A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Sistema digestóri1

Pré-visualização | Página 1 de 3

Sistema digestório 
Responsável pela quebra do alimento, crescimento e renovação celular.
Canal alimentar que interliga a boca ao ânus
O canal alimentar é dividido em 5 segmentos:
Boca e faringe
Esôfago e estômago
Intestino delgado 
Intestino grosso
Canal anal
Boca
Principais funções:
Apreensão do alimento (inclui lábios, dentes
Redução mecânica (mastigação)
Digestão química (através de enzimas)
Seleção dos alimentos
Deglutição 
Composta por:
Lábios.
Cavidade oral 
Língua e dentes
Glândulas salivares
Lábios:
Funções difere em forma e mobilidade conforme as espécies
Equinos: usam os lábios para apreensão de alimentos (sensíveis e móveis)
Felinos: lábios menos móveis e apresentam tamanho reduzido
Caninos: função gestual (sinalizando agressão) incapaz de capturar o alimento.
Gland. labiais encontradas na submucosa e muscular
Nos ruminantes possuem papilas queratinizadas que protege contra ação mecânica na mastigação.
Bochechas:
Possui três camadas:
Pele- externa
Camada intermediaria- possui gland. e músculos (bucinador, zigomático e canino...)
Mucosa- interna (nos ruminantes possui papilas bucais.)
No cão, no ultimo molar superior desemboca o ducto excretor da gland. zigomática
Gengivas:
Parte da mucosa que se une intimamente ao periósteo dos processos alveolares.
Pode ocorrer infecções podendo levar a perda do dente e perda óssea- varia de animal para animal.
Nos ruminantes se encontra o pulvino dental ou almofada dental que ocupa o lugar dos dentes incisivos superiores.
Palato:
Teto da cavidade oral e da orofaringe
Palato duro:
Formado pelos processos palatinos da maxila, ossos incisivos e lâmina frontal do osso palatino. 
Coberto por mucosa espessa cornificada com várias rugas palatinas.
Suínos e Equinos: as rugas se estendem até o palato mole- outras espécies a porção aboral do palato duro são lisas.
Funções: ajuda na apreensão do alimento, mastigação e movimento do bolo alimentar em parceria com a língua. 
Palato mole:
Prega musculomembranosa (não possui osso)
Forma a continuação da cavidade faríngea, divide a porção oral em nasofaringe e orofaringe.
Arco palatoglosso: conecta a porção do palato mole com a raiz da língua e formam os limites laterais do ádito da faringe 
Arco palatofaríngico: direciona o bolo alimentar para o esôfago.
Fossa tonsilar se localiza entre os dois arcos- tonsila palatina 
Equinos: palato mole é muito extenso
Durante a deglutição a borda fica livre contra a base da epiglote em forma de cunha 
São incapazes de mover o palato mole, dificultando a respiração pela boca e pode ocorrer com que o vomito saia pelo nariz
Língua:
Funções:
Captura de água e alimento 
Manipulação e deglutição 
Possui receptores para paladar, temperatura e dor.
Cães: intensifica a perda de calor pela respiração 
Divisão da língua:
Raiz (aboral)- fixada ao osso hioide, palato mole e faringe
Corpo- une ao assoalho oral pelo frenulo lingual.
Ápice- opção livre, delgada e arredondada (porção ventral ligada pelo frênulo sublingual)
Nos herbívoros e suínos o corpo da língua tem superfícies laterais extensas.
Os cães possuem um sulco mediano (linha) no dorso e no ventre esta linha é chamada de lissa lingual.
No bovino a parte dorsal da língua possui uma proeminência chamada de toro lingual.
Papilas:
Papilas filiformes: (mecânica)
queratinizadas que cobrem o dorso e porção lateral da língua- presente em equinos e suínos
Mais desenvolvida nos gatos sendo menores e em maior quantidade.
Papilas cônicas: (mecânica)
Maiores e em menos frequência- ausente nos equinos.
Papilas marginais: (mecânica)
Presentes em carnívoros e leitões recém-nascidos, auxiliando na sucção do leite.
Papilas fungiformes: (gustativa)
São arredondadas e tem função gustativa do doce e salgado
Papilas valadas: (gustativa)
Localizadas no dorso e são maiores que as papilas fungiformes e são circundadas por um sulco circular.
