A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
43 pág.
Supervisão da Formação Profissional - Slides de Aula – Unidade III

Pré-visualização | Página 1 de 3

Unidade III 
 
 
SUPERVISÃO DA FORMAÇÃO 
PROFISSIONAL 
 
 
 
Prof. Silvio Ribeiro 
Trabalho e Informalidade 
 A história mostra a transformação no mundo do trabalho. 
Desde a esteira criada por Ford até a robotização criada 
pelo Toyotismo na linha de produção. 
 O mercado busca hoje um profissional com perfil diferenciado. 
 A nova forma de administração do trabalho entende que o 
profissional deve ser habilidoso, criativo e inovador. 
 
Flexibilização e trabalho 
 O modelo fordista até meados do século XX se caracterizava 
pela atuação específica do trabalhador, tornando-o um mero 
executor de tarefa. 
 Nesse sistema o salário era medido em critérios da definição 
de emprego, tarefa individual. 
 Com o fim desta Era, a tendência mundial provocou a revisão 
das políticas salariais, remunerando o trabalhador pelo todo. 
 
Flexibilização e trabalho 
 Passa-se a propor uma forma de salário que leve mais 
em conta o pagamento pessoal (sistema detalhado de 
bonificações), descaracterizando a unidade do grupo pela 
força do sindicato e a legislação que disciplina essa relação. 
 A nomenclatura Just-in-time elimina a demarcação de tarefas. 
 Com a eliminação de tarefas, o envolvimento do trabalhador 
nas etapas da produção se ampliava. 
Flexibilização e trabalho 
 A indústria passa a horizontalizar a gestão, incentivando 
treinamento e capacitação, focando o resultado na equipe e não 
mais na gerência. 
 Com a globalização, não há nenhuma segurança no trabalho e 
as condições de trabalho se tornam ruins para trabalhadores 
temporários. 
 Além de todo avanço tecnológico que redesenhou a cadeia 
produtiva, a terceirização da mão de obra também colocou 
na berlinda várias conquistas trabalhistas. 
Perfil demandado ao assistente social 
 O perfil demandado para o assistente social é de um profissional 
compromissado com o enfrentamento da questão social, de 
modo competente, crítico e propositivo, na perspectiva de 
construção de uma sociedade mais justa e solidária. 
 Um profissional que contribua para a superação de situações 
de vulnerabilidade e fragilidade dos diversos segmentos 
sociais, na ampliação do acesso às políticas sociais e na 
garantia da expansão dos direitos sociais e de cidadania. 
Perfil demandado ao assistente social 
 Capacitar-se continuamente, com vistas ao aprimoramento 
intelectual e profissional; 
 acionar parcerias, desenvolver uma rede de serviços; 
 desenvolver estratégias para o enfrentamento cotidiano, 
na perspectiva de fortalecimento/empoderamento 
(empowerment) dos sujeitos sociais; 
 posicionar-se, ética e politicamente, em relação à questão 
social, em todas as suas expressões. 
Interatividade 
Temos, no Just-in-time, a eliminação da demarcação de tarefas, 
forma essa empregada no modelo_________________, que se 
caracterizava pelo alto grau de especialização, tornando o 
trabalhador apenas um cumpridor de tarefas. 
a) Taylorista. 
b) Stalinista. 
c) Fordista. 
d) Neoliberal. 
e) Funcionalista. 
Demandas profissionais 
 Capacitação teórico-metodológica que permita apreensão crítica 
da realidade; 
 capacitação investigativa articulada à intervenção profissional, 
com o intuito de instaurar habilidades teórico-metodológicas e 
técnico-políticas, entre outras; 
 entendimento de que a instituição não é um limite, mas a 
possibilidade do exercício profissional; é no espaço 
institucional que se realiza o trabalho profissional; 
Demandas profissionais 
 A não ilusão que outrora permeou a prática profissional, 
que postulava como objetivo profissional a transformação 
radical da sociedade; 
 reconhecer que no sistema capitalista, os direitos 
econômicos, sociais, políticos e culturais são capazes 
de reduzir desigualdades, mas não são capazes de acabar 
