A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
96 pág.
APOSTILA DIR. CONSTITUCIONAL II   PROF. RENATA VELO

Pré-visualização | Página 5 de 17

pois é sua intenção, se não 
for eleito, retornar aos quadros da corporação. Considerando a situação hipotética 
apresentada, responda, de forma fundamentada, às seguintes perguntas:a)Pode o 
policial militar ser candidato a vereador sem se afastar definitivamente da 
corporação? b)Está correto o entendimento segundo o qual a vedação de filiação 
partidária, enquanto em serviço ativo, não se estende aos militares dos estados? 
c)Está correta a orientação no sentido de que o registro da candidatura suprirá a 
falta de filiação partidária? d)Poderá o militar, se não for eleito, retornar aos quadros 
da polícia militar? 
 
 
Leitura recomendada: 
 
 
(1) (PALESTRA EM VÍDEO ) NECESSIDADE DE DESMILITARIZAÇÃO DA VIDA. 
5o Painel // Exposição XIV - Deborah Duprat - Procuradora Federal dos Direitos do 
Cidadão (PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS CIDADÃO) 
https://www.youtube.com/watch?v=rpCfZKuxvSc 
 
(2) (PALESTRA EM VÍDEO) Cel.PM/RJ ? Jorge da Silva. A DESMILITARIZAÇÃO 
DA SEGURANÇA PÚBLICA. (PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS 
CIDADÃO)
https://www.youtube.com/watch?v=baHld0U8wRw 
 
(2.1.) Prof. Jorge da Silva. MILITARIZAÇÃO DA SEGURANÇA PÚBLICA E A 
REFORMA DA POLÍCIA: UM DEPOIMENTO 
http://www.jorgedasilva.com.br/artigo/ 59/militarizacao-da-seguranca-publica-e-a-
reforma-da-policia: -um-depoimento-[1]/ 
 
(3) ZAVERUCHA,Jorge. A fragilidade do Ministério da Defesa Brasileiro. 
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-44782005000200009 
 
(4) NÓBREGA JÚNIOR, José Maria Pereira da. A MILITARIZAÇÃO DA 
SEGURANÇA PÚBLICA: UM ENTRAVE PARA A DEMOCRACIA BRASILEIRA . 
http://www.scielo.br/pdf/rsocp/v18n35/v18n35a08.pdf 
 
(5) BATISTA, Nilo. Ainda há tempo de salvar as Forças Armadas da cilada da 
militarização da segurança pública. In: BATISTA, Vera Malaguti (Org.). Paz armada. 
Rio de Janeiro: Instituto Carioca de Criminologia/Revan, 2012. p. 47-48. 
 
(6) CAPITÃO MARINHO. Exército Na Segurança Pública: Uma Guerra Contra o 
Povo Brasileiro! Ed. Juruá, 2011. 
	 25	
 
(7) (NOTÍCIAS CARTA CAPITAL) 
http://justificando.cartacapital.com.br/2016/10/14/carmen-lucia-quer-formar-
coalizacao- pela-seguranca-publica-com-exercito-e-policias/ 
 
 
(8) (NOTÍCIAS CONJUR) http://www.conjur.com.br/2010-dez-12/segunda-leitura-
forcas-armadas-podem-atuar- defesa-lei-ordem 
 
Ler capítulo correspondente do Livro Didático Direito Constitucional II 
 
 
 
Plano de aula 7: Poder Legislativo: Estrutura e funções: 
 
Resumo: 
 
 
- Estrutura e funcionamento do Poder Legislativo: 
- Poder Legislativo federal: sistema bicameral. 
- Câmara dos Deputados e Senado Federal: arts. 45 e 46 da CF. 
- Câmara dos Deputados: art. 45 da CF: representantes do povo: em cada 
Estado, DF e territórios. 
- Seu número nos Estados e DF é estabelecido por Lei Complementar, 
proporcionalmente à população, procedendo aos ajustes necessários no ano 
anterior às eleições, para que nenhum Estado tenha menos de 8 e mais de 70 
deputados. 
- art. 45, § 2º: cada território: 4 deputados federais. 
 
- eleitos pelo sistema proporcional: 
a) QE (quociente eleitoral): número mínimo de votos que um partido ou coligação 
deve alcançar para ter direito a eleger um candidato = votos válidos/ vagas 
(desprezada frações menor ou igual a 0.5): divide-se o número total de votos válidos 
	 26	
(não inclui os nulos e brancos) pelo número de cadeiras oferecidas nas eleições. 
Ex: 5000 divididos 10 = 500 
 
b) QP (quociente partidário): votos válidos de cada partido ou coligação/ quociente 
eleitoral (desprezada as frações): as vagas são distribuídas aos candidatos mais 
votados de cada partido. 
Sobras: maior média: votos válidos do partido ou coligação/ vagas obtidas pelo 
partido +1. 
 