Função gustativa acida.
Papilas folhadas: (gustativa)
Localizada na borda da língua, oralmente ao arco palatoglosso e ausente nos ruminantes.
Estruturas da língua:
Tipos de musculatura:
Intrínsica: musculatura que forma a língua, possui fibras em vários sentidos
Extrinsica: possibilita a movimentação da língua.
Musculo milo-hioide: suspende a língua
Possui quatro nervos cranianos:
Nervo lingual- proporciona inervação de dor 
Corda do tímpano- fibras mecânicas e quimiorreceptores
Nervo vago
Nervo hipoglosso- fibras motoras do somáticas 
Lesões podem causar a paralisia da língua.
Glândulas salivares:
Funções:
Secreção de saliva
Umidificação da boca
Lubrificação do bolo alimentar
Digestão química- inicio da digestão do amido na boca
Gland. salivares menores:
Labiais
Bucais (dividida em dorsais e ventrais- medias em bovinos)
Palatinas
Linguais
Zigomática- cães
Gland. salivares maiores: (pares)
Secretam saliva em grande quantidade
Por meio de ductos
Parótida:
Localizada perto da orelha 
Glan. monostomática (apenas um ducto excretor)
Saliva tipo serosa- umedecer e amolecer os alimentos
Formato variável
EQ: contorno quadrangular alongado
BO: forma de clava 
SU: Grande e triangular 
Mandibular:
Região de mandíbula- entre os ramos da mandíbula
Parcialmente coberta pela glan. parótida
formato oval e irregular
secreção mista (serosa e mucosa)
local aonde se abre: carúnculas sublinguais
Sublingual:
localizada no processo sublingual- face lateral da língua 
dividida em:
COMPACTA: monostomática, ausente nos equinos e desemboca nas carúnculas sublinguais
DIFUSA: polistomatica e dorsal a compacta 
 Nos carnívoros e suínos é oral a compacta 
 Nos ruminantes é dorsocaudal (em cima e atrás) a compacta
Aparelho mastigatório:
Este aparelho inclui:
Dentes e gengiva
Articulação tempomandibular (atm)
Músculos mastigatórios
Dentes:
Divididos em caninos, molares, pré-molares e incisivos.
Meio de fixação: articulação gonfose 
2 tipos de dentição:
Decídua (dentes de leite) - costuma mudar entre 4 e 5 meses
Permanentes.
OBS: o acumulo de tártaro acontece pelo ph da saliva e predisposição do animal a esse acumulo. 
Funções:
Apreensão e maceração dos alimentos
Ataque e defesa
Estrutura dos dentes:
Raiz:
Implantada no alvéolo 
Incisivos e caninos: 1 raiz grande
Pré-molares e molares: 3 ou 4 raízes
Revestidas por cemento- tecido que faz a ligação.
Coroa:
Parte exposta 
Coberta por esmalte– branca, calcificada e resistente
Colo:
Parte entre a raiz e a coroa 
Através do colo que a gengiva fixa o dente nos alvéolos.
Podem ser: 
Braquiodonte: tem um tempo certo para crescer.
Hipsodonte: dente cresce durante a vida toda do animal- equinos
Articulação tempomandibular:
Articulação sinovial (disco fibrocartilaginoso)
Tem função de abrir e fechar a boca
Nos herbívoros tem o movimento pra frente e para trás 
As variações de cada espécie baseiam-se no padrão de mastigação e pelos músculos da mastigação
Músculos da mastigação:
Musculo masseter:
Musculo pterigoideo medial: 
Musculo pterigoideo lateral:
Musculo temporal:
Faringe
Comum ao aparelho respiratório e digestório 
Formato de infundíbulo (alongada) que conecta a cavidade oral com o esôfago e a cavidade nasal com a laringe.
 Tem função de direcionar o ar ou o alimento
Dividida pelo palato mole em:
Nasofaringe
Orofaringe- ádito da faringe até a base da epiglote.
Laringofaringe: porção comum aos dois aparelhos- continuação aboral da orofaringe
Recessos piriformes: encontrada em cada lado da base da epiglote
Função: passagem de líquidos 
Comunicações:
Coanas: pares entre a cavidade nasal e a parte nasal da faringe
Óstio faríngeo para as tubas auditivas: conecta a nasofaringe as tubas auditivas. (nos equinos a porção ventral forma a bolsa gutural) 
Ádito da faringe: fenda que liga a cavidade bucal para dentro da faringe
Limites:
Lateral- arcos palatoglosso
Dorsal- palato mole
Ventral- raiz da língua
Óstio esofágico: aboral a laringofaringe

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.