A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
Aula Historia da Radiologia

Pré-visualização | Página 1 de 1

História da Radiologia
Professora: Jordana Paschoal
WILHELM CONRAD ROENTGEN ( BIOGRAFIA)
Nasceu em 27 de Março de 1845, na Alemanha. Filho único de um fabricante e comerciante de roupas.
Em 1865 ingressou na Universidade de Utrecht para estudar física.
Em 1869 obteve Doutorado na Universidade de Zurich.
Em 1874 qualificou-se como conferencista.
Em 1900 foi nomeado a reitor na Universidade de Munich
Seu primeiro trabalho foi publicado em 1870, entre outros assuntos estudou as características elétricas do quartzo, a modificações do plano de luz polarizados por influências eletromagnéticas. 
História da Radiologia
Wilhelm Conrad Roentgen
História da Radiologia
DESCOBERTA DOS RAIOS-X
Em 8 de novembro de 1895 Roentgen trabalhava em seu laboratório. Com o ambiente escurecido, uma vez que seus experimentos relacionavam-se com fenômenos luminosos e outras emissões geradas por descargas de correntes elétrica em tubos de vidro com vácuo.
*Estes tubos eram conhecidos como “TUBOS DE CROOKES” em homenagem ao cientista Willian Crookes, que desenvolveu anteriormente trabalhos relacionados e pesquisas de Roentgen.
Reconstrução do laboratório de Roentgen
História da Radiologia
DESCOBERTADOS RAIOS-X
*Estes tubos eram conhecidos como “TUBOS DE CROOKES” em homenagem ao cientista Willian Crookes, que desenvolveu anteriormente trabalhos relacionados e pesquisas de Roentgen.
Para surpresa do cientista em um desses experimentos observou que quando seu tubo era recoberto por um cartão opaco e submetido a descarga elétrica um objeto em outro canto do laboratório brilhou. Esse objeto era um écran recoberto por uma emulsão de bário (substância fluorescente que emite luz quando absorve energia), localizada a cerca de 2 metros do tubo para reagir a emissão da energia gerada pela fonte.
Tubo de Crookes
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
Em 1896, os fenômenos radioativos começaram a ser descobertos pelo cientista francês Antoine Henri Becquerel (1852-1908). Porém suas descobertas só foram possíveis graças aos estudos desenvolvidos por Roentgen sobre os raios-x.
Becquerel deixou ao sol amostras de um minério de urânio e em seguida colocou essas amostras em contato com filmes envolvidos por um invólucro preto para verse impressionavam o filme e emitiam raios-x.
Com o tempo de chuvas em Paris, Becquerel guardou as amostras e novamente um fato acidental resultou em uma descoberta excepcional.
História da Radiologia
Antoine Henri Becquerel
RELATÓRIO DE BECQUEREL A ACADEMIA DE CIÊNCIA.
“COMO O SOL NÃO VOLTOU A APARECER DURANTE VÁRIOS DIAS, REVELEI AS CHAPAS FOTOGRÁFICAS EM 1 DE MARÇO, NA EXPECTATVA DE ENCONTRAR IMAGENS MUITO DEFICIENTES. OCORREU O OPOSTO, AS SILHUETAS APARECERAM COM MUITA NITIDEZ. PENSEI IMEDIATAMENTE QUE A AÇÃO PODERIA OCORRER NO ESCURO. 
História da Radiologia
Minério Urânio
CASAL CURIE (PIERRE CURIE E MARIE CURIE)
Pierre e Marie juntamente com Becquerel descobriram que a propriedade que ele viu era pertencente ao urânio pois todos os minérios de urânio emitiam os raios-x.
Depois de alguns estudos Pierre e Marie concluíram que outros minérios como tório, e polônio emitiam radiação.
Marie Batizou essa propriedade de radioatividade.
História da Radiologia
História da Radiologia
RADIAÇÃO
São ondas eletromagnéticas ou partículas que se propagam em alta velocidade que em contato com uma determinada matéria produz efeito sobre ela. Podem ser originadas de fontes naturais ou dispositivos desenvolvidos.
RADIOATIVIDADE
Fenômeno natural ou artificial pelo qual algumas substâncias ou elementos químicos,são capazes de emitir radiações as quais tem propriedades de impressionar placas fotográficas, produzir fluorescência e atravessar corpos opacos a luz.
História da Radiologia
A PRIMEIRA RADIOGRAFIA