Obs: candidato mais votado não é eleito se partido não atingir o quociente 
eleitoral. 
 
- Senado: Art. 46 da CF: representantes dos Estados e DF: 3 Senadores (81 
senadores) 
 
- Sistema Majoritário: senadores mais votados são eleitos: mandato de 8 anos: 
quatro em quatro anos: 1 e 2 terços. 
 
- No âmbito estadual, municipal, distrital e dos territórios: unicameral. (AL, CM, 
Câmara legislativa e câmara territorial- competências deliberativas). 
 
- Número de Deputados Estaduais: art. 27 da CF 
- DE= 3 X DF 
- Se DE: for maior que 36: serão acrescidos de tantos quantos forem os deputados 
acima de 12: 
Regra: 
a) DF: até 12: DE= 3 x DF; 
b) DF: maior que 12: DE= DF+ (36-12) : (DE= DF+24) 
 
	 27	
8-24 
9-27 
10-30 
11-33 
12-36 
13-37 
14- 38 
15-39 e etc... 
 
 
 
- Período, sessão, legislatura, recesso parlamentar: 
 
- O CN reúne-se anualmente em dois períodos legislativos – reuniões ordinárias: 
02/02 a 17/07 e 01/08 a 22/12. (período, sessão, legislatura e recesso parlamentar): 
art. 57 da CF. 
 
- Durante o recesso parlamentar o CN atuará mediante convocação extraordinária 
(art. 57, § 6º) e somente deliberará sobre a matéria para a qual foi convocado, 
exceto se houver MP em vigor que serão automaticamente incluídas em pauta: art. 
57, § 7º (observe que a EC 50/06 alterou o artigo 57, § 7º e vedou o pagamento de 
parcelas indenizatórias para os congressistas em razão de convocação 
extraordinária). 
 
 
- Mesas Diretoras de cada casa e do CN: 
 
- As mesas de cada casa e do CN são órgãos administrativos de direção e são 
eleitas para mandato de 2 anos vedada a recondução para o mesmo cargo na 
eleição subseqüente na mesma legislatura e a mesa do CN é presidida pelo 
	 28	
Presidente do SF. (57, § 4º e 5º). 
 
 
- Atribuições do CN da CD e do SF: 
 
- Do CN: 
 
- artigo 48 da CF necessita de sanção do PR: lei ordinária ou complementar 
 
- artigo 49 da CF competência exclusiva do CN, sem a participação do PR, 
reguladas através de decreto legislativo. 
 
- Da CD: Artigo 51 da CF 
 
- Do SF: Artigo 52 da CF. 
 
 
- Função de fiscalização: Comissão Parlamentar de Inquérito 
- Poder Legislativo: função fiscalizadora: 
1) Fiscalização financeiro-orçamentária: Art. 70 da CF: O Poder Legislativo com 
o auxílio do Tribunal de Contas faz a fiscalização financeiro orçamentária externa. 
2) Fiscalização político-administrativa: O Poder Legislativo exerce o controle 
sobre os atos de governo e da administração pública. 
 
- Comissões Parlamentares de Inquérito: CPI: art. 58, § 3º da CF 
- Conceito: são comissões fiscalizatórias que exercem função investigativa típica do 
Poder Legislativo na apuração de irregularidades sobre atos de governo e da 
administração pública, devendo, se for o caso, encaminhar seus relatórios para o 
Ministério Público para a responsabilização civil ou penal dos envolvidos. 
 
- Requisitos Formais: 
	 29	
a) Assinatura de 1/3 dos Deputados (171 Deputados), 1/3 dos Senadores (27 
Senadores) ou de 1/3 dos membros do CN (com a entrega do requerimento ao 
Presidente da Casa tem-se por criada a CPI). 
b) Apuração de fato determinado (pode ser mais de um fato desde que 
determinado); 
c) prazo certo; 
 
- Se fatos conexos com o fato principal surgirem durante a CPI? STF entende que 
fatos conexos com o principal podem ser investigados, desde que haja um 
aditamento do objeto inicial da CPI. 
 
- Os indivíduos atingidos pela investigação não estão obrigados a prestar 
depoimento sobre assunto não conexo com o motivador da CPI. (STF tem decisões 
desobrigando depoimentos expedidos para a investigação de fatos estranhos ao 
objeto da CPI). 
 
- Pode haver prorrogação de prazo? No Regimento Interno da Camara: Prazo de 
vigência é de 120 dias cabendo prorrogação, o do Senado é silente. De acordo com 
o STF pode ser prorrogado, mas não pode ultrapassar a legislatura, pois é comissão 
temporária e não permanente.