A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Pórticos compostos - Resumo

Pré-visualização|Página 1 de 4

1
Análise de Estruturas I - Resumo
PÓRTICOS II
Introdução
vimos algumas coisas sobre pórticos na última aula. Vimos que pórticos o
estruturas planas submetidas a um carregamento no mesmo plano. Aprendemos
também a traçar os diagramas de esforços, e vimos que em cada devemos ter u m
equilíbrio dos momentos.
Hoje vamos avançar u m pouco neste tema. Veremos como podemos trabalhar
com pórticos um pouco mais complexos, como os pórtic os compostos. Vamos aprender
que o processo para o cálculo é similar ao que vimos nas vigas G erber, o u seja,
podemos decompor um pórtico composto em estruturas mais simples de se trabalhar.
Por fim, vamos ver também como podemos traçar os diagramas de esforços no
caso de pórticos completos.
Pórticos compostos
Definição
Pórticos compostos são estruturas que possuem trechos sem estabilidade
própria, apoiados em trechos capazes de absorver as forças transmitidas através de
rótulas.
Resolução de pórticos compostos
A solução de pórticos compostos pode ser comparada à so lução de vigas Gerber.
Devemos decompor o pórtico em estruturas mais simples, tomando como base as
rótulas, que serão transformadas em apoios de segundo gênero.
As reações obtidas nas rótulas dessa f orma serão transmitidas às estruturas com
estabilidade própria através da aplicação de forças, de mesma direção e sentido
contrário ao obtido nas reações.

2
Exemplo de aplicação
Calcular as reações e traçar os diagramas de esforços da estrutura abaixo (a
força horizontal de 10kN está a 2m do ponto D):
Resolução
Decompomos nos trechos CEFD e ACDB. No primeiro pórtico, no lugar das
rótulas localizadas em C e D devemos incluir apoios de segundo gênero. Resolvendo
então o pórtico de cima:
 , = 0 → 
. 4 + 10 . 2 = 0
= −5
∑
= 0 → 
+ 
+ 10 = 0
= −5
∑
= 0 → 
. 4 − 10 . 2 − 4 / .4 . 2 = 0
= 13
∑
= 0 → 
+ 
− 4 / . 4 = 0
= 3

3
As reações são então aplicadas no pórtico de baixo como fo rças de mesma
direção e sentido contrário, como na figura abaixo. Em seguida calculamos as reações:
∑
= 0 → 
+ 5 + 5 = 0
= −10
∑
= 0 → 
. 4 (5 + 5 ) . 4 − 13  . 4
− 2 / . 4 . 2 = 0
= 27
∑
= 0 → 
+ 
− 3 − 13 − 2 / . 4 = 0
= −3
Para o traçado dos diagramas de esforços podemos elaborar considerando
dois pórticos independentes, sendo que devemos considerar no trecho ACDB as forças
decorrentes da análise do trecho CEFD. Sendo assim, ficamos com a anál ise de um
pórtico simples (ACDB) e um triarticulado (CEFD). Para a representação final, podemos
utilizar uma única imagem.
DEN