A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
96 pág.
APOSTILA DIR. CONSTITUCIONAL II   PROF. RENATA VELO

Pré-visualização | Página 12 de 17

(Sarney e Tancredo). 
 
- Substituição e vacância: impedimento e vaga: 
 
- O artigo 79 da CF diz que o Vice-Presidente substituirá o Presidente no caso de 
impedimentos e sucederá em caso de vaga. 
- a) Vacância: cabe sucessão: Tem caráter definitivo: cassação, renúncia, morte. 
Exemplo: Itamar Franco quando Collor renunciou com a abertura do impeachment 
de Fernando Collor. 
- b) Impedimento: cabe substituição: tem caráter temporário: doença, férias. 
 
- Substitutos eventuais ou legais: 
- Art. 80 da CF: Impedimento (viagem de ambos) ou vaga do Presidente e do Vice-
Presidente da República (morte de ambos, não tomarem posse ambos): substitutos 
	 64	
eventuais ou legais: 
a) O Presidente da CD, 
b) O Presidente do SF, 
c) O Presidente do STF, 
- Exemplo em 2002 o Ministro Marco Aurélio assumiu a presidência, já que o PR e 
o vice tinham viajado. 
- Estadual: Presidente da AL e do TJ; 
- Distrital: Presidente da CD e do TJ do DF 
- Municípios: Presidente da CM e em alguns casos o Vice-Presidente da CM. 
- Território: O PR deve nomear outro e enquanto não nomeia: O Presidente da 
Câmara Territorial. 
 
- Eleição direta e indireta: mandato-tampão: 
- Nos casos de sucessão pelos substitutos eventuais: vaga do PR e do Vice- 
Presidente da República: Deve-se levar em conta quando isso ocorre: 
1) Nos dois primeiros anos de mandato: O artigo 81 da CF determina as eleições 
diretas (sufrágio universal e voto direto e secreto) em 90 dias após aberta a última 
vaga. 
2) Nos dois últimos anos de mandato: O artigo 81, parágrafo primeiro da CF 
determina as eleições indiretas em 30 dias após aberta a última vaga. (exceção ao 
voto direto permitido apenas pelo constituinte originário). 
- Os eleitos deverão apenas completar o período de seus antecessores. (81, § 2º 
da CF). 
- Estados e DF: Regras próprias do Estado e DF: Não há simetria quanto as novas 
	 65	
eleições diretas e indiretas e mandato tampão. 
 
- Ausência do país do PR e do VP e licença do CN: 
- Art. 83 da CF: O PR e o Vice não poderão sem licença do CN ausentar-se do país 
por período superior a 15 dias, sob pena de perda do cargo. 
- Neste período serão substituídos pelos vices ou substitutos eventuais ou legais. 
- Simetria: regra de repetição obrigatória. (substituição, a necessidade de licença 
do CN e a pena de perda do cargo). 
 
Caso concreto: 
 
1-(CESPE/TRT-17a/2009) São crimes de responsabilidade os atos do presidente 
da República que atentem contra o exercício dos direitos políticos, individuais e 
sociais. Julgue correto ou incorreto. 
 
 
2-Falecendo o Presidente da República: 
a) Assumirá a presidência o Vice Presidente da República, realizando-se a eleição 
do sucessor definitivo do Presidente noventa dias após a abertura da vaga. 
b) Estando vago, anteriormente, o cargo de Vice Presidente, far-se-á eleição para 
ambos os cargos. 
c) O Vice Presidente sucederá ao Presidente morto, fazendo-se nova eleição para 
a vice presidência. 
d) Na segunda metade do seu mandato e estando vaga a Vice Presidência, o 
Presidente da Câmara dos Deputados sucederá ao Presidente morto; 
e) Nenhuma das respostas acima. 
 
 
3- A constituição do Estado de Muriapá em seu artigo 8.o determina que em caso 
de crime de responsabilidade, o Governador será julgado pela Assembleia 
Legislativa local. Analise o referido dispositivo legal. 
 
 
Leitura recomendada: 
 
(1) ARTIGO COM VISÃO CRÍTICA AO IMPEACHMENT ? 2016: JARDIM, Afrânio 
Silva .O significado técnico da expressão ?julgamento jurídico e político do 
	 66	
impeachment? do Presidente da República. 
http://emporiododireito.com.br/julgamento- juridico-e-politico-do-impeachment/ 
 
(2) (NOTÍCIAS ) CARTA CAPITAL: Impeachment: processo jurídico e/ou político? 
http://www.cartacapital.com.br/politica/impeachment-processo-juridico-e-ou-politico 
 
(3) (NOTÍCIAS) FOLHA POLÍTICA ? IVES GANDRA ? PARECER FAVORÁVEL AO 
IMPEACHMENT ? 2016 . http://www.folhapolitica.org/2015/02/jurista-explica-
parecer-favoravel-ao.html 
 
(4) Vicente Paulo e Marcelo Alexandrino: páginas 254/259. 
 
