A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
30 pág.
Análise de Projetos e Investimentos teorico 1

Pré-visualização | Página 1 de 6

Análise de Projetos e 
Investimentos
Material Teórico
Responsável pelo Conteúdo:
Prof. Dr. Marcos Crivelaro
Revisão Textual:
Profa. Ms. Luciene Oliveira da Costa Santos
Projetos
5
• Principais Conceitos
• Gerenciamento de Projetos
• Estruturas Organizacionais
• Escritório de Projetos
• Estudo de Caso
 · A proposta desta unidade é apresentar os conceitos e as práticas empresariais 
relacionadas à gestão de projetos com foco em investimentos.
Nesta unidade, serão apresentados os conceitos e as ideias básicas da gestão de projetos. 
O objetivo é apresentar e ilustrar com situações práticas a importância dos resultados 
obtidos na gestão de projetos bem executada para as empresas. 
Para o melhor aprendizado, é muito importante que você leia e estude o material teórico 
da unidade e a bibliografia recomendada. Também é fundamental que você participe das 
atividades propostas.
Projetos
6
Unidade: Projetos
Contextualização
A gestão de projetos é de fundamental importância porque está presente em todos os setores 
de atividade. Por meio dele são realizadas atividades como a administração de materiais, a 
contratação de serviços e as compras organizacionais.
Dentre exemplos de projeto, é possível citar: construção de um novo prédio, elaboração de 
um novo livro, desenvolvimento de um novo software, mudanças organizacionais e construção 
de um novo estádio de futebol.
Os projetos passam ao longo do tempo por fases. O ciclo de vida do projeto é composto 
por fases, que são determinadas por características específicas e necessidades de cada projeto.
Quantidade de fases de um projeto depende da sua complexidade e da área, mas, de um 
modo geral, elas são em número de quatro: início do projeto, planejamento e organização do 
trabalho do projeto, execução do trabalho do projeto, encerramento do projeto.
Cada organização tem a sua própria maneira de conduzir projetos, possuindo estruturas das 
mais variadas possíveis de acordo com a regra de cultura organizacional.
O escritório de projetos é o departamento da organização responsável por gerenciar os 
projetos sob sua competência.
7
Principais Conceitos
Projeto
As realidades que envolvem os projetos fazem parte do cotidiano das corporações, do 
poder público, das pessoas, das famílias; enfim, de toda sociedade. Eles envolvem pessoas, 
processos, ferramentas e práticas, sem as quais não é possível atingir os objetivos ligados a ele.
Mas o que é um Projeto?
Dinsmore e Barbosa (2009) afirmam que um projeto é um empreendimento único 
temporário, ou seja, com início e fim determinados, utilizando recursos e conduzido por 
pessoas, com a finalidade de criar um produto ou serviço único. 
Monteiro (2008) menciona a definição de projeto dada pelo Conjunto de Conhecimento 
para Gestão de Projetos (PMBOK – Project Management Body of Knowledge) como 
empreendimento de caráter temporário com atividades relacionadas e executadas 
progressivamente para atingir uma meta definida, com um produto ou serviço único.
Diante das exposições desses autores, é possível afirmar que projeto é um esforço 
temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. A natureza 
temporária dos projetos indica que eles têm um início e um término definidos. O término 
é alcançado quando os objetivos do projeto são atingidos ou quando o projeto é encerrado 
porque os seus objetivos não serão ou não podem ser alcançados, ou quando a necessidade 
do projeto deixar de existir. Um projeto também poderá ser encerrado se o cliente (cliente, 
patrocinador ou financiador) desejar encerrá-lo. Temporário não significa necessariamente de 
curta duração. O termo se refere ao engajamento do projeto e à sua longevidade. O termo 
temporário normalmente não se aplica ao produto, serviço ou resultado criado pelo projeto; 
a maioria dos projetos é empreendida para criar um resultado duradouro. Por exemplo, um 
