A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
35 pág.
Aula_01_Introducao_Conceitos_Custo

Pré-visualização | Página 1 de 2

Professor – Marco Aurélio 
“São essencialmente medidas monetárias dos sacrifícios com 
os quais uma organização tem que arcar a fim de atingir 
seus objetivos.” 
Adriano Leal Bruni – Gestão de Custos e Formação de Preços 
 
Consumo de recursos para fabricar produtos ou serviços. 
 
“Gastos relativos a bens ou serviços utilizados na produção 
de outros bens ou serviços.” 
Eliseu Martins – Contabilidade de Custos 
 
• Atender necessidades gerenciais de três 
tipos : 
– informações sobre a rentabilidade e 
desempenho de diversas atividades da 
entidade 
– auxílio no planejamento, controle e 
desenvolvimento das operações 
– informações para a tomada de decisões 
• Após Revolução Industrial : necessidade 
de maiores e mais precisas informações, 
que permitissem uma tomada de decisão 
correta 
• Antes : praticamente não existia, já que 
as operações se resumiam basicamente 
em comercialização de mercadorias, os 
estoques eram registrados e avaliados 
pelo seu custo real de aquisição. 
• Revolução Industrial : registrar os custos 
que capacitavam o administrador a avaliar 
estoques, determinar mais corretamente 
resultados e levantar balanços 
• I Guerra e crise de 29 : necessidades de 
melhorias nos controles 
• II Guerra : maior necessidade de 
eficiência/eficácia; aumento da 
competição 
 Contabilidade de Custos Tradicional: 
◦ Mensuração Monetária dos Estoque e do Resultado. 
 Contabilidade Gerencial: 
◦ Auxílio nos Controles 
◦ Ferramenta de Apoio no Processo Decisório 
 
“O conhecimento dos custos é vital para saber se, 
dado o preço, o produto é rentável; ou, se não é 
rentável, se é possível reduzi-los (os custos).” 
Eliseu Martins – Contabilidade de Custos. 
 
 
SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 
CONTABILIDADE 
FINANCEIRA 
SISTEMA 
ORÇAMENTÁRIO 
CONTABILIDADE 
GERENCIAL 
CONTABILIDADE 
DE 
CUSTOS 
Contabilidade Geral x Gerencial 
Itens de Diferenciação Contabilidade Geral Contabilidade Gerencial 
1. Imposições legais Vincula-se Não se vincula 
necessariamente 
2. Lucro Da empresa Do produto ou serviço 
3. Princípios contábeis Acompanha 
necessariamente 
Não acompanha 
necessariamente 
4. Custo Utiliza custo histórico Nem sempre utiliza custo 
histórico 
5. Informações Convencionais: Balanço, 
Demonstrativo de 
Resultados 
Nem sempre convencionais 
6. Campo de Atuação Trata das relações externas 
da empresa 
Trata das relações internas 
da empresa 
7. Visão Temporal Tem mais ligações com o 
que passou 
Tem mais ligações com o 
presente e com o futuro 
• Algumas das terminologias mais usuais : 
– gastos : compra de um produto ou serviço qualquer, 
que gera sacrifício financeiro para a entidade. 
– investimento : gasto ativado em função de sua vida 
útil ou de benefícios atribuíveis a futuros períodos. 
– custos : gasto relativo a bem ou serviço utilizado na 
produção de outros bens ou serviços 
– despesas: bem ou serviço consumido direta ou 
indiretamente para a obtenção de receitas 
– desembolso : pagamento do bem ou serviço 
– perda : bem ou serviços consumidos de forma 
anormal 
• Terminologias mais usuais - exemplos: 
– gastos : compra de matéria-prima, Gastos com mão-de-
obra, Gastos com Honorários da Diretoria, Gastos na 
compra de imobilizado... 
– investimento : matéria-prima, máquinas e equipamentos, 
ações/participações societárias. 
– custos : matéria-prima, energia elétrica, depreciação 
quando utilizadas no processo produtivo. 
– despesas: Comissão de vendas, despesas administrativas, 
depreciação. 
– desembolso : Pagamento de boleto bancário referente 
fornecedores. 
– perda : sinistros em bens e estoques (incêndios/roubos). 
Custos Despesas 
Produtos ou 
Serviços 
Elaborados 
Consumo associado 
à elaboração do 
produto ou serviço 
Consumo 
associado 
ao período 
Investimentos 
Gastos 
Balanço Patrimonial 
Custos 
Diretos 
Indiretos 
Estoques 
Materiais Diretos 
Produtos em Elaboração 
Produtos Acabados 
Balanço Patrimonial 
(+) Receitas 
(=) Resultado 
(-) Despesas 
(-) Custos do DRE 
CMV 
CPV 
CSP 
Demonstrativo de 
Resultado do Exercício 
Fluxo Genérico dos Custos 
MD 
Materiais Diretos 
Matéria-Prima 
Embalagem 
MOD 
Mão-de-Obra Direta 
Mensurada e identifi- 
cada de forma direta 
CIF 
Custos Indiretos 
Custos que não são 
MD nem MOD 
Despesas 
 