Em 22 de dezembro de 1895 foi realizada a primeira radiografia. Roentgen colocou a mão de sua esposa Ana Bertha Roentgen sobre um filme fotográfico, fazendo incidir por cerca de 15 minutos a radiação emitida pelo tubo de crookes. Logo, Roentgen revelou o filme para confirmação de suas observações, a figura da mão de sua esposa e seus ossos eram visíveis no filme. Roentgen documentou todos os experimentos e anunciou a Academia de Física.
Por sua descoberta, Roengen foi contemplado com o prêmio Nobel de Física no ano de 1901.
Radiografia da mão de
 Ana Bertha Roentgen
HISTÓRIA DA RADIOLOGIA NO BRASIL
Logo após a descoberta de Roentgen, médicos encantados com a possibilidade de enxergar os pacientes por dentro adotaram a tecnologia nos tratamentos de saúde.
Há relatos em que a radiologia no Brasil tem mais de uma versão.
A realização da primeira radiografia no Brasil é atribuída a diferentes pesquisadores, cronologicamente todos os trabalhos estão muito próximos. Por isso fica difícil definir que foi o primeiro a começar a utilizar as técnicas radiológicas no Brasil. Alguns consideram que a primeira radiografia foi feita por Alfredo Brito, na Bahia. Outros, dizem que foi por Silva Ramos, em São Paulo. Já outros dizem que foi feita por Pereira Neves no Rio de Janeiro.
Não de sabe exatamente quem foi o primeiro, porém é necessário reconhecer que o Brasil colaborou muito para evolução das técnicas radiográficas no País. Mesmo com todas as dificuldades da época muitos pesquisadores brasileiros estudaram, viajaram e ajudaram a desenvolver a tecnologia nos primeiros anos.
História da Radiologia
História da Radiologia
PRIMEIRO APARELHO DE RADIOLOGIA NO BRASIL
No final do século 19 a cidade de Formiga em Minas Gerais recebeu o primeiro aparelho de raios-x. Foi o Doutor José Carlos Ferreira Pires quem trouxe o equipamento. A máquina era da marca Siemens . Naquela época não existia energia elétrica e para seu funcionamento era necessário usar pilhas, baterias, ou combustível.
ABREUGRAFIA
Na década de 30 o país sofreu um surto de tuberculose onde morreram muitas pessoas por falta de um diagnóstico preciso sobre a doença.
No ano de 1936 o Médico Manuel Dias de Abreu ganhou destaque internacional ao propor um método prático e barato de realizar exames do tórax o que facilitou muito o tratamento das doenças pulmonares.
Esse método consistia em fotografar a tela de uma radiografia de tórax em filmes de 35mm ou 70mm. Com isso o custo do diagnóstico caiu, uma vez que um filme fotográfico era mais barato que os tradicionais. Ou seja, era uma imagem de radiografia de tórax reduzida.
Por sua contribuição Manoel Dias de Abreu foi indicado ao prêmio Nobel de Fisiologia e Medicina.
História da Radiologia
Manoel Dias de Abreu
História da Radiologia
ABREUGRAFIA
O médico nomeou o exame por Roentgenfotografia em homenagem a Roentgen, poucos anos mais tarde no Congresso Nacional de Tuberculose a Designação Abreugrafia foi feita com unanimidade.
Pelo baixo custo e pela rapidez em que era possível realizar esse exame unidades móveis foram desenvolvidas e utilizadas no mundo todo.
Por conta da Evolução da tecnologia e dass altas taxas de doses empregadas e as limitações da técnica, o exame caiu em desuso a várias décadas.
Aparelho de Abreugrafia
PRIMEIRA ESCOLA DE RADIOLOGIA NO BRASIL
O primeiro curso técnico teve inicio no Brasil em março de 1951. No Hospital Clinico em São Paulo, é conhecido popurlamente como Rafael de Barros. O curso existe até hoje no mesmo lugar e possui o mesmo nome e a mesma excelência.
Antes da Criação do Curso para exercer era necessário passar porá avaliações de anatomia e física . Não havendo o curso formal os profissionais aprenderam na prática uns com os outros.
História da Radiologia
Rafael de Barros e os Primeiros professores.
Questionário sobre Os Acidentes Radiológicos
1)Qual conclusão vocês obtiveram baseados nas pesquisas sobre os acidentes?
2)O que os dois acidentes tem em comum?
3)O que ocasionou o acidente em Goiânia?
4)O que ocasiono o acidente Chernobyl?
5)Quais os danos causados nas cidades devido aos acidentes?
6)Que foi os responsáveis pelos acidentes?

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.