projeto de construção de um monumento nacional criará um resultado que deverá durar 
séculos. Os projetos também podem ter impactos sociais, econômicos e ambientais que terão 
duração mais longa que os projetos propriamente ditos.
É consenso pelo menos três características inerentes à definição de projeto. São elas:
Temporal Esta característica denota a limitação de tempo inerente a um projeto, ou seja, ele tem “dia e hora” para iniciar e para acabar.
Exclusividade O entregável, seja produto, seja serviço, produzido por um projeto é algo único, exclusivo, diferente de qualquer outro produto ou serviço já visto.
Objetiva Um projeto sempre tem um meta/objetivo definido.
8
Unidade: Projetos
Dentre exemplos de projeto, é possível citar: construção de um novo conjunto de edifícios, 
elaboração de um novo manual, desenvolvimento de um novo aplicativo de celular, mudanças 
organizacionais em uma prestadora de serviços e construção de um novo complexo esportivo.
 Atenção
Um projeto sempre remete a criação de algo novo, nunca visto. Esta é até uma 
das características do projeto. Pense em cinco projetos que uma empresa pode 
executar e reflita sobre qual é o entregável deste projeto. Atente para o detalhe 
que este entregável pode ser um produto ou serviço.
Programa
Programa é um grupo relacionado e coordenado de projetos para a obtenção de uma 
meta que não seria possível de se alcançar caso os projetos ocorressem de modo individual e 
independentes (HELDMAN, 2009; FERNANDES & ABREU, 2012).
Pode-se citar como exemplo um programa habitacional para a construção de moradias para 
população de baixa renda. Esse programa deve ser composto de uma série de projetos, que 
juntos corroboram com a meta do programa. Os projetos que poderiam compor este programa 
seriam: projeto e construção de edifícios; projeto para adequação da infraestrutura de ruas e 
avenidas de acesso; projeto de modernização da rede elétrica, de água, de esgoto e de telefonia; 
projeto de melhoria no sistema educacional da redondeza (creches e escolas); dentre outros.
Portfólio
Segundo Heldman (2009), portfólios são conjuntos de programas e projetos que sustentam 
metas e objetivos das organizações. Os projetos e os programas que integram este portfólio não 
estão, necessariamente, interligados ou relacionados, gerando uma relação de dependência. 
Por exemplo, uma mesma corporação pode ter em seu portfólio alguns projetos e programas 
voltados para a construção de edifícios residenciais, prédios comerciais e escolas estaduais. Esses 
projetos e programas citados não têm, necessariamente, uma relação direta e de dependência.
Fernandes e Abreu (2012) mencionam que portfólio é um conjunto de projetos e/ou programas 
agrupados com o intuito de facilitar a gestão efetiva do trabalho no atendimento aos objetivos 
estratégicos e refletindo objetivos estratégicos. São características de um portfólio: abrangência 
de ações atuais e futuras; tem características temporárias; coexistência de diversos portfólios.
9
A relação entre portfólio, programas e projetos está esboçada na Figura 1.
Figura 1 – Relacionamento entre Portfólio, Programas e Projetos
Portifólio
Projetos
Outros Trabalhos
Programas Projetos
Fonte: Elaborado pelo autor
Operações
O gerenciamento de operações é um tema que está fora do escopo de gerenciamento 
formal de projetos como descrito neste padrão. O gerenciamento de operações é uma área 
de gerenciamento preocupada com a produção contínua de mercadorias e/ou serviços. Seu 
objetivo é assegurar que as operações de negócios continuem de forma eficiente por meio do 
uso dos melhores recursos necessários e pelo atendimento às exigências dos clientes. Além disso, 
preocupa-se com o gerenciamento dos processos que transformam entradas (p.ex., materiais, 
componentes, energia e mão de obra) em saídas (p.ex., produtos, mercadorias e/ou serviços).
Diferente dos projetos, as operações

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.