com elas de modo definitivo; 
Demandas profissionais 
 Reconhecer que os limites profissionais não invalidam a 
luta pela efetivação dos direitos pelas políticas públicas. 
Eles sinalizam que existe uma agenda estratégica de luta 
democrática em prol da construção de uma sociedade mais 
justa e igualitária; 
 repensar a prática reconstrói o objeto de intervenção, de mero 
executor, passa a ser um profissional propositivo, criativo, 
gestor, formulador de estratégias de intervenção e controlador 
dos recursos destinados às políticas públicas. 
Demandas profissionais 
 A questão social é única, mas suas expressões são múltiplas. 
 As demandas sociais são distintas nos quatro cantos do 
Brasil. 
 O profissional deve considerar as especificidades regionais 
(culturais, econômicas, políticas e sociais) na hora de 
formular ações de enfrentamento às questões sociais. 
Demanda dirigida 
 São aquelas instituídas dado o caráter do serviço prestado. 
Caracterizam-se por rotinas apresentadas pela dinâmica da 
instituição ou serviço prestado ou pelo próprio profissional. 
 As demandas dirigidas são explicitadas com clareza pela 
instituição, pelos profissionais. 
 O cotidiano transforma-se continuamente de acordo com as 
vivências, particularidades, interesses e valores de cada 
época. 
Demanda dirigida 
Exemplo de demanda dirigida: 
 Em uma empresa: entrevista individual, visita domiciliar, 
visita hospitalar, resolver questões relacionadas ao 
absenteísmo, dificuldades financeiras, problema de saúde que 
interfere na prática profissional, dificuldade de relacionamento 
interpessoal. 
Demanda manifestada 
 São aquelas que extrapolam a rotina dos serviços, 
geralmente são solicitadas pelos próprios usuários, 
outras vezes estão implícitas, não sendo identificadas 
inicialmente pelo profissional ou pela instituição. 
 Quando solicitadas pelos usuários, o profissional trata o 
atendimento como demanda individual/particular, negando 
o caráter coletivo. Contudo, é preciso compreender que 
as demandas “são coletivas não só porque são vivenciadas 
por todos, mas também porque só coletivamente 
poderão ser enfrentadas” 
Demanda manifestada 
 A demanda manifestada pode ser explícita ou implícita. 
Ao manifestar sua demanda, o usuário poderá apresentar 
uma demanda implícita (não identificada dentro de um 
processo maior). Por detrás da manifestada, o profissional 
poderá detectar situações implícitas que levaram a demanda 
manifestada, ou seja, o profissional esta tratando a 
consequência, o efeito, e a causa não foi observada. 
Em outras palavras, está tratando a parte e não o todo, 
é uma ação fragmentada, focalizada no problema e não 
no ser humano como um todo. 
Interatividade 
As demandas do Serviço Social podem ser dirigidas e 
manifestadas ou caracterizadas de outras formas, conforme 
o contexto profissional. 
Como podem ser as demandas manifestadas? 
a) Explícitas ou implícitas. 
b) De políticas públicas. 
c) De rotinas dirigidas. 
d) Solicitadas pelos usuários. 
e) Nenhuma das alternativas anteriores. 
 
Demanda profissional 
 O cotidiano coloca o profissional para desenvolver 
práticas institucionais imediatistas e pontuais. 
 No entanto, ele deve ter habilidade para responder 
essas demandas de forma crítica e propositiva. 
Demanda profissional 
 Cabe ao assistente social dar respostas que vão além do 
imediatismo. O profissional deve estar comprometido com 
sua profissão e com o usuário, ter o cuidado de não cair 
na subalternidade que existe na profissão em algumas 
instituições, achar que é tudo natural, normal e cumprir 
apenas as normas e rotinas estabelecidas. 
Demanda profissional 
 O Serviço Social busca hoje posicionamento crítico 
frente às demandas. 
 Identifica novas oportunidades de trabalho nas áreas 
de cooperativas, assessoria e consultoria, terceiro setor, 
responsabilidade

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.