Gastos não 
associados 
à produção 
Custo total, contábil ou fabril 
Custo de transformação 
Custo primário ou direto 
Gastos totais ou custo integral 
 Princípio da Realização da Receita 
 Princípio da Competência 
 Princípio do Custo Histórico com Base de 
Valor 
 Princípio da Consistência 
 Princípio da Prudência ou Conservadorismo 
 Princípio da Materialidade ou Relevância 
 
 Classifique os eventos descritos em Investimentos (I), 
Custo (C), Despesa (D) ou Perda (P): 
◦ Compra de matéria-prima 
◦ Consumo de energia elétrica 
◦ Utilização de mão-de-obra 
◦ Consumo de combustível 
◦ Gastos com pessoal do faturamento 
◦ Aquisição de máquinas 
◦ Depreciação de máquinas 
◦ Remuneração do tempo do pessoal em greve 
◦ Utilização de matéria-prima (transformação) 
◦ Aquisição de embalagens 
◦ Deterioração do estoque de MP por enchente 
◦ Geração de sucatas no processo produtivo 
 
CUSTOS FIXOS 
São aqueles cujo montante independe 
do volume, dentro de determinado 
período. 
CUSTOS FIXOS 
CF 
Custo 
$ 
Volume de Atividade 
CUSTOS FIXOS 
CF 
Custo 
$ 
Volume de Atividade 
CUSTOS VARIÁVEIS 
São aqueles cujo montante acompanha 
o volume de atividade, dentro de certo 
período. 
CUSTOS VARIÁVEIS 
CV 
Custo 
$ 
Volume de Atividade 
CUSTOS VARIÁVEIS 
CV 
Custo 
$ 
Volume de Atividade 
 Quanto à formação 
CUSTOS FIXOS (CF) 
 
Custos de estrutura, que não guardam qualquer 
relação com o volume de atividade. 
Variação no volume de atividade não altera o 
custo. 
 
Exemplos: 
• Aluguel mensal 
• Supervisão 
• Depreciação em linha reta 
• Energia elétrica para iluminação 
• Salários de vendedores (despesa) 
• Impostos periódicos etc. 
 
 
CUSTOS VARIÁVEIS (CV) 
 
Custos diretamente relacionados com o volume 
de atividade. 
Variação do volume de atividade, o custo varia no 
mesmo sentido 
 
Exemplos: 
• Matéria-prima 
• Mão-de-obra direta 
• Combustíveis de máquinas 
• Energia elétrica (força) 
• Mercadorias 
• Comissão de vendedores (despesa) 
• Impostos proporcionais etc. 
 CT = CF+CV  Fórmula: 
 Comportamento dos custos: 
Varia inversamente Total por unidade 
Varia proporcionalmente Total global 
Não varia Variável unitário constante 
Varia proporcionalmente Variável total constante 
Varia inversamente Fixo unitário 
Não varia Fixo total 
COMPORTAMENTO EM RELAÇÃO À 
VARIAÇÃO DO VOLUME DA PRODUÇÃO 
ESPÉCIE DE CUSTO 
Outras classificações de custos 
Quando podem ser 
controlados por uma 
pessoa, dentro de uma 
escala hierárquica 
predefinida 
Custos 
controláveis 
Custos não 
controláveis 
Quando fogem ao 
controle do responsável 
pelo departamento. Por 
exemplo: rateio do 
aluguel. 
Também denominados 
diferenciais ou 
marginais. Custos 
incorridos 
adicionalmente em 
função de uma decisão 
tomada 
Custos 
incrementais 
Custos que serão 
eliminados se a 
empresa deixar de 
executar alguma 
atividade 
Custos 
evitáveis 
Benefício relegado 
em decorrência da 
escolha de outra 
alternativa 
Custos de 
oportunidade 
Independentemente