Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
UNICAP - EMENTA - ENG1237 SANEAMENTO BASICO

Pré-visualização | Página 1 de 1

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO 
RECONHECIDA EM 18 DE JANEIRO DE 1952 PELO DECRETO Nº 30.417 
 
 
PRÓ-REITORIA ACADÊMICA 
DIVISÃO DE PROGRAMAÇÃO ACADÊMICA 
DIRETORIA DE GESTÃO ESCOLAR
 
 
CÓDIGO ENG1237 
DISCIPLINA SANEAMENTO BASICO 
VIGÊNCIA a partir de 2013.2 
 
CRÉDITOS 
C A R G A H O R Á R I A 
SEMANAL SEMESTRAL 
 TEORIA EXERCÍCIO LAB / PRÁTICA 
 
 
PPRROOGGRRAAMMAAÇÇÃÃOO AACCAADDÊÊMMIICCAA DDEE DDIISSCCIIPPLLIINNAA 
 
04 
 
02 
 
00 
 
02 
 
60 
 
1. EMENTA 
 Desenvolver os conteúdos básicos, as competências e as habilidades necessárias à solução dos problemas de saneamento. 
 
2. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E METODOLOGIA 
Importância dos serviços de saneamento básico resíduos sólidos: coleta, transporte, tratamento e destino final dos 
resíduos sólidos. Sistemas de abastecimento de água: qualidade da água: uso da água; consumo médio per capita; 
população atendida; vazões de dimensionamento; captação: de águassubterrâneas, de águas superficiais, de águas 
atmoféricas; adução: classificações, materiais empregados, dimensionamento, dispositivos de proteção; tratamento: processos 
de purificação de água, padrões de portabilidade; rede de distribuição: tipos; materiais empregados; dimensionamento. 
Sistemas de esgotos sanitários: conceitos e características; tipos de sistetmas; unidades constituintes: rede coletora, 
interceptores, estações elevatórias e emissários; sistemas de tratamento aeróbio; sistetmas de tratamento anaeróbio. 
Metodologia: A metodologia utilizada tem por base as experiências do aluno, através de aulas expositivas, dialogadas e 
práticas de laboratório e campo. Realização de pesquisa individual e socialização dos resultados, seminários. Utilzando audio 
visuais (quadro branco e lápis, retroprojetor de slides, data show), e equipamentos de laboratório e de campo para a realização 
dos ensaios e utilização de softwares. 
 
3. BIBLIOGRAFIA 
Básica 
AZEVEDO NETTO, J. M. Manual de hidráulica. São Paulo: E. Blucher, 1969. 
BRAGA, B. (et al). Introdução à engenharia ambiental. o desafio do desenvolvimento sustentável. 2. ed. São Paulo. 
Pearson [reimpressão 2013]. 
VESILIND, P. Aarme , M. SUSAN, M. Introdução à engenharia ambiental. São Paulo. Cengage Learning, 2011. 
 
Complementar 
BRAGA, B. Introdução à engenharia ambiental. São Paulo. Prentice hall, 2003., 
CASTRO, A. De A. Manual de saneamento e proteção ambiental para os municipios. Belo Horizonte: Departamento de 
engenharia sanitária e ambiental. 1996. 
 D'ALMEIDA, M. L. O; VILHENA , A.(Coord) COMPROMISSO EMPRESARIAL PARA RECICLAGEM , INSTITUTO DE 
PESQUISAS TECNOLÓGICAS. Lixo municipal: manual de gerenciamento integrado. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo.: 
IPT/CEMPRE,2000. 
DACACH, N. G. Sistemas urbanos de água. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1979 
FENDRICH, R.; OBLADEN; N. L.; AISSE, N. M. Drenagem e controle de erosão urbana. 4. ed. Curitiba: Champagnat, 1997. 
MOTA, S. Introdução à engenharia ambiental. 2. ed. Rio de Janeiro: Abes, 2000. 
PHILIPPI JR, A. Saneamento, saúde e ambiente: fundamentos para um desenvolvimento sustentável. São Paulo: 
Manole/USP, 2005. 
 
 
 ------------------------------------------------------------------ FIM DA IMPRESSÃO ------------------------------------------------------------------------