DIREITOS HUMANOS
140 pág.

DIREITOS HUMANOS

Pré-visualização37 páginas
O Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), fundado em 1999, é uma associação sem fins 
lucrativos, de caráter filantrópico, dedicada à reflexão e sensibilização sobre Migrações, Refúgio e 
Direitos Humanos e ação junto aos migrantes, refugiadas e refugiados. O IMDH está vinculado à 
Congregação das Irmãs Scalabrinianas e atua em parceria com várias organizações, especialmente 
com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e com aproximadamente 
60 entidades integrantes da Rede Solidária para Migrantes e Refugiados (RedeMiR), que o 
próprio IMDH articulou. O Instituto tem por missão contribuir no atendimento e integração dos 
refugiados, refugiadas, migrantes internos e imigrantes, bem como no enfrentamento ao tráfico de 
pessoas. Atua na assistência, na ação social e humanitária, na defesa de direitos, na articulação da 
RedeMiR, bem como na demanda e implementação de políticas públicas, com vistas a promover o 
respeito à dignidade dos migrantes e refugiados e favorecer sua integração social e cidadã.
O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) foi estabelecido 
em 14 de dezembro de 1950 pela Assembleia Geral da ONU. A agência tem como 
mandato liderar e coordenar a ação internacional para proteger refugiados e solucionar 
seus problemas em todo o mundo. O principal objetivo do ACNUR é salvaguardar 
os direitos e o bem-estar dos refugiados e refugiadas, buscando assegurar que todos 
possam exercer o direito de buscar e receber refúgio em outro país, com a opção de 
retornar para casa voluntariamente, integrar-se à sociedade local ou ser reassentado 
em outro país. O ACNUR também tem o mandato de ajudar pessoas apátridas. Em seis 
décadas, o ACNUR já assistiu dezenas de milhões de pessoas a recomeçar suas vidas. 
Atualmente, Atualmente, está presente em 130 países, em mais de 468 localidades. 
Possui cerca de 11 mil funcionários, sendo 87% em operações de campo.
D
ez
em
b
ro
 d
e 
20
17
C
ad
er
n
o
 d
e 
D
eb
at
es
 1
2
Caderno de Debates 12
Dezembro de 2017
Elaine Moreira 
Gabriel Gualano de Godoy
Geraldo Castro Cotinguiba
Gustavo Simões
Gustavo Zortea
Julia Camargo
Julia Rovery de Souza
Leonardo Cavalcanti
Marília Lima Pimentel Cotinguiba
Paula Coury Andrade
Rosita Milesi
Tadeu de Oliveira
Tarciso Dal Maso Jardim
William Cesar de Andrade
Refúgio,
Migrações e
Cidadania
Refúgio,
Migrações e
Cidadania
Caderno de Debates 12
Dezembro de 2017
Elaine Moreira 
Gabriel Gualano de Godoy
Geraldo Castro Cotinguiba
Gustavo Simões
Gustavo Zortea
Julia Camargo
Julia Rovery de Souza
Leonardo Cavalcanti
Marília Lima Pimentel Cotinguiba
Paula Coury Andrade
Rosita Milesi
Tadeu de Oliveira
Tarciso Dal Maso Jardim
William Cesar de Andrade
\u201cO Brasil ainda 
lida com carentes 
e frágeis políticas 
públicas em matéria 
de migração e, 
em cada fluxo 
um pouco mais 
expressivo, 
depara-se com 
suas próprias 
limitações e lacunas 
para o devido 
atendimento a 
estas populações\u201d.
©
 IM
D
H
/R
os
ita
 M
ile
si
Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados
Websites
www.acnur.org.br
www.acnur.org
www.unhcr.org
e-mail: brabr@unhcr.org.br
Telefone: (61) 3044-5744 \u2013 Fax: (61) 3044-5705
Instituto Migrações e Direitos Humanos \u2013 IMDH
Website: www.migrante.org.br
Facebook: institutomigracoes
e-mail: imdh@migrante.org.br
imdh.diretoria@migrante.org.br
Telefone: (61) 3340-2689 \u2013 Fax (61) 3447-8043
Cadernos de Debates Refúgio, Migrações e Cidadania, v.12, n.12 (2017).
Brasília: Instituto Migrações e Direitos Humanos. 
 
