A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
118 pág.
historia colonial

Pré-visualização | Página 6 de 14

6.
		Um fator relevante sobre a colonização do Brasil foi a presença dos Holandeses que primeiro tentaram ocupar Salvador e, em um segundo momento invadiram e ocuparam Pernambuco com o objetivo de:
	
	
	
	 
	Ajudar o Império português a estabelecer o sistema de policutura já conhecido pelos holandeses.
	
	
	Contribuir para a ocupação do território do Brasil.
	
	 
	Tentar a conquista de uma colônia e garantir a permanência do comércio de açúcar.
	
	
	Exercer o controle do tráfico de escravos com a Espanha.
	
	
	Formar uma única colônia americana unida aos territórios espanhóis, antigos aliados holandeses.
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		7.
		Sabemos que a Holanda invadiu o nordeste açucareiro , no século XVII, por duas vezes. Primeiramente, na Bahia, em 1624 e depois em Pernambuco, em 1630. Nesse último local obteve êxito e permaneceu na região, transformando aquela sociedade. Sobre o assunto, é correto dizer que: I)Portugal e Espanha encontravam-se naquela época unidos na chamada União Ibérica e por isso o ataque de um inimigo a um deles implicava no ataque ao outro. II)A Holanda já era um grande parceiro comercial dos produtores de açúcar do nordeste. III)A Holanda resolveu invadir o nordeste porque começou a perder dinheiro com a proibição de negociar com os produtores de açúcar daquele local, uma vez que era inimiga da Espanha. Está(ao) correta(s) a(s) seguinte(s) afirmação (ões):
	
	
	
	
	Apenas III
	
	
	Apenas I
	
	 
	I, II, III
	
	
	Apenas II e III
	
	 
	Apenas I e II
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		8.
		Em 1624, os holandeses tentaram tomar Salvador, mas foram expulsos. Em 1630, os holandeses retornaram e conseguiram tomar a capital de Pernambuco, na época, Olinda. Assinale, dentre as respostas abaixo, aquela que melhor explica invasão:
	
	
	
	 
	A invasão holandesa está relacionada às relações que Portugal mantinha com a Inglaterra, inimiga da Holanda.
	
	
	A invasão holandesa à Olinda está relacionada à amizade entre a Holanda e a Inglaterra que, por esse motivo, apóia a invasão holandesa com vistas nos lucros que o açúcar pernambucano traria a ambos os países.
	
	
	A invasão holandesa a Pernambuco estava inserida nas disputas entre países europeus geradas pela Guerra dos 30 Anos, na Europa.
	
	 
	A invasão holandesa está ligada à decisão de Felipe II, da Espanha, de proibir que Portugal e suas colônias negociassem açúcar com a Holanda.
	
	
	A invasão holandesa a Pernambuco estava ligada às Guerras Religiosas na Europa uma vez que a Holanda, budista, estava em luta pela sua independência com a Espanha, católica.
	
		
	
		1.
		Luiz Felipe Alencastro discute a administração das rotas comerciais, observando que não só havia excedente econômico, mas que ele fugia ao controle de Portugal. Logo, não devemos entender o pacto colonial como uma espécie de lei que fora sempre respeitada. Assinale a alternativa que melhor explica a tese de Alencastro.
	
	
	
	
	Não havia excedente, pois tudo acabava sendo consumido pelos colonos ou vazava pelo ralo do comércio regional. O autor ainda aponta que produtos foram negociados inclusive entre as colônias de Portugal, como Moçambique, por exemplo;
	
	 
	o excedente muitas vezes acabava sendo consumido pelos colonos ou vazava pelo ralo do comércio regional. O autor ainda aponta que produtos foram negociados inclusive entre as colônias de Portugal, como Moçambique, por exemplo.
	
	
	o excedente muitas vezes acabava sendo consumido somente pela coroa portuguesa. O autor ainda aponta que produtos foram negociados inclusive entre as colônias de Portugal, como Moçambique, por exemplo;
	
	
	o excedente muitas vezes acabava sendo consumido pelos colonos ou vazava pelo ralo do comércio regional. O autor ainda aponta que produtos foram negociados somente dentro da colônia;
	
	 
	o excedente muitas vezes acabava sendo consumido pelos colonos ou vazava pelo ralo do comércio regional. O autor ainda aponta que produtos foram negociados somente entre as colônias de Portugal, como Moçambique, nunca com a Europa;
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		2.
		Assinale a alternativa que identifica as características da lavoura de cana-de-açúcar, no período colonial.
	
