A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
112 pág.
prad telma ortegal semarh

Pré-visualização | Página 1 de 27

Contrato n. 0567/2011-00
GESTÃO AMBIENTAL DAS OBRAS DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO DA PISTA
EXISTENTE, IMPLANTAÇÃO DE RUAS LATERAIS, MELHORAMENTO PARA
ADEQUAÇÕES DE CAPACIDADE E ELIMINAÇÃO DE PONTOS CRÍTICOS,
IMPLANTAÇÃO DE ITENS DE SEGURANÇA NA RODOVIA BR-060/GO.
TRECHO: DIV. DF/GO - DIV. GO/MS / SUBTRECHO: ENTR. AV. PEDRO LUDOVICO (B)
(GOIÂNIA) PARA JATAÍ / SEGMENTO: KM 179,9 - KM 464,9 / EXTENSÃO TOTAL: 285,0 KM
PLANO DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS - PRAD
PROJETO TÉCNICO DE PLANTIO COMPENSATÓRIO NO
PARQUE ESTADUAL TELMA ORTEGAL
Goiânia, Goiás
Abril de 2013
REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL
 
 
 
 
Plano de Recuperação de Áreas Degradadas – PRAD 
 
 
 
 
 
 
Projeto Técnico de Plantio Compensatório no Parque Estadual 
Telma Ortegal 
 
 
 
 
 
Obras de Duplicação da BR-060 (Goiânia/Jataí – 302 km) 
Município/UF: 
Abadia de Goiás/GO 
 
 
Empreendedor: 
DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes 
 
Elaboração e Responsabilidade Técnica: 
Consórcio GA-060 (Hollus/MPB/Alta) 
Eng° Agr° M.SC. Danilo Couto 
CREA-GO 7804-D 
Coordenador 
 
 
Goiânia-GO, 06 de Abril de 2013.
 
 
 
 
APRESENTAÇÃO 
O Consórcio GA-060 - HOLLUS/MPB/ALTA em atendimento ao Contrato nº 
0567/2011-01, firmado entre este Consórcio e a Superintendência Regional do 
Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DNIT no Estado de 
Goiás e Distrito Federal, apresenta o produto correspondente ao Projeto Técnico 
de Plantio Compensatório (PTPC) do Parque Estadual Telma Ortegal (PETO), 
elaborado em obediência ao Termo de Referência da Semarh – Secretaria de 
Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos – Semarh, para Planos de 
Recuperação de Áreas Degradadas – PRAD. 
O projeto refere-se ao plantio compensatório decorrente das Obras de Duplicação 
e Melhorias da Rodovia BR – 060/GO, trecho: Div. DF/GO – Div. GO/MS, subtrecho: 
Entr. Av. Pedro Ludovico (B) (Goiânia) – p/ Jataí, segmento: Km 179,9 – Km 464,9, 
com extensão total de 285,0 Km, e Trecho: Div. DF/GO – Div. GO/MS, Subtrecho: 
Entr. Av. Pedro Ludovico (B) (Goiânia), Entr. GO-219 (Guapó), Segmento: km 
162,9 – km 179,9, Extensão Total de 17,00 km. 
O presente documento foi elaborado com objetivo de promover o atendimento 
das exigências técnicas das Autorizações de Supressão de Vegetação – ASV, 
emitidas pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – 
SEMARH (Lotes 1 a 5) e IBAMA (Lote Único). 
O projeto prevê o plantio de 55.281 mudas espécies nativas do Cerrado em uma 
área de 61.55.56 hectares situados no Parque Estadual Telma Ortegal (PETO). 
Esta proposição deverá substituir os projetos de plantio compensatórios da BR-
060 já aprovados na Gerência de Fauna e Flora da SEMARH, e englobará ainda o 
quantitativo para atendimento ao IBAMA, a título de reposição florestal. 
Com a execução da presente proposição, além de saldar os compromissos do 
plantio compensatório e reposição florestal, requisitos do licenciamento 
ambiental, estima-se recuperar 100% da área desta Unidade de Conservação de 
Proteção Integral. 
O empreendedor (DNIT) com apoio da Gestão Ambiental contratada (Consórcio 
GA-060) se colocam á disposição da SEMARH para todo e qualquer 
esclarecimento ou complementação que se faça necessária no decorrer da 
avaliação do presente PRAD, como ainda durante a execução dos serviços de 
reflorestamento na Unidade de Conservação. 
Goiânia-GO, 06 de abril de 2013. 
 
Eng° Agr° M.Sc. Danilo Couto 
Coordenador Técnico
 
 
 
 
Plano de Recuperação de Áreas Degradadas – PRAD 
Projeto Técnico de Plantio Compensatório no Parque Estadual Telma Ortegal I 
 
SUMÁRIO 
SUMÁRIO ..................................................................................................................................................... I 
1  INFORMAÇÕES PRELIMINARES ...................................................................................................... 1 
1.1  IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE ............................................................................................. 1 
1.2  EMPRESA ELABORADORA DO PLANO ....................................................................................... 1 
1.3  DADOS DOS TÉCNICOS ELABORADORES DO PLANO ........................................................... 1 
1.4  DADOS DOS TÉCNICOS EXECUTORES DO PROJETO ............................................................ 3 
1.5  DADOS GERAIS DA PROPRIEDADE ............................................................................................. 3 
2  CARACTERIZAÇÃO AMBIENTAL ..................................................................................................... 4 
2.1  O PARQUE ESTADUAL TELMA ORTEGAL ................................................................................... 4 
2.2  MEIO FÍSICO ....................................................................................................................................... 6 
2.2.1  RELEVO ....................................................................................................................................... 6 
2.2.2  SOLOS ......................................................................................................................................... 6 
2.2.2.1  Latossolos .............................................................................................................................................. 6 
2.2.2.1.1  Características gerais ................................................................................................................ 6 
2.2.2.1.2  Aptidão agrícola .......................................................................................................................... 7 
2.2.2.1.3  Fatores limitantes ao uso agrícola ........................................................................................ 7 
2.2.2.1.4  Ambiente de ocorrência ........................................................................................................... 7 
2.2.2.1.5  Manejo ............................................................................................................................................ 7 
2.2.2.2  Argissolos .............................................................................................................................................. 7 
2.2.2.2.1  Características gerais ................................................................................................................ 7 
2.2.2.2.2  Aptidão agrícola .......................................................................................................................... 8 
2.2.2.2.3  Fatores limitantes ao uso agrícola ........................................................................................ 8 
2.2.2.2.4  Ambiente de ocorrência ........................................................................................................... 8 
2.2.2.3  Gleissolos ............................................................................................................................................... 9 
2.2.2.3.1  Características gerais ................................................................................................................ 9 
2.2.2.3.2  Fatores limitantes ....................................................................................................................... 9 
2.2.2.3.3  Aptidão agrícola .......................................................................................................................... 9 
2.2.2.3.4  Ambiente de ocorrência ......................................................................................................... 10 
2.2.2.3.5  Manejo ..........................................................................................................................................