EXERCÍCIOS CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
33 pág.

EXERCÍCIOS CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II


DisciplinaContabilidade e Gestão Tributária II1.428 materiais9.393 seguidores
Pré-visualização8 páginas
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
IR devido = 36.500
	1a Questão
	
	
	
	De acordo com a legislação vigente, o Lucro que pode ser utilizado quando o contribuinte mantém a escrituração contábil fora dos padrões legais e normativos é:
		
	
	Lucro Bruto
	
	Lucro Presumido
	
	Lucro Operacional
	 
	Lucro Arbitrado
	
	Lucro Real
	
Explicação:
Em conformidade com o art. 530 do Regulamento do Imposto de Renda (RIR), o Lucro arbitrado pode ser definido como a forma de apuração da base de cálculo do Imposto de Renda que, pode ser utilizado quando, por exemplo, o contribuinte obrigado à tributação com base no lucro real, mantiver escrituração imprestável, isto é, fora dos padrões legais e normativos ou deixar de elaborar as demonstrações financeiras exigidas pela legislação fiscal.
	
	 
	Ref.: 201801377154
		
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	Toda empresa legalmente constituída no Brasil pode ser enquadrada pela legislação tributária em cinco situações distintas, em relação a tributação. A forma de tributação que decorre, principalmente, da não validade da escrituração contábil ou da impossibilidade de se calcular os tributos pelas vias normais é o:
		
	
	Imunes e Isentas
	
	Lucro Presumido
	
	Lucro Real
	 
	Lucro Arbitrado
	
	Simples Nacional
	
Explicação:
Em conformidade com o art. 530 do RIR/99, o Lucro Arbitrado é definido como a forma de apuração da base de cálculo do Imposto de Renda que pode ser utilizado tanto pela Receita Federal, nas situações em que o contribuinte obrigado à tributação com base no lucro real, mantiver escrituração imprestável, isto é, fora dos padrões legais e normativos, deixar de elaborar as demonstrações financeiras exigidas pela legislação fiscal ou fizer a opção equivocada pelo Lucro Presumido, quanto pelo contribuinte quando conhecida a receita. 
	
	 
	Ref.: 201801741689
		
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	No ano de X0 a empresa ALFA LTDA, optante pelo Lucro Presumido, contabilizou no segundo trimestre uma receita de R$ 800.000,00, sendo R$ 250.000,00 referente a serviços prestados, R$ 500.000,00, referente a venda de mercadorias e R$ 50.000,00 referente a receitas financeiras. Com base nestes dados é possível afirmar que valor do Imposto de Renda devido é de:
		
	
	64.000,00
	 
	36.500,00
	
	73.500,00
	
	92.500,00
	
	25.500,00
	
Explicação:
ATIVIDADES                         RECEITA BRUTA DO TRIMESTRE             ALÍQUOTA                BASE DE CÁLCULO
Venda de Mercadorias                          500.000                                             8%                           40.000
Serviços                                                250.000                                           32%                          80.000
Receitas Financeiras                              50.000                                           100%                         50.000
Base de Cálculo para o LUCRO PRESUMIDO                                       170.000
Cálculo do IR devido:
Alíquota  15%   x   170.000                     =    25.500
Adicional 10%  x   (170.000 ¿ 60.000)    =     11.000 
IR devido                                                =    36.500
	
	 
	Ref.: 201801376587
		
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Atendidos os princípios constitucionais tributários, o imposto de renda deve atender a três critérios básicos. O princípio da generalidade diz que:
		
	
	o imposto de renda deve ser graduado em faixas, de modo que alíquotas mais elevadas recaiam sobre as faixas menores de renda.
	
	o tributo deverá ser cobrado de todos que auferirem renda, sem distinção de sexo, cor, nacionalidade, profissão, etc.
	
	o imposto de renda deve ser graduado em faixas, de modo que alíquotas mais elevadas recaiam sobre as faixas maiores de renda.
	 
	toda e qualquer forma de renda ou provento deverá ser tributada nos limites e condições da Lei.
	
	somente casos específicos de renda ou provento deverão ser tributados nos limites e condições da Lei.
	
Explicação:
De acordo com o Princípio da Generalidade o Imposto de Renda deve alcançar todas as pessoas que realizarem seu fato oponível, ou seja, deve ser cobrado de todas as pessoas que auferirem renda, sem privilégios e discriminações entre os contribuintes.
 
	
	 
	Ref.: 201801317155
		
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	O Regulamento do Imposto de Renda, conhecido na prática como RIR/99, estabelece que são contribuintes do Imposto de Renda as pessoas jurídicas e as empresas individuais. O RIR/99 determina para tais contribuintes que a base de cálculo do Imposto de Renda é o lucro real e o lucro
		
	
	estimado ou arbitrado
	
	declarado ou estimado
	 
	presumido ou arbitrado
	
	estimado ou determinado
	
	declarado ou presumido
	
Explicação:
De acordo com a legislação vigente, as pessoas jurídicas e as pessoas físicas a elas equiparadas, domiciliadas no País, devem apurar o IRPJ com base no lucro, que pode ser real, presumido ou arbitrado.
	
	 
	Ref.: 201804142732
		
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	De acordo com a Legislação Brasileira, a respeito dos tributos incidentes sobre o lucro das empresas, é correto afirmar:
		
	 
	Incide o Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas ou a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido
	
	Incide apenas o Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas
	
	Incide somente a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido
	 
	Incidem o Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido
	
	Incide a Contribuição de Melhoria para o Financiamento da Seguridade Social
	
Explicação:
 O Imposto de Renda Pessoa Jurídica - IRPJ e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido - CSLL, são tributos federais, de competência da União, apurados sobre o Lucro, Real ou Presumido, conforme opção feita pela empresa.
	
	 
	Ref.: 201801293433
		
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	Há três modalidades de lucro para apurar o imposto de renda da pessoa jurídica, são elas: lucro real, presumido e arbitrado. Por que a maioria das empresas faz a opção pelo lucro presumido?
		
	
	A simplicidade na apuração do imposto de renda e contribuição social sobre o lucro real.
	
	A simplicidade na apuração do imposto de renda e contribuição social sobre o lucro arbitrado
	
	A simplicidade na apuração do imposto de renda e contribuição social sobre o lucro bruto.
	 
	A simplicidade na apuração do imposto de renda e contribuição social sobre o lucro líquido.
	
	A simplicidade na apuração do imposto de renda e contribuição social sobre o lucro operacional.
	
Explicação:
Em virtude do Lucro presumido ser uma forma de tributação simplificada, que utiliza somente as receitas da empresa para determinar a base de cálculo do Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, das pessoas jurídicas que não estão obrigadas, no ano calendário, à apuração do Lucro Real.
	
	 
	Ref.: 201801767503
		
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	"Estima-se o lucro da empresa aplicando-se percentuais previstos em lei, a partir de faixas por faturamento. É permitido somente para alguns tipos de empresas." E "Chega-se à base de cálculo do imposto de renda partindo do lucro contábil da empresa, ajustando-o extra-contabilmente, o que se dá através de registro em livro próprio para apuração do referido imposto." Os textos acima fazem referência às formas de tributação do IRPJ denominadas, respectivamente:
		
	
	lucro real e lucro presumido.
	
	lucro presumido e lucro contábil.
	
	lucro ajustado e lucro real.
	
	lucro deduzido do faturamento e lucro real.
Josiane
Josiane fez um comentário
muito bom
0 aprovações
Carregar mais