O Direito ao Transporte intermunicipal universitário
18 pág.

O Direito ao Transporte intermunicipal universitário


DisciplinaDireito Constitucional I47.610 materiais1.327.896 seguidores
Pré-visualização3 páginas
A obrigatoriedade jurídica do Transporte Universitário Intermunicipal
Autor: Benaia Lohany Almeida dos Santos Policena
Orientador: Doutor e Mestre, Luiz Fernando de Oliveira
Pró-Reitoria Acadêmica 
Escola de Direito
Curso de de Pesquisa Jurídica
Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso
Brasília - DF
2018
 BENAIA LOHANY LAMEIDA DOS SANTOS POLICENA
 A OBRIGATORIEDADE JURÍDICA DO TRANSPORTE UNIVERSITÁRIO INTERMUNICIPAL:
Estudo de caso do munícipio de Padre Bernardo-GO, com análise acerca da obrigatoriedade existente e seus aspectos jurídicos intrínsecos na concessão do transporte intermunicipal para estudantes do ensino superior.
Projeto de documentário apresentado ao curso de graduação em direito, da Universidade Católica de Brasília, como /requisito básico para apresentação de trabalho de conclusão do curso.
Orientador: Doutor e Mestre, Luiz Fernando de Oliveira.
 
 Brasília
5
 2018
 SUMÁRIO 
1- Introdução.....................................................................................................4
2- Identificação sumária do projeto.................................................................4
2.1- Tema\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026.................................................................4
2.2- Delimitação do tema\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026................................................................4-5
3- Problematização do tema.............................................................................6
 4- Hipóteses.......................................................................................................7
5- Justificativa...................................................................................................8
6- Objetivos.......................................................................................................9
6.1- Objetivo geral\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026.................................................................9
6.2- Objetivos específicos\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026..................................................................9
7- Referêncial Teórico....................................................................................10
7.1- Obrigatoriedade.....................................................................................11-13
7.2- Principio da vedação do retrocesso social\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026\u2026.13
8- Metodologia................................................................................................14
9- Sumário provisório....................................................................................15
10- Cronograma...............................................................................................16
11- Referências..............................................................................................17
1. Introdução. 
Este projeto propõe a compreensão da concessão do transporte intermunicipal para estudantes que frequentam instituições de ensino superior, localizadas em cidades próximas ao seu município de origem. O foco do estudo é analisar os aspectos jurídicos inerentes a obrigatoriedade existente por parte do município, através da metodologia de pesquisa documental e bibliográfica, procura-se verificar o embasamento jurídico, bem como os princípios norteadores.
2. Identificação sumária do projeto.
Por meio de documetário trazendo a análise de um cenário específico o qual estudantes passam por uma migração diária de seu local de origem para se ter acesso ao ensino superior, expondo a dificuldade de locomoção de alunos do ensino superior que residem em pequenas cidades e municípios onde não se possuem instituições que oferaçam graduação superior. Gerando a necessidade de matricular-se em cidades e estados vizinhos mais próximos, mas por fatores externos como a idade e situação financeira, tornan-se impecilhos para a possibilidade do estudante deixar sua dependência familiar para estabelecer moradia, mesmo que provisória próxima ao seu local de estudo.O caso em tela tem se tornado cada vez mais comum nas pequenas regiões de todo o Brasil. 
2.1. Tema.
Trata-se do custeio do transporte universitário intermunicipal, por parte do poder público.
2.2. Delimitação do Tema.
Iremos trazer para análise o caso concreto do município de Padre Bernardo-GO, localizado na microrregião do Distrito Federal, com uma população estimada em 33.228 de pessoas, segundo o censo de 2018 do IBGE.
 O município atualmente disponibiliza um total de 4 automóveis para transportar os alunos para ás principais instituições do Distrito Federal, entre elas encontram-se a Universidade Católica de Brasília, UNICEUB, Projeção e UNIPLAN, no total são 11 instituções participantes das rotas de migração.
O benefício iniciou-se por iniciativa do poder executivo, no mandato do ex prefeito o Sr. Daniel de Fátima Duarte, mais conhecido como Daniel Tático, eleito nas eleições municipais no ano de 2004. Sendo mantido pelos seus sucessores até o presente momento, no entanto há cada transição de governo, se é vivenciada pelos anulos uma verdadeira turbulência, acerca da estabilidade jurídica do serviço prestado, uma vez que há certa obscuridade no tocante a obrigatoriedade existente por parte do município.
3. Problematização do tema.
Em que medida é obrigação jurídica do Estado o custeio do transporte intermunicipal universitário?
4. Hipóteses
A obriegatoriedade jurídica do município de Padre Bernardo, no tocante ao custeio do transporte universitário como garantia constitucional;
O papel do transporte universitário como instrumento para a democratização do acesso ao ensino superior;
A Possibilidade do uso dos recursos do PNATE na manuntenção do transporte universitário.
5. Justificativa
 Como bem conceituou o professor e jurista Dallari (1989), o Estado possui como uma de suas finalidades a obrigação de promover o bem comum para todos que estão sob sua tutela, no entanto, muitas vezes as prestações de seus serviços públicos são feitos de modo falho e nem sempre cumprem com o seu objetivo.
O acesso à educação, por exemplo tem sido limitado ao básico e no Brasil, encontra-se hoje, uma iminente dificuldade em se ter acesso a educação de nível superior. A existência de instituições de ensino superior de qualidade em pequenos municípios é ínfima, o que obriga aos alunos que buscam dar continuidade em sua vida acadêmica, no intuito de ingressar-se no mercado de trabalho a deslocar-se para as grandes metrópoles mais próximas  de seu município.
 A necessidade de um transporte intermunicipal para tal feito é de suma importância, uma vez que na maioria dos casos o estudante devido a idade e condições específicas não possui a condições de estabelecer domicílio na cidade onde estuda. A falta do mesmo pode servir como obstáculo a universalização do ensino e a democratização do acesso ao ensino superior, a qual o governo tem tentado ampliar por meio de políticas públicas como o PROUNI e o FIES.
Uma vez que o futuro estudante não possui condições de deslocar-se até a instiuição de graduação, ele não poderar fazer uso de tais politícas que visam acabar com a desigualde no país.
8
6. Objetivos
6.1. Objetivos geral:
Análisar a existência da obrigatoriedade jurídica por parte do Estado no custeio do transporte intermunicipal universitário, a partir do estudo do caso concreto do município de Padre Bernardo-GO.
6.2. Objetivos específicos:
Analisar como o transporte tem sido fornecido para os estudantes universitário de Padre Bernardo-GO,
 Identificar suas falhas, na forma de fornecimento e uso;
Delimitar até que ponto é obrigação do município tal custeio;
Apresentar a justificativa jurídica que embasa a obrigatoriedade e o dever do ato;