v.1, n.1 (2006) 
Anual: 
ISSN: 1984.2104
1. Direitos Humanos \u2013 Periódicos 2. Migrações \u2013 Periódicos 3. Refugiados \u2013 Periódicos
CDU 341.231.14 (05)
Editor Responsável
Instituto Migrações e Direitos Humanos
Conselho Editorial
Andrés Ramirez (México)
Elizabeth Pedernal, mscs (Itália)
Isabel Marquez (Espanha)
Luiz Paulo Teles Ferreira Barreto
Márcia Anita Sprandel
Roberto Marinucci
Rosita Milesi
Coordenação Editorial
Flávia Faria (ACNUR)
Julia Rovery de Souza (IMDH)
Paula Coury Andrade (IMDH)
Editoração Eletrônica
Supernova Design
Projeto gráfico
Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH)
Tiragem
1.500 exemplares
Impressão
Gráfica Coronário
As informações expressas nos artigos são de responsabilidade dos autores e não refletem, 
necessariamente, a opinião do ACNUR, do IMDH, ou do Conselho Editorial do Caderno. Esse 
Caderno aceita contribuições de autores interessados em publicar seus trabalhos. Todos os 
artigos não encomendados serão encaminhados ao Conselho Editorial, a quem cabe a decisão 
final sobre sua publicação.
Índice
101
87
75
47
17
7 ApresentaçãoRosita Milesi e Paula Coury
A Lei Migratória e a Inovação de Paradigmas 
Tarciso Dal Maso Jardim
Fazendo Memória do Processo de Construção da 
Lei de Refugiados no Brasil 
Rosita Milesi e William Cesar de Andrade 
Encontrar-se com o Estrangeiro
Gabriel Gualano de Godoy
Benefício de Prestação Continuada \u2013 BPC em Favor 
de Imigrantes Residentes no País
Gustavo Zortea
O Idioma como Facilitador do Processo de Integração 
de Refugiados e Imigrantes: a Experiência do Instituto 
Migrações e Direitos Humanos (IMDH) 
Paula Coury e Julia Rovery
Balanço e Reflexões sobre a Imigração Haitiana no 
Brasil: um Ensaio
Geraldo Castro Cotinguiba e Marília Lima Pimentel Cotinguiba
Perfil Sociodemográfico e Laboral da Imigração 
Venezuelana
Gustavo Simões, Leonardo Cavalcanti, Tadeu de Oliveira, Elaine 
Moreira e Julia Camargo
117
129
7
Caderno de Debates \u2013 Dezembro 2017
\u201cO processo de preparação para os Pactos Globais (...) é uma oportunidade histórica para estabelecer as bases 
de um mundo onde a migração seja uma escolha e ocorra de forma segura, ordenada e regular\u201d.
©
 A
C
N
U
R/
Sl
av
en
 V
la
si
c
Apresentação 
Rosita Milesi1 e Paula Coury2
\u201cAcredito que podemos e devemos encontrar um caminho, com base em uma 
abordagem humana, de compaixão e centrada nas pessoas, que reconheça o 
direito de cada indivíduo à segurança, proteção e oportunidade\u201d. (António 
Guterres, Secretário-Geral das Nações Unidas)3
1 Diretora do Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), Irmã Scalabriniana, 
advogada, membro da equipe Pastoral da Mobilidade Humana da CNBB e do CELAM, observadora 
no Conselho Nacional de Imigração (CNIg) do Brasil. Contato: rosita.imdh@gmail.com
2 Assistente de Integração do Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH) e Mestre em 
Segurança Internacional e Direitos Humanos pelo Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences 
Po). Contato: paula.couryandrade@gmail.com
3 Nações Unidas no Brasil. Contribuição dos migrantes é \u2018esmagadoramente positiva\u2019, diz 
secretário-geral da ONU. 20/09/2017. Disponível em: https://nacoesunidas.org/contribuicao-dos-
migrantes-e-esmagadoramente-positiva-diz-secretario-geral-da-onu/. Último acesso em 29/09/2017 
8
Caderno de Debates \u2013 Dezembro 2017
As palavras do Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, 
sintetizam o que têm sido os esforços da comunidade internacional desde a 
assinatura da Declaração de Nova Iorque para Refugiados e Migrantes, em 
setembro de 2016. Produto da primeira Reunião de Alto Nível sobre Grandes 
Movimentos de Refugiados e Migrantes, o documento expressa o compromisso 
dos Estados signatários de firmar, em 2018, dois Pactos Globais, um relativo ao 
movimento de pessoas em situação de refúgio e outro voltado a garantir condições 
para migração segura, ordenada e regular. 
Estes esforços globais surgem em um contexto marcado por uma mobilidade 
humana sem precedentes, em que o número de migrantes internacionais4 
tem crescido em uma proporção maior que a população mundial, chegando 
a 244 milhões5. O deslocamento forçado