A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
ARTIGO   Preparação do terreno para obras residenciais

Pré-visualização | Página 1 de 6

Faculdades Metropolitanas Unidas
Departamento de Engenharia e de Tecnologia
Preparação do terreno para obras residenciais
Ferreira, Bruno; Oliveira, Flavio; Lioi, Francesco; Lima, Gessik; Gomes Giovanna Engenharia Civil, FMU
Antunes, Roberto Luiz dos Santos
Resumo: Vivenciando um mercado exigente em relação a rapidez, assertividade, custos e prazos cada vez mais curtos, a preparação do terreno para edificações se transforma em uma tarefa simples, porém se não for realizada de maneira correta tende a compromete as demais etapas da obra e a construção em si com danos ambientais, futuros custos para o proprietário/ empreendedor com reparação de defeitos e imprevistos durante a realização da fundação. O objetivo desse artigo consiste em evitar possíveis falhas na operação e desgaste com reparos após término da obra. A metodologia a ser empregada será dada com o apontamento das principais atividades correspondentes à “pré obra”, identificando e detalhando os passos necessários para que a preparação seja feita da melhor maneira possível, para que se tenha uma base assertiva sobre o terreno para um planejamento eficaz, capaz de ser beneficiado em relação a custo e prazo. Após efetuar a compra do terreno, torna-se necessário realizar investigações para elaborar um projeto geotécnico de qualidade e, após essa etapa, a leitura e identificação do solo só se finaliza se o serviço preliminar de preparação de terreno for efetivamente realizado, além disso trataremos também da limpeza do terreno e dos ajustes que terreno deverá receber para receber a edificação. 
Palavras-chave: Preparação do terreno; pré-obra; Terraplanagem; Topografia; Tipos de solo.
Introdução
Atualmente há um grande crescimento na quantidade de obras no Brasil, porém o que pouca gente sabe é que há toda uma preparação que deve ser feita anteriormente, para que a obra seja iniciada. Neste contexto, , este artigo apresentará as etapas necessárias, ou seja, tudo que precisa ser realizado para o inicio de uma de maneira correta.
Muitas obras hoje em dia são realizadas sem a devida documentação, como pode ser verificado facilmente pelas ‘obras’ realizadas em zona de risco, como nas favelas. Nota-se, que praticamente todas, se não a maioria, das obras realizadas nessas zonas de baixa renda, não possuem o mínimo necessário do que é exigido para o início de uma obra, ou reforma. Primeiramente essas obra não possuem a documentação necessária exigida pelas prefeituras, há algumas documentações que são solicitadas, tanto para construção quando para algum tipo de reforma, além disso, nesses locais não são feitos estudos importantes, como os de solos, fundamentais para que a fundação seja devidamente calculada, em virtude da edificação a ser construída. Outra questão refere-se, mão de obra não qualificada empregada no desenvolvimento da obra.
Um grande problema nas obras realizadas no Brasil está relacionado a competência dos profissionais envolvidos: todos se acham aptos a realizar o serviço, entretanto, somente os habilitados para tal, como engenheiros, arquitetos, topógrafos, entre outros, podem realizá-lo.
Muitas vezes visualizamos terrenos vazios, sem nenhuma construção em andamento. Algumas dessas obras não conseguem sair do papel simplesmente por não conseguirem alguma documentação necessária para isso.
Fundamentado nestas questões, este artigo identificará as etapas principais de preparação de um terreno para construções residenciais para prever e evitar possíveis falhas na operação, Atualmente temos a Lei 4864/65 | Lei nº 4.864, de 29 de novembro de 1965 que estabelece algumas exigências para a indústria da construção civil. Entretanto, devemos lembrar que obras comerciais ou 		que se qualifiquem em outro tipo, como por exemplo indústrias, hotéis, parques de diversão e etc, podem ter essas fases um pouco diferente. 
Objetivo Geral
O artigo tem como objetivo citar e exemplificar os passos ditos como ‘pré-obra’ ou preparação do terreno, Apresentar e compreender em forma de estudo a importância das etapas necessárias para a preparação de um terreno, visando o desenvolvimento de um planejamento eficaz visando a uma construção de maneira correta.
Objetivos Específicos
Diante do objetivo geral definem-se como objetivos específicos, que contribuíram para o desenvolvimento da pesquisa, os seguintes itens:
- Verificar importância da implementação de um projeto da obra, de acordo com a legislação específica e os estudos adequados para evitar grandes desperdícios;
- Compreender as etapas necessárias para o início da obra, como, remoção de vegetação, realização do perímetro a ser construído, estudo preliminar do projeto, ligações provisórias;
- Entender os aspectos físicos de possíveis terrenos, através da topografia, dimensões, tipos de solo do terreno, etc.;
- A necessidade da sondagem do solo e da realização da movimentação de terra adequada para que não haja interferência na estrutura da edificação; 
- Relacionar os resultados que podem ser obtidos através da implementação desses métodos em uma construção.
Metodologia
Forma de desenvolvimento do artigo
Para atingir os objetivos estabelecidos vamos abordar uma metodologia exploratória e qualitativa abordando os seguintes temas:
 
