Manual_Licenciamento_alterado
132 pág.

Manual_Licenciamento_alterado


DisciplinaGestão Ambiental9.374 materiais43.726 seguidores
Pré-visualização42 páginas
GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL 
 
 
Reinaldo Azambuja 
Governador 
 
Jaime Elias Verruck 
Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico 
Diretor \u2013 Presidente do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul 
 
Ricardo José Senna 
Secretário Adjunto de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento 
Econômico 
 
Ricardo Eboli Gonçalves Ferreira 
Diretor de Licenciamento do Instituto de Meio Ambiente do Mato Grosso do 
Sul 
 
Thais Barbosa de Azambuja Caramori 
Diretora de Desenvolvimento do Instituto de Meio Ambiente do Mato Grosso 
do Sul 
 
Eliane Crisóstomo Dias Ribeiro de Barros 
Gerente de Desenvolvimento e Modernização 
 
Leonardo Sampaio Costa 
Gerente de Recursos Hídricos 
 
Leonardo Tostes Palma 
Gerente de Unidades de Conservação 
 
Luiz Mário Ferreira 
Gerente de Controle e Fiscalização 
 
Osvaldo Riedlinger dos Santos 
Gerente de Recursos Florestais 
 
Vander Melquíades Fabrício de Jesus 
Gerente de Pesca e Fauna 
 
Vera Márcia Acceturi 
Gerente de Licenciamento Ambiental 
 
Pedro Mendes Neto 
Coordenador de Normatização e Procedimentos 
 
Roberto Silveira Barbosa 
Gerente de Administração e Finanças 
 
Gislaine de Lima Brito Freitas 
Gerente da Central de Atendimento 
 
 
ORGANIZADORES 
Pedro Mendes Neto 
Rodrigo Bortolotto de David 
 
COLABORADORES 
Roberto Ricardo Machado Gonçalves 
Ronaldo de Oliveira Florence 
 
CAPA 
Eliane Maria Garcia 
Andréa Carvalho Macieira 
 
 
 
 
COMPETITIVIDADE E SUSTENTABILIDADE 
 
 
 
 
É nosso compromisso e responsabilidade cuidar da política e da gestão ambiental de 
Mato Grosso do Sul, no entanto, temos que buscar a promoção do desenvolvimento 
sustentável, ou seja, estimular o progresso material e a melhoria da qualidade de vida 
da população, utilizando os recursos naturais de forma que as atuais gerações e as 
futuras possam usufruir dos mesmos benefícios. 
 
Também é nosso compromisso proporcionar a criação de um ambiente de negócios que 
favoreça o aumento da competitividade das empresas e, consequentemente, eleve o 
nível de emprego, trabalho e renda, propiciando um aumento de oportunidades que 
possam permitir a redução das desigualdades econômicas e sociais existentes entre as 
regiões do nosso Estado. 
 
O Manual de Licenciamento do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul 
(IMASUL), aqui apresentado, faz parte desse esforço em caminhar na direção do 
desenvolvimento sustentável e aumentar a competitividade do setor produtivo. Além de 
esclarecer as regras ambientais que norteiam as atividades econômicas, intenciona 
tornar os processos de licenciamento ambiental mais ágeis e facilitados. 
 
Esperamos que, assim, possamos contribuir para a construção de uma economia 
próspera e fraterna cujo processo de crescimento e de desenvolvimento respeita a 
biodiversidade, os recursos naturais, o meio ambiente natural, tornando a vida das 
pessoas mais digna e feliz. 
 
Reinaldo Azambuja 
Governador do Estado de Mato Grosso do Sul 
 
 
 
 
REGRAS CLARAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 
 
 
 
 
As leis e normas existem para regular a vida em sociedade e buscar a harmonização 
dos interesses dos diversos atores sociais. Partindo desse pressuposto, é necessário que 
se promova a convergência dos interesses de quem deseja produzir utilizando-se dos 
recursos naturais existentes com aqueles que desejam preservar o meio ambiente. 
 
Por essa razão, o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul apresenta o Manual 
de Licenciamento, um conjunto de regras que normatiza a atividade produtiva visando 
permitir que a produção de bens e serviços seja uma atividade sustentável e, portanto, 
respeita a capacidade de utilização dos recursos naturais. 
 
