A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
145 pág.
Apostila Mercado de Capitais 2018

Pré-visualização | Página 28 de 49

100,00. Havendo alteração em qualquer dessas variáveis, a série já não seria a mesma.
Por exemplo: Opção de compra - PETR PN/CFA/R$ 100,00. Esta série já não é a mesma da anterior, porque mudou a ação objeto. É importante notar que não é preciso mudar o emitente da ação para que se caracterize uma outra ação objeto. Mudança, por exemplo, na espécie ou na especificação de direitos caracterizam outra ação-objeto e, assim, outra série; como o preço de exercício também, caracteriza uma nova série VALE PN/CFB/Preço de Exercício R$ 80,00.
Prêmio - O prêmio é o preço da opção livremente negociado em Pregão e que deve ser pago pelo Titular ao Lançador no dia da operação. O Valor do Prêmio é expresso em reais por ação de determinada série.
Posições - As operações com Opções realizadas no Pregão da Bolsa de Valores resultam, como se observou, em compromissos para os lançadores e direitos para os Titulares, sendo denominados posições e são totalmente escriturais.
As posições podem ser livremente negociadas após a abertura, através de novas operações no Mercado de Opções. A realização de operações de mesma natureza, com base na mesma série de opção, fará o Saldo da Posição aumentar; a realização de operações de natureza Inversa a da Posição original, também com base na mesma serie, reduzirá ou encerrará o Saldo da Posição. 
Exemplo: Compra: 10 lotes da série CFA (hoje)
Venda: 5 lotes da série CFA (semana seguinte)
Saldo (compra): 	05 lotes da série CFA (após a venda)
É importante notar que a possibilidade de poder encerrar parte ou a totalidade das posições sejam elas lançadoras ou titulares cria um mercado (liquidez) secundário para as Opções lançadas. Um investidor que, tendo lançado Opções e sentindo a possibilidade de ser exercido em condições desvantajosas, queira se desfazer de seu compromisso pode comprar igual quantidade de Operações da mesma série e encerrar sua posição. Seu resultado, obviamente, será a diferença entre os Prêmios recebido e pago, vezes o número de lotes a que se refere a Posição. Analogamente, um comprador de Opções que se encontre em condições vantajosas para exercer sua opção pode realizar o lucro, encerrando sua posição. Isto ocorre porque à medida que o movimento dos preços à vista torna mais atrativa uma opção, seu prêmio sobe de valor, ou seja, o valor do prêmio oscila de acordo com o preço à vista da ação-objeto, mas no mesmo sentido.
Garantias - Para garantir a integridade do Sistema, as Bolsas de Valores exigem de todos os detentores de posições lançadoras descobertas, um depósito de margem em dinheiro que deverá ser feito na Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia - CBLC.
Os titulares não são obrigados a prestar garantias, visto que, após o pagamento do prêmio, eles não representam qualquer risco para o Sistema, pois possuem apenas direitos e não obrigações.
Os lançadores cobertos em Opções de compra não precisam depositar margem de garantia, pois as ações a que se refere sua posição já estão depositadas na Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC). Este depósito é denominado de cobertura.
Exercício da Opção - O Exercício de uma Opção se dá quando o titular faz uso do seu direito, ou seja, quando compra ou vende as ações relativas a sua opção. 
Custos de Transação - As operações no mercado de Opções estão sujeitas à taxa de corretagem e à taxa de registro, que são pagas tanto pelo comprador-titular, quanto pelo vendedor-lançador.
Taxa de Corretagem – Constitui receita das Sociedades Corretoras e incide sobre o valor da operação, ou seja, o valor total de prêmio negociado em pregão, multiplicado pela quantidade de ações.
Nas operações de exercícios de Opções, a corretagem é cobrada com base no preço de exercício multiplicado pela quantidade de ações.
Sobre o exercício das Opções não incide a taxa de registro.
59.16.1 - Como as Opções de Compra São Negociadas
Se o investidor deseja realizar uma operação no Mercado de Opções, deve observar alguns detalhes operacionais. Em 1º lugar, verificar quais são as ações que estão autorizadas a serem negociadas no Mercado de Opções.