Etapas iniciais
Pré-obra é todo serviço que precisa ser executado antes da obra propriamente dita, considerara-se pré-obra os seguintes itens:
Limpeza do terreno
Terraplanagem
Estudo de solo
Ligações provisórias 
Documentação
Liberação/aprovação
Planejamento
Documentação 
Antes de dar continuidade na preparação do terreno, deve-se estar atento com a documentação da obra. Para se manter dentro da legalidade, define-se de imediato as características do empreendimento, com relação ao seu tipo, sendo comercial ou residencial, bem como, em relação ao impacto ambiental do mesmo, a fim de verificar se há necessidade do licenciamento ambiental. Em outras palavras, é necessário compreender se o projeto é um agente poluidor na etapa de execução e operação.
Por sua vez, caso não há necessidade do licenciamento ambiental, antes de dar procedimento na documentação verifica-se se o terreno está regularizado. Com a confirmação da legalização do lote, pode-se dar processo no Alvará de Construção (documento fundamental para possíveis fiscalizações), atendendo o código de obras municipal do local. Com o Alvará em mãos, pode-se dar início ao processo de execução.
Posteriormente, é fundamental solicitar o denominado “Habita-se”, que nada mais é do que um documento que certifica a conclusão da obra. Este documento é obtido após a vistoria fiscalizadora de irregularidades no imóvel. Com o mesmo emitido pela prefeitura, atesta que o empreendimento, sendo comercial ou residencial, está pronto para ser habitado.
Limpeza do terreno
O primeiro serviço a ser executado quando se adquire um terreno, chama-se de primeiro serviço pois, é a primeira modificação realizada no terreno. Desta forma, a limpeza nada mais é do que remover as plantas, entulhos, ou construção que exista no terreno, na remoção são retiradas as plantas, porém para remoção de arvores nativas é preciso uma autorização da prefeitura.
Terraplanagem
De acordo com o site E-civil, site de apoio para engenheiros civis, a terraplanagem é um serviço preliminar para a preparação do terreno, afim de evitar futuros problemas de sedimentação para a edificação a ser construída.
Para terraplanar um terreno deve-se identificar as condições do terreno, são três situações possíveis para um terreno: terreno plano, que tem o seu praticamente plano/reto sem muitas curvas de níveis; terreno em aclive, que consiste em um terreno com caída de nível; e por fim terreno em declive, que tem subida de nível, vemos melhor cada um deles, afirma a empresa Jofege, empresa destinada para realização de terraplanagem com foco na pavimentação.
Terreno plano
O terreno plano seria um terreno que possui baixo grau de variação de inclinações tanto para baixo quando para cima, ou seja, o terreno