A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
48 pág.
AULA - DIREITO AUTORAL, DE IMAGEM E DE IMPRENSA

Pré-visualização | Página 1 de 2

����������	
��
����������	
���
�������������
���������
Material para consulta
OLIVEIRA, Erivam Morais de, VICENTINI Ari – Fotojornalismo: 
uma viagem entre o analógico e o digital. São Paulo: Cengage
Learning Edições, 2009.
� Capítulo 9: “Direito autoral e direito de imagem” (p.121 a 
149)
� Capítulo 10: “Direito de imagem versus direito de imprensa” 
(p. 151 a 155)
Direito Autoral
Direito Autoral
� Área do Direito que cuida da proteção das obras de arte.
� Lei 9.610/98 regula no Brasil os direitos de autor.
� Princípio: toda criação intelectual é propriedade de 
quem a cria, é fruto de sua atividade mental.
� Primeira lei que resguarda os direitos de autor: 
Inglaterra, 1710 (reconhecimento dos editores de 
livros de publicar suas obras sem a permissão do rei).
Direito Autoral
� Art. 3º Os direitos autorais reputam-se, para os 
efeitos legais, bens móveis.
� Ao ceder um direito autoral realiza-se um negócio 
jurídico sobre um bem móvel, negociando uma 
propriedade móvel particular.
� Ao ceder sua autorização de uso o autor transfere 
uma propriedade sua, os seus direitos autorais, para 
quem encomendou o “serviço”.
Direito Autoral
� Só tem validade legal a ideia, a concepção mental 
que seja materializada. 
� Fotografia (negativo, cópia fotográfica, arquivo 
digital) = corpo mecânico
� Imagem contida no negativo ou no arquivo = corpo 
místico
Direito Autoral
� * A proteção legal recai sobre o corpo místico, 
ficando a proteção à parte física, o corpo mecânico, 
como decorrência daquela. É a imagem contida no 
negativo o objeto da proteção autoral. 
� Para ser considerada manifestação criativa do 
intelecto é preciso:
� Ser uma obra original (criação nova)
� Ter função estética
Direito Autoral
Art. 7º São obras intelectuais protegidas as criações do 
espírito, expressas por qualquer meio ou fixadas em 
qualquer suporte, tangível ou intangível, conhecido ou 
que se invente no futuro, tais como:
(...)
VII - as obras fotográficas e as produzidas por 
qualquer processo análogo ao da fotografia;
Direito Autoral
Registro das obras de arte:
� Art. 12. Para se identificar como autor, poderá o 
criador da obra literária, artística ou científica usar 
de seu nome civil, completo ou abreviado até por 
suas iniciais, de pseudônimo ou qualquer outro sinal 
convencional.
� Art. 19. É facultado ao autor registrar a sua obra no 
órgão público definido no caput e no § 1º do art. 17 
da Lei nº 5.988, de 14 de dezembro de 1973.
Direito Autoral
Autoria:
� Art. 11. Autor é a pessoa física criadora de obra 
literária, artística ou científica.
Direito Autoral
Direitos Morais:
� Art. 22. Pertencem ao autor os direitos morais e 
patrimoniais sobre a obra que criou.
� Art. 27. Os direitos morais do autor são inalienáveis e 
irrenunciáveis.
� Os direitos morais:
� Não prescrevem, perduram até a morte do autor. 
� Não podem ser alienados (transferidos, negociados)
� São irrenunciáveis (o autor não pode abrir mão)
Direito Autoral
Art. 24. São direitos morais do autor:
I - o de reivindicar, a qualquer tempo, a autoria da 
obra;
� O nome do fotógrafo deve sempre estar ligado à 
foto, reservado ao fotógrafo o direito de processar 
civilmente quem divulgou sua foto sem crédito.
Direito Autoral
Fotos de arquivo:
� O crédito é direito imprescritível. O crédito não 
prescreve, ele estará indissoluvelmente ligado à foto, 
para sempre.
Direito Autoral
Crédito:
Art. 24. São direitos morais do autor:
II - o de ter seu nome, pseudônimo ou sinal convencional 
indicado ou anunciado, como sendo o do autor, na 
utilização de sua obra;
Direito Autoral
Obra inédita:
Art. 24. São direitos morais do autor:
III - o de conservar a obra inédita;
Direito Autoral
Integridade da obra:
� Somente o fotógrafo-autor pode modificar suas fotos.
