Linfoma de Burkitt
2 pág.

Linfoma de Burkitt


DisciplinaGenética I18.098 materiais512.020 seguidores
Pré-visualização1 página
Linfoma de Burkitt- translocação 
É uma translocação gênica que está ligada ao gene C-myc no cromossomo 8 e na imunoglobulina do cromossomo 14, basicamente é o movimento de um seguimento(que contém o gene c-myc) d cromossomo 8 para o 14q, na banda 32.O tumor é ais presente na África central, há um aumento da mandíbula e dos ossos da face, ele cresce rapidamente, pois possui alta taxa mitótica, a doença está, também, relacionada com o vírus Epstein-Baar(linfomas endêmicos, não é comprovado se o vírus age como agente etiológico), pode se desenvolver em qualquer idade, mas é comum em crianças e jovens, e mais presente no sexo masculino.
A superativação do c-myc faz com que haja um desequilíbrio na expressão das proteínas que regulam a apoptose, o que gera um desordenamento dessas células, gerando uma alta taxa de proliferação, a não regulação do c-myc causa também uma desregularão de outros 9 genes(ciclina D1, p27, o gene da enzima lactatodesidrogenase A, p19ARF, p53, Bax, Fas e Fas ligante entre outros) , há relação da doença com a baixa imunidade causada pelo HIV e pela malária
Este linfoma cresce rapidamente e espalha-se para o sistema nervoso central, a medula óssea e ao sangue, as células do linfoma podem se acumular no abdômen, o que causa inchaço, podem invadir o intestino delgado, e isso pode causar obstrução, resultando em hemorragia, o pescoço e o queixo são lugares muito atingidos, causando dor intensa.O diagnóstico é feito com biópsia dos tecidos do linfoma, isso mostrará também o estágio e que a doença se encontra.
A doença, como possui alta taxa de proliferação, possui um padrão histológico de \u201ccéu estrelado\u201d, isso está relacionado com a alta taxa de apoptose
O Linfoma de Burkitt, se não tratado rapidamente, pode ser fatal, muitas vezes usa-se da cirurgia para remover partes bloqueadas do intestino e quimioterapia para não haver disseminação da doença, o tratamento tem sucesso em mais de 90% dos casos.
 criança africana com sintomas característicos do linfoma de Burkitt.
Fontes: https://www.teses.usp.br
www.scielo.br 
https://www.msdmanuals.com