Selecionada a ação, deve escolher a SÉRIE com a qual deseja fazer o seu negócio, o preço de exercício é conhecido de todo o mercado. Para cada ação e para cada vencimento, existem diversos preços de exercícios para os quais a Bolsa de Valores permite negociar.
Exemplo: O investidor tomou a decisão de comprar a série CLZ ao preço de exercício de R$ 10,00 para dezembro (CLZ/DEZ/10,00).
Pagando o prêmio, hoje de R$ 1,00, alguns dias depois, o preço de CLZ no Mercado à Vista aumenta para R$ 11,00 e, o prêmio negociado no Mercado de Opções se eleva para R$ 2,00. O investidor não tem obrigação de exercer a sua opção, ou seja, comprar as ações ao preço de exercício para se beneficiar de uma alta dos preços no Mercado à Vista.
Ele pode vender no Mercado de Opções (Operação Inversa) e ganhar a diferença entre os prêmios recebido e pago. É lógico que, quando o preço à vista da ação começa a cair, o valor do prêmio também cai. Sua opção pode mesmo perder todo o valor, "VIRAR PÓ", ser próximo a zero. Neste caso, simplesmente a abandona, não faz uso do direito, perdendo somente o valor do prêmio pago por ocasião da compra da Opção.
59.16.2 - Como a Opção é Exercida
Os detentores de posição de titular podem exercer suas Opções em qualquer dia até a data do vencimento, à exceção do dia em que é realizada a operação. As Opções não exercidas até a data de vencimento perderão o seu valor, e as posições serão extintas.
Para exercer uma opção de compra ou de venda, o seu titular deverá, através de sua Sociedade Corretora, efetuar o pedido de exercício dentro dos prazos estabelecidos. Atenção especial deverá ser observada no horário de vencimento da opção, pois a não solicitação de exercício até o horário limite implicará na perda dos direitos da opção.
	Após receber o pedido de exercício de um Titular de opção, a Bolsa de Valores seleciona, de forma aleatória, Lançadores de Opção da mesma SÉRIE para atuarem como contraparte. Primeiro, os "Lançadores Cobertos", e depois, os "Lançadores Descobertos", os quais serão notificados através de suas Sociedades Corretoras, dentro do horário de Pregão.
Entregue a notificação do exercício de Opção, o Titular de Opções de compra receberá as ações-objeto do lançador, pagando-lhe de acordo com o preço de exercício da SÉRIE.
 	Esta liquidação é realizada conforme a liquidação no Mercado à Vista, ou seja, em D + 3, onde "D" é o dia do exercício da Opção.
No Mercado de Opções de Compra o titular é chamado de comprador e o Lançador de vendedor, surgindo a expressão "comprada" e "vendido".
59.17 - Na Bovespa o que é o Ombudsman
A Bovespa criou a função de Ombudsman do mercado para atender às consultas, queixas e reclamações de investidores no tocante ao processo de negociações, custódia e liquidações de operações ali realizadas. Esse processo é confidencial e o investidor não tem custos adicionais.
59.18 - Mercado Primário de Títulos
È quando o título é colocado no mercado pela primeira vez. Em se tratando de ações, o mercado primário ocorre quando a empresa se inicia com e emissão das primeiras ações de propriedade dos controladores ou quando a empresa processa um aumento de capital, também com a emissão de novas ações, momentos em que é imprescindível para a sociedade uma vez que ocorre entrada de recursos financeiros no caixa da empresa.
No mercado primário, ocorre a primeira negociação do título (subscrição), que permite a capitalização das empresas. A negociação pode acontecer das seguintes formas:
Subscrição particular: feita totalmente pelos antigos acionistas (diretamente na empresa ou em bolsa de valores)
Subscrição pública (underwriting): um intermediário financeiro é contratado para colocação dos títulos no mercado
Os contratos de underwriting podem ser dos tipos:
Firme: as instituições subscrevem integralmente a emissão de ações e depois tentam