Dos Direitos Morais do Autor
Art. 24. São direitos morais do autor:
IV - o de assegurar a integridade da obra, opondo-se a 
quaisquer modificações ou à prática de atos que, de 
qualquer forma, possam prejudicá-la ou atingi-lo, como 
autor, em sua reputação ou honra;
Direito Autoral
Integridade da obra:
V - o de modificar a obra, antes ou depois de utilizada;
Art. 79. § 2º É vedada a reprodução de obra 
fotográfica que não esteja em absoluta consonância 
com o original, salvo prévia autorização do autor.
Direito Autoral
Parágrafo 1º. Por morte do autor, transmitem-se a seus 
sucessores os direitos a que se referem os incisos I a VI.
Parágrafo 2º. Compete ao Estado a defesa da 
integridade e autoria da obra caída em domínio 
público.
Direito Autoral
Direitos patrimoniais:
� O autor tem direitos de exploração econômica sobre 
a obra que criou, podendo dar a ela o destino que 
preferir. 
� Os direitos patrimoniais, diferente dos direitos morais, 
são prescritíveis, têm tempo certo de vigência e 
podem ser cedidos a terceiros, portanto, são 
negociáveis. 
Direito Autoral
Cessão de direitos:
� Direitos morais: 
1) não prescrevem, 
2) não podem ser alienados, 
3) são irrenunciáveis
� Direitos patrimoniais: 
1) prescrevem, 
2) são alienáveis: cessão (transferência gratuita de 
posse); licença; concessão (dar permissão).
Direito Autoral
Cessão de direitos:
Art. 49. Os direitos de autor poderão ser total ou parcialmente 
transferidos a terceiros, por ele ou por seus sucessores, a título 
universal ou singular, pessoalmente ou por meio de representantes 
com poderes especiais, por meio de licenciamento, concessão, 
cessão ou por outros meios admitidos em Direito, obedecidas as 
seguintes limitações:
I - a transmissão total compreende todos os direitos de autor, 
salvo os de natureza moral e os expressamente excluídos por lei;
Direito Autoral
Cessão de direitos:
� Art. 50. A cessão total ou parcial dos direitos de 
autor, que se fará sempre por escrito, presume-se 
onerosa.
� Quem compra uma foto não está autorizado a fazer 
qualquer utilização que saia do conceito de seu uso 
particular. (Ex: autorização foi data para publicação 
em determinado veículo, o dono da empresa não 
poderá reutilizar a foto argumentando que pagou 
por ela).
Direito Autoral
Domínio público:
� Os direitos de proteção à obra de arte só se 
extinguem para os chamados direitos patrimoniais, 
não se aplicam aos morais, que são eternos. 
� A obra passa a ser de domínio público depois de 70 
anos. A partir daí qualquer pessoa pode utilizá-la, 
sem necessidade de autorização, respeitados os 
direitos morais. 
Direito Autoral
Domínio público:
� Art. 44. O prazo de proteção aos direitos patrimoniais sobre 
obras audiovisuais e fotográficas será de setenta anos, a 
contar de 1° de janeiro do ano subsequente ao de sua 
divulgação.
Direito Autoral
Domínio público:
� Art. 45. Além das obras em relação às quais decorreu o prazo 
de proteção aos direitos patrimoniais, pertencem ao domínio 
público:
I - as de autores falecidos que não tenham deixado sucessores;
II - as de autor desconhecido, ressalvada a proteção legal aos 
conhecimentos étnicos e tradicionais.
Direito Autoral
Fotos de obras protegidas:
� O fotógrafo deve ter autorização para tirar fotos de 
obra protegidas. 
Exceções: obras de arte expostas em logradouros 
públicos de modo definitivo.
Art. 48. As obras situadas permanentemente em 
logradouros públicos podem ser representadas 
livremente, por meio de pinturas, desenhos, fotografias e 
procedimentos audiovisuais.
Direito Autoral
A quem pertence o negativo:
� A posse dos negativos é questão contratual. O direito 
autoral protege o corpo místico da obra. O negativo 
(corpo mecânico) pode ser negociado 
separadamente. (pode-se