 
 
Plano de aula 13: Poder Judiciário: Estrutura e funções: 
 
 
Resumo: 
 
 
- Funções típicas e atípicas do Poder Judiciário: 
 
- Função típica: jurisdicional: aplicação das normas ao caso concreto para resolvê-
los em caráter definitivo, realizando a pacificação social. 
 
(Escola mineira: ainda minoritária: a resolução de conflitos através de um 
provimento final dotado de legitimidade, com partes que detém paridade e um 
processo discursivamente alinhado onde os argumentos das partes serão 
examinados). 
 
- Função atípica: 
a) Do Executivo: organizar suas secretarias e juízos e prover os cargos por 
concurso; propor a criação de novas varas; conceder licença, férias e outros 
afastamentos. (arts. 96, I, b,c,d,e,f, da CF). 
b) Do Legislativo: elaboração de seus regimentos (competência e funcionamento do 
órgão). (arts. 96, I, a CF). 
 
	 67	
- Características da Jurisdição: 
Conceito: Uma das funções estatais, mediante a qual este substitui os titulares dos 
interesses em conflito para buscar a sua pacificação, por meio da aplicação das 
normas ao caso concreto, o que ocorre através do processo. 
 
Características: 
1) Lide: Uma pretensão resistida; 
2) Inércia: a jurisdição só se manifesta pela provocação. 
3) Definitividade: 
- coisa julgada. 
4) Indivisibilidade: 
- A jurisdição no Brasil é una e exercida pelo Judiciário, por seus órgãos. 
- Estrutura e Organização do Poder Judiciário: 
Quadro página 662/722 do Pedro Lenza: 
 
STF: 
STJ - Colégios Recursais - juizados especiais 
 TJ – Juízes estaduais, do DF e Territórios 
 TJM ou TJ – Juízes de direito e Conselhos de Justiça (Auditorias:E, DF e T) 
 TRF – Juízes Federais 
TST - TRT- Juízes do Trabalho 
TSE - TRE- Juízes eleitorais e Juntas eleitorais 
STM - Conselhos de Justiça (auditorias militares da União). 
 
- Justiça comum X Justiça especial : 
1) Justiça Comum: 
a) Justiça Federal; 
b) Justiça do DF e Territórios: Organizados pela união: art. 21, XIII da CF; 
c) Justiça Estadual; 
d) Juizados Especiais. 
 
2) Justiça Especial: 
	 68	
a) Justiça Eleitoral; 
b) Justiça do Trabalho; 
c) Justiça Militar. 
 
- Órgãos de Convergência e de superposição: 
1) Órgãos de Convergência: 
- STF e Tribunais Superiores: STJ, TST, TSE e STM. 
- Tem sede na capital federal e exercem jurisdição sobre todo o território nacional. 
- São órgãos de cúpula de cada uma das justiças, sendo responsável pela última 
palavra em relação a elas, salvo questão constitucional. Então a última palavra 
converge para estes órgãos. 
 
2) Órgãos de Superposição: 
- Não pertencem a uma nenhuma justiça e suas decisões se sobrepõem as decisões 
de órgãos inferiores. 
- STJ: se sobrepõe a da justiça comum: Estadual e DF e Territórios. 
- STF: todas. 
 
- Conselho Nacional de Justiça: 92, I-A e 103-B da CF: 
- Criado pela EC 45/2004: Reforma do Judiciário. 
- Órgão do Judiciário Brasileiro com atuação em todo o território nacional que não 
tem função jurisdicional. 
- Função administrativa. 
- Sua inserção no artigo 92 da CF foi inadequada, pois ele não faz parte do 
organograma do judiciário. Melhor seria se fosse um parágrafo do artigo 92 da CF. 
Ele está no artigo 92, I, A da CF. 
 
- Funções administrativas: artigo 103-B, parágrafo quarto da CF 
a) Controle da atuação administrativa e financeira do Judiciário; 
b) Fiscalização do cumprimento de deveres funcionais dos juízes. 
 
	 69	
1)Zelar pela autonomia do Judiciário e cumprimento do Estatuto da Magistratura: 
pode expedir atos regulamentares ou recomendar providencias; 
2) Zelar pelo artigo 37 da CF, apreciando