	
	
	
	Latifúndio, mão-de-obra predominantemente livre, produção destinada ao mercado interno.
	
	
	Latifúndio, mão-de-obra escrava, produção destinada exclusivamente ao mercado interno.
	
	
	Latifúndio, policultura, produção destinada unicamente ao mercado interno.
	
	
	Minifúndio, monocultura, mão-de-obra livre, produção destinada ao mercado externo.
	
	 
	Latifúndio, mão-de-obra escrava, produção destinada ao mercado externo.
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		3.
		Desde o século XVI, as Bandeiras marcaram o período colonial brasileiro. partiam da Capitania de São Vicente, mais especialmente de Porto Feliz, às margens do rio Tietê, rumo ao interior desconhecido pelos portugueses. Além da prospecção de metais preciosos, as Bandeiras tinham como objetivo central:
	
	
	
	
	o desenvolvimento da cultura da cana-de-açúcar pelas capitanias.
	
	 
	a preação de indígenas para o trabalho compulsório.
	
	
	a contenção do expansionismo espanhol na região platina.
	
	 
	a organização da exploração da pecuária nos pampas.
	
	
	o início da extração do látex na Amazônia
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		4.
		Sobre o escravismo no Brasil, é correto afirmar:
	
	
	
	 
	Com a chegada da família real, os escravos tiveram melhores condições de vida, vestiam roupas mais finas, calçavam botas ou sapatilhas.
	
	
	Os índios foram escravizados em pequena escala e nenhum deles foi exportado para outro continente.
	
	
	Apesar das péssimas condições em que viviam os cativos, não há registro de que passavam fome. Tiravam o alimento da própria roça.
	
	
	Os quilombolas viviam exclusivamente de saques nas propriedades rurais e praticavam a mineração clandestina.
	
	 
	Os ganhadores urbanos eram cativos empregados nas mais diversas atividades, aos quais os proprietários facilitavam uma relativa liberdade de ação, em troca da entrega de uma renda fixa diária, semanal ou mensal.
	
	Gabarito Coment.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		5.
		O afluxo de escravos para o Brasil foi mais intenso nas cidades de:
	
	
	
	 
	Recife e São Luis
	
	
	São Paulo e Salvador
	
	
	Recife e Fortaleza
	
	 
	Rio de Janeiro e Salvador
	
	
	Rio de Janeiro e São Paulo
	
	
	
		
	
		6.
		A colonização portuguesa na América utilizou-se, inicialmente, de mão-de-obra local e, posteriormente, buscou mão-de-obra em outra região, garantindo o sucesso da empresa colonial. Essa busca por mão-de-obra ocorreu PORQUE a mão-de-obra local esgotou-se devido ao processo de aculturação entre colonos portugueses e indígenas, o que os tornou parte integrante e efetiva do processo de colonização. Considerando o texto apresentado, pode-se afirmar que:
	
	
	
	 
	A asserção e a razão estão incorretas.
	
	 
	A asserção está correta e a razão está incorreta
	
	
	A asserção e a razão estão incorretas e a razão explica a asserção
	
	
	A razão e a asserção estão incorretas e a asserção explica a razão.
	
	
	A razão está correta e a asserção está incorreta
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		7.
		(G1 ¿ ifsc 2015) O Brasil colonial não nasceu do açúcar, mas do pau-brasil. Foi a famosa madeira, da qual se extrai um corante, que primeiro deu motivos aos portugueses para se