os concorrentes já 
estabelecidos. 
A aquisição de uma firma já

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.