A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
QUEST. UNID.II

Pré-visualização | Página 1 de 2

Terminar Sessão
����sirlene.guastovara @unipinterativa.ed...�
	
UNIP EAD
CONTEÚDOS ACADÊMICOS
BIBLIOTECAS
MURAL DO ALUNO
TUTORIAIS
ESTUDOS DISCIPLINARES XII 6720-20_DP_SS_16_20191 
 
CONTEÚDO
 
Revisar envio do teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE II
ESTUDOS DISCIPLINARES XII (6720-20_DP_SS_16_20191)
CONTEÚDO
	Usuário
	sirlene.guastovara @unipinterativa.edu.br
	Curso
	ESTUDOS DISCIPLINARES XII
	Teste
	QUESTIONÁRIO UNIDADE II
	Iniciado
	18/03/19 22:34
	Enviado
	18/03/19 22:35
	Status
	Completada
	Resultado da tentativa
	5 em 5 pontos  
	Tempo decorrido
	0 minuto
	Resultados exibidos
	Todas as respostas, Respostas enviadas, Respostas corretas, Comentários, Perguntas respondidas incorretamente
Pergunta 1
0,5 em 0,5 pontos
	
	
	
	“A criação do Sphan na década de 1930, portanto, não foi um ato isolado nem deslocado, mas uma peça importante no conjunto de atos políticos implementados pelo projeto ideológico de construção simbólica da nação.” 
(PEREIRA, Júlia Wagner. O tombamento: de instrumento a processo na construção de uma ideia de nação”. IN CHUVA, M.; NOGUEIRA, A. G. (orgs). Patrimônio Cultural. Políticas e perspectivas de preservação no Brasil. Rio de Janeiro: Mauad X: FAPERJ, 2012, p. 162). 
Faziam parte da ideologia nacionalista do Estado Novo, período no qual o SPHAN foi criado:
	
	
	
	
	Resposta Selecionada:
a.
Cultura histórica, concepção de que o Estado constrói a Nação e valorização do patrimônio nacional como fonte do imaginário da nação.
Respostas:
a.
Cultura histórica, concepção de que o Estado constrói a Nação e valorização do patrimônio nacional como fonte do imaginário da nação.
b. 
Valorização da tradição em oposição ao modernismo.
c.
O afastamento dos intelectuais de tradição moderna na criação do órgão de preservação para não comprometer seus objetivos.
d. 
A valorização da pluralidade e da diversidade das manifestações culturais em detrimento das tradições nacionais.
Feedback da resposta:
Resposta: A
Comentário: a concepção da existência de um passado e tradições comuns que estavam no escopo do projeto ideológico nacionalista do Estado Novo o aproximou dos intelectuais modernistas, resultando no projeto do órgão para a defesa do patrimônio histórico nacional.
	
	
	
Pergunta 2
0,5 em 0,5 pontos
	
	
	
	“A cultura constitui uma dimensão fundamental do processo de desenvolvimento e contribui para fortalecer a independência, a soberania e a identidade das nações. O crescimento tem sido concebido frequentemente em termos quantitativos, sem levar em conta a sua necessária dimensão qualitativa, ou seja, a satisfação das aspirações espirituais e culturais do homem. O desenvolvimento autêntico persegue o bem-estar e a satisfação constantes de cada um e de todos.” 
(CURY, Isabelle. Cartas patrimoniais. Rio de Janeiro, IPHAN, 2000, 2. ed., p. 273). 
O trecho foi retirado da Declaração do México resultante da Conferência Mundial sobre as políticas culturais (1985) e revela uma preocupação que atinge a área do patrimônio, qual seja:
	
	
	
	
	Resposta Selecionada:
c.
A relação que estabelece entre desenvolvimento sustentável e manutenção da herança cultural como questão de sobrevivência dos grupos sociais na medida em que isso contribui para a manutenção da sua identidade e coesão.
Respostas:
a. 
A valorização do turismo cultural como fator de desenvolvimento econômico sustentável.
b. 
A preocupação com o bem-estar da humanidade em termos quantitativos.
c.
A relação que estabelece entre desenvolvimento sustentável e manutenção da herança cultural como questão de sobrevivência dos grupos sociais na medida em que isso contribui para a manutenção da sua identidade e coesão.
d. 
A busca de um desenvolvimento econômico autêntico a partir da coesão social resultante das ações espirituais da humanidade.
Feedback da resposta:
Resposta: C
Comentário: o documento citado revela uma preocupação manifestada em determinadas visões sobre o desenvolvimento econômico que vão além dos aspectos quantitativos e ressaltam a importância de se valorizar os aspectos humanos envolvidos, dentre eles as questões culturais.
	