O Manual de Licenciamento foi elaborado por meio de um processo participativo que 
envolveu os técnicos do IMASUL e atores sociais dos mais diversos setores da 
sociedade, em especial, do setor produtivo e empresarial. Todas as normas foram 
revisadas e aprimoradas no sentido de se desburocratizar os procedimentos de 
licenciamento ambiental, e assim, tornar a decisão empresarial mais facilitada e segura. 
 
A elaboração do Manual de Licenciamento é uma das ações do Governo Reinaldo 
Azambuja, no sentido de aumentar a competitividade do setor produtivo e empresarial 
concomitantemente ao atendimento das necessidades de preservação e conservação 
ambiental. Faz parte do compromisso de se promover o desenvolvimento econômico de 
forma sustentável e duradoura ao longo do tempo. 
 
Jaime Elias Verruck 
Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico 
Diretor-presidente do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul 
 
 
 
4 
 
RESOLUÇÃO SEMADE n. 9, de 13 de maio de 2015. 
 
 
Estabelece normas e procedimentos para o 
licenciamento ambiental Estadual, e dá outras 
providências. 
 
 
O Secretário de Estado de Meio Ambiente e do Desenvolvimento 
Econômico, no uso das atribuições que lhe confere o art. 93, parágrafo único, inciso II 
da Constituição Estadual, 
 
Considerando o princípio basilar da Lei n° 6.938, de 31 de agosto de 1981 - Lei 
da Política Nacional do Meio Ambiente - de compatibilização do desenvolvimento 
econômico e social com a preservação da qualidade do meio ambiente e do equilíbrio 
ecológico; 
 
Considerando, a necessidade de atualização e revisão das normas e 
procedimentos utilizados no licenciamento ambiental, visando à melhoria contínua e ao 
desenvolvimento sustentável; 
 
Considerando os Princípios da Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, 
Publicidade e Eficiência, dispostos no art. 37 da Constituição Federal e ainda, os 
Princípios da Economia, Celeridade Processual e da Continuidade do Serviço Público; 
 
Considerando a competência Estadual em definir os critérios de exigibilidade 
do licenciamento, levando em conta as especificidades, os riscos ambientais, natureza, 
características e fase do empreendimento ou atividade, e; 
 
Considerando, a necessidade de aperfeiçoar os procedimentos do 
licenciamento ambiental e de otimizar o uso dos recursos do Estado, com vistas ao 
melhor desempenho dessa atribuição; 
 
 
 
RESOLVE: 
 
CAPÍTULO I 
DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS 
 
TÍTULO I \u2013 DIRETRIZES 
 
Art. 1º. Esta Resolução estabelece as normas e procedimentos para o 
licenciamento ambiental no âmbito do Estado de Mato Grosso do Sul conforme dispõe 
Lei Estadual n. 2.257, de 09 de julho de 2001, e implanta, na forma de seus anexos, o 
rol documental básico para cada fase do licenciamento e a tabela de atividades 
licenciáveis com o respectivo rol documental específico a ser exigido. 
 
Art. 2º. São diretrizes do licenciamento ambiental: 
 
I. considerar simultaneamente os elementos e processos capazes de provocar 
impacto ambiental; 
II. utilizar critérios diferenciados para o licenciamento em função do porte, da 
complexidade e do potencial de impacto ambiental da atividade; 
III. incluir o risco de ocorrência de acidentes, na determinação de restrições e 
condições para localização, instalação e operação da atividade; 
IV. exigir a instalação de Sistema de Controle Ambiental para as atividades que o 
recomendarem; 
V. basear os processos técnicos nas informações e nos documentos exigidos ao 
requerente da Licença, cujo fornecimento é obrigatório e da sua inteira 
responsabilidade; 
VI. avaliar as disposições determinadas no Zoneamento Ecológico e Econômico do 
Estado de Mato Grosso do Sul (ZEE/MS), no Plano Estadual de Recursos 
Hídricos (PERH) e no enquadramento dos corpos de água; 
VII. compatibilizar a instalação da atividade pretendida com outros usos e 
ocupações do solo em seu entorno, considerando a eventual incompatibilidade 
entre tipos distintos de atividades.