A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
PROVA CIVIL VI

Pré-visualização | Página 1 de 2

Avaliação: CCJ0147_AV_201408273829 » DIREITO CIVIL VI
	Tipo de Avaliação: AV
	Aluno: 201408273829 - IRAN BARROS DA SILVA
	Professor:
	LUIZ CLAUDIO MOURA DE ALMEIDA
	Turma: 9022/AN
	Nota da Prova: 3,0    Nota de Partic.:   Av. Parcial  Data: 14/06/2018 21:10:29
	O aproveitamento da Avaliação Parcial será considerado apenas para as provas com nota maior ou igual a 4,0.
	
	 1a Questão (Ref.: 201409051493)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	(TJ/MT) Assinale a alternativa CORRETA.
		
	
	A sucessão por morte obedece, quanto aos herdeiros brasileiros, à lei de seu domicílio, desde que lhe seja mais benéfica, desimportando a localização, situação ou natureza dos bens.
	
	A sucessão por morte obedece à lei do domicílio do de cujus, quanto à capacidade de suceder dos herdeiros e legatários.
	 
	A sucessão por morte obedece, quanto aos bens situados no Brasil, à lei brasileira.
	
	A sucessão por morte obedece à lei de nacionalidade do de cujus, mesmo que os bens estejam situados no Brasil.
	 
	Todas as alternativas anteriores estão incorretas.
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201409036070)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	João, casado com Maria, residente em Volta Redonda, proprietário de imóveis em Copacabana, Cabo Frio e Petrópolis faleceu no dia 20.04.2011 em Resende. O inventário deverá ser aberto em:
		
	
	qualquer local, onde preferir.
	
	Capital
	 
	Volta Redonda
	
	Cabo Frio
	
	Petrópolis
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201409287807)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Sobre a vocação hereditária, preceitua o Código Civil:
		
	 
	Legitimam-se a suceder as pessoas nascidas ou já concebidas no momento da morte do ¿de cujus¿.
	
	Na sucessão legítima podem ainda ser chamados a suceder os filhos, ainda não concebidos, de pessoas indicadas pelo testador, desde que vivo este ao abrir-se a sucessão.
	
	São anuláveis as disposições testamentárias em favor de pessoas não legitimadas a suceder, quando simuladas sob a forma de contrato oneroso, ou feitas mediante interposta pessoa.
	
	Legitimam-se a suceder as pessoas nascidas ou já concebidas no momento da abertura do testamento cerrado.
	
	Não podem ser nomeados herdeiros nem legatários, entre outros, a concubina do testador casado, salvo se este, sem culpa sua, estiver separado de fato do cônjuge há mais de um ano.
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201409175500)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	(CESPE/DPE-TO DEFENSOR PÚBLICO/2013) Acerca das sucessões, assinale a opção correta.
		
	
	Legitimam-se a suceder apenas as pessoas já nascidas no momento da abertura da sucessão, não havendo direitos sucessórios do nascituro.
	
	Aberta a sucessão pelo ajuizamento da ação de inventário, a herança transmite-se por sentença que homologa a partilha de bens aos herdeiros legítimos e testamentários.
	 
	A sucessão dá-se por lei ou por disposição de última vontade, conforme seja legítima ou testamentária, e, havendo herdeiros necessários, o testador só poderá dispor da metade da herança.
	
	A companheira ou o companheiro, na sucessão do outro, quanto aos bens adquiridos na vigência da união estável, concorre com descendentes só do autor da herança, tendo direito a uma quota equivalente à que por lei for atribuída a cada um deles.
	