	
	
Pergunta 3
0,5 em 0,5 pontos
	
	
	
	“A memória, onde cresce a história, que por sua vez a alimenta, procura salvar o passado para servir o presente e o futuro. Devemos trabalhar de forma a que a memória coletiva sirva para a libertação e não para a servidão dos homens.”
(LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 1990. p. 477) 
Na década de 1980, após a ditadura militar, a “redemocratização” coloca em destaque o exercício da cidadania. Com isso:
	
	
	
	
	Resposta Selecionada:
a.
A luta política dos movimentos sociais em prol da defesa de seus direitos incluiu a defesa do “direito à memória” e às suas representações patrimoniais.
Respostas:
a.
A luta política dos movimentos sociais em prol da defesa de seus direitos incluiu a defesa do “direito à memória” e às suas representações patrimoniais.
b. 
Os órgãos de defesa do patrimônio deixaram de ter razão de ser.
c. 
O serviço do patrimônio histórico foi relegado ao esquecimento.
d. 
Foram criados órgãos estaduais e municipais para substituir o órgão nacional.
Feedback da resposta:
Resposta: A
Comentário: a maior participação e a vitalidade dos movimentos sociais na década 1980 no Brasil conduziram à extensão das reivindicações dos grupos minoritários, tais como negros, mulheres e indígenas à sua memória.
	
	
	
Pergunta 4
0,5 em 0,5 pontos
	
	
	
	“Em 2003, a UNESCO adota uma declaração sobre a destruição internacional do patrimônio cultural; o preâmbulo lembra que essa destruição afetou “toda a comunidade internacional”. O texto estipula que os Estados membros se comprometem a combater as destruições intencionais do patrimônio comum, não importam quais sejam elas, de sorte que esse patrimônio possa ser transmitido de geração para geração.” 
(BENHAMOU, Françoise. Economia do patrimônio cultural. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2016. p. 127) 
Nesse trecho está implícita a seguinte concepção relativa ao patrimônio mundial:
	
	
	
	
	Resposta Selecionada:
b.
A responsabilidade da humanidade como um todo defende as manifestações culturais do patrimônio mundial independentemente das fronteiras nacionais.
Respostas:
a.
O patrimônio cultural mundial compreende os interesses nacionais dos diferentes países e, portanto, deve ser por eles defendido.
b.
A responsabilidade da humanidade como um todo defende as manifestações culturais do patrimônio mundial independentemente das fronteiras nacionais.
c. 
A salvaguarda do patrimônio deve ser sempre atribuição da UNESCO e não dos países membros.
d.
A herança do patrimônio deve se transmitida de geração para geração, mas sempre dentro de um estado nacional predeterminado.
Feedback da resposta:
Resposta: B
Comentário: a concepção que norteia a definição da existência de um patrimônio da humanidade é a de que existe uma herança comum a todos os povos e que seus recursos – naturais ou culturais – devem ser mantidos por todos de forma que as necessidades das gerações presentes não comprometam a possibilidade das gerações vindouras dele usufruírem.
	
	
	
Pergunta 5
0,5 em 0,5 pontos
	
	
	
	A partir da década de 1980, ecoaram nos órgãos públicos de preservação no Brasil as concepções ampliadas do patrimônio que passaram a incluir as práticas culturais e o simbólico no conceito de bens culturais. Com isso ampliou-se o conceito de bem patrimonial que passou a considerar a existência de bens:
	
	
	
	
	Resposta Selecionada:
c. 
Culturais tangíveis e intangíveis.
Respostas:
a. 
De raiz.
b. 
Naturais e culturais.
c. 
Culturais tangíveis e intangíveis.
d. 
Patrimoniais tradicionais.
Feedback da resposta:
Resposta: C 
Comentário:

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.