	A sucessão abre-se no lugar da morte do falecido.
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201409266424)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Considerando o estabelecido no Código Civil acerca da herança jacente e vacante, analise as afirmativas a seguir. I. Falecendo alguém sem deixar testamento nem herdeiro legítimo notoriamente conhecido, os bens da herança, depois de arrecadados, ficarão sob a guarda e administração de um curador, até a sua entrega ao sucessor devidamente habilitado ou à declaração de sua vacância. Quando todos os chamados a suceder renunciarem à herança, será esta desde logo declarada vacante. II. Durante a herança jacente é assegurado aos credores o direito de pedir, através de ação de petição de herança, o vencimento antecipado das prestações de uma dívida já reconhecida e o pagamento das dívidas vencidas e vincendas, nos limites das forças da herança. III. Não se habilitando até a declaração de vacância, os colaterais ficarão excluídos da sucessão. IV. Decorridos quatro anos da declaração da vacância, os bens arrecadados, localizados nas respectivas circunscrições, passarão ao domínio do Estado ou do Distrito Federal. Indique a alternativa CORRETA.
		
	
	Somente as afirmativas II e IV estão corretas.
	
	Todas estão corretas.
	 
	Somente as afirmativas I e III estão corretas.
	
	Somente as afirmativas III e IV estão corretas.
	 
	Somente as afirmativas I e II estão corretas.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201409187272)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Fernando, casado com Laura pelo regime da comunhão parcial de bens, falece sem ter tido filhos, deixando um único imóvel adquirido na constância do casamento. Sabendo-se que os pais de Fernando ainda são vivos, e que Fernando não deixou dívidas, após a partilha do único bem, a fração total do imóvel que caberá à Laura será de:
		
	
	5/6
	
	2/4
	
	3/5
	 
	2/3
	 
	1/2
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201408382231)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	(Questão 25 117º Exame OAB-SP) Se, no testamento, não for estipulado o direito de acrescer entre os herdeiros nomeados, a morte de um destes antes da morte do testador faz com que
		
	
	a sua parte da herança seja destinada aos seus próprios herdeiros, por direito de representação.
	 
	a sua parte da herança seja atribuída igualmente entre os demais herdeiros nomeados.
	
	o testamento perca a sua validade.
	 
	a sua parte de herança seja destinada aos herdeiros legítimos do testador.
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201409052065)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	(TJDFT) Acerca do direito das sucessões, assinale a opção correta.
		
	
	Permite-se a substituição fideicomissária em favor de pessoa já concebida ao tempo da morte do testador.
	
	Ao beneficiado pela deserdação incumbe a prova da veracidade da causa alegada pelo testador, com observância do prazo, que começa a fluir da data da abertura da sucessão.
	 
	De acordo com o princípio de saisine, somente em relação aos herdeiros legítimos ocorre a transmissão automática da herança.
	 
	Se houver justa causa declarada no testamento, poderá o testador estabelecer cláusula de inalienabilidade, impenhorabilidade e incomunicabilidade, ainda que os bens a serem gravados integrem a legítima.
	
	Na hipótese de o herdeiro mais próximo renunciar à herança, poderão seus filhos recebê-la por direito de representação.
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201408384555)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Marcos fez testamento deixando uma moto para seu irmão sem apresentar qualquer especificação, não obstante haver várias no seu patrimônio de colecionador. Diante disso, marque a alternativa correta:
		
	
	O conflito deve ser resolvido pelo juiz competente para a causa, caso as pessoas envolvidas não consigam solucionar o impasse amigavelmente.
	 
	A escolha caberá ao legatário, na medida em que é o sucessor e o interesse jurídico é seu.
	
	Por falta de especificação, os herdeiros podem entregar qualquer moto que houver no acervo.
	
	nenhuma das opções
	 
	Devem os herdeiros efetuar a escolha por falta de previsão testamentária, não se podendo impor a coisa mais barata nem a entrega da melhor.
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201408384564)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	João faleceu deixando testamento válido em que nomeia Pedro, Maria e Lucas legatários de um apartamento. Segundo a vontade do testador, Pedro seria titular de 50% do imóvel e o restante seria dos demais. Sendo assim, marque a alternativa correta sobre o direito de acrescer:
		
	 
	Existe direito de acrescer entre todos os