A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Unicesumar - Ensino a Distância

Pré-visualização | Página 1 de 3

18/06/2018 Unicesumar - Ensino a Distância
1/9
SEMANA DE CONHECIMENTOS GERAIS - 2018B
Período:12/06/2018 22:30 a 01/07/2018 23:59 (Horário de Brasília)
Status:ABERTO
Nota máxima:0,50
Gabarito:Gabarito será liberado no dia 03/07/2018 00:00 (Horário de Brasília)
Nota ob�da:
1ª QUESTÃO
Reconhecer a tolerância como um objeto empírico de estudo e investigação nos leva a questionar sobre a
quem ela se dirige e quais são as atividades permitidas. Estudos pioneiros sobre tolerância e intolerância
lidavam com uma única ameaça ideológica, o comunismo, contudo a dificuldade de análise sobre o tema
cresceu diante da ampliação dos grupos que são alvos de intolerância, sendo que a principal fonte de dados
sobre intolerância nos Estados Unidos, o General Social Survey, inclui cinco grupos alvos de intolerância:
ateus, comunistas, homossexuais, militaristas e racistas.
 
Considerando o contexto acima e o conceito de intolerância, analise as afirmações abaixo.
  
 I. A intolerância é responsável pela aceitação dos comportamentos dos indivíduos em sociedade e se
constitui em valor democrático.
 II. Tanto a tolerância quanto a intolerância são práticas que colaboram para a construção de uma sociedade
mais justa e igualitária.
 III. Deverá ser considerada intolerância uma prática na qual o indivíduo tem atitudes negativas em relação a
um grupo específico.
 IV. A escolha do indivíduo sobre quais são os grupos pelos quais este tem desafeição e sobre
quem praticará a intolerância não é aleatória, está ligado a fatores ideológicos.
  
 É correto o que se afirma em:
ALTERNATIVAS
I e II, apenas.
II e III, apenas.
III e IV, apenas.
I, II e III, apenas.
I, II, III e IV.
2ª QUESTÃO
18/06/2018 Unicesumar - Ensino a Distância
2/9
As formações de consensos relacionados a aspectos democráticos perderam espaço nos últimos anos. Tal
alteração está vinculada ao crescimento e à mobilização dos interesses ligados a aspectos que envolvem
crenças e tratam de temáticas como regime político, segurança e tolerância, dentre outros. Neste contexto,
emergem movimentos que defendem a volta do regime militar e manifestam intolerância em relação a
grupos minoritários e expressões culturais, bem como comportamentos negativos do público em relação às
instituições políticas, aos políticos e aos partidos políticos. Tendo em vista que o apoio a democracia
envolve múltiplas dimensões, é coerente afirmar que para ser considerado democrático, um indivíduo não
deve apenas afirmar que prefere a democracia como forma de governo, mas também manifestar adesão a
um conjunto de valores democráticos, dentre os quais encontra-se a tolerância.
   
 Considerando as informações acima, avalie as asserções a seguir e a relação proposta entre elas.
  
 I. Os aspectos democráticos perdem espaço na sociedade quando emergem grupos que defendem a volta
do regime militar e demonstram intolerância às minorias e às manifestações culturais.
  
 PORQUE
  
 II. A tolerância é um valor democrático que se desenvolve de maneira relacionada à cultura política de um
povo ou agrupamento social, o que significa que sua manifestação tem relação com o regime político
instituído.
  
 A respeito dessas asserções, assinale a opção correta.
ALTERNATIVAS
As asserções I e II são proposições falsas.
A asserção I é uma proposição falsa e a II é uma proposição verdadeira.
A asserção I é uma proposição verdadeira e a II é uma proposição falsa.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa correta da I.
As asserções I e II são proposições verdadeiras e II é uma justificativa correta para I.
3ª QUESTÃO
18/06/2018 Unicesumar - Ensino a Distância
3/9
Para o estabelecimento da inclusão, não é necessária somente a existência dos direitos representados em
forma de leis, são necessárias modificações nas relações sociais, permitindo que as escolas se apresentem
como espaços inclusivos, por meio da instituição de relações sociais alternativas, com formas inovadoras de
composição do cotidiano. Assim, a educação inclusiva é o espaço onde as mudanças podem ocorrer através
da inclusão de múltiplos indivíduos. A educação inclusiva se rerfere a incluir sujeitos que historicamente
foram excluídos, por exemplo: negros, indígenas e pessoas com deficiência. A escola é um lugar
heterogêneo no qual os indivíduos são diferentes nas suas características sociais, culturais e físicas. Assim, é
necessário ultrapassar as desigualdades sociais, romper as fronteiras de um tipo de conhecimento
excludente e estabelecer um modelo de educação com pretensão multicultural. A perspectiva do
multiculturalismo propõe uma escola com múltiplas culturas. É neste encontro de indivíduos que possuem
diferenças que nossos alunos podem apreender a conviver com as práticas do “outro”, percebendo que cor
de pele, etnia e diferenças são maneiras plurais de existir no mundo, sendo todas legítimas.
 
 Considerando o texto acima e as dimensões do multiculturalismo, avalie as afirmações abaixo.
 
I. Quando o tema é inclusão, este pode ser pensado a partir do multiculturalismo.
 II. O multiculturalismo propõe a escola com uma cultura exclusiva.
 III. Educação inclusiva e o multiculturalismo propõem uma educação com múltiplas culturas, trabalhando
questões que envolvem incluir grupos historicamente excluídos.
 IV. A perspectiva da educação inclusiva não representa a sociedade contemporânea. Incluir diz respeito a
resolver um problema de exclusão. No Brasil, a exclusão de grupos minoritários foi resolvida há décadas.
 
É correto o que se afirma em:
ALTERNATIVAS
I e II, apenas.
I, II e III, apenas.
I e III, apenas.
II, III e IV, apenas.
I, II, III e IV.
4ª QUESTÃO
18/06/2018 Unicesumar - Ensino a Distância
4/9
No dia das mães, o ministro Paulo Renato escreveu uma carta para as mães dos estudantes brasileiros, na
qual divulgou dados sobre as porcentagens de expansão do ensino fundamental. O número de crianças
entre 7 e 14 anos que frequentam a escola, nos últimos 7 anos, subiu de 87% para 96%. De acordo com o
ministro, no ano de 1992 apenas 71% das crianças pobres estavam na escola, contra 97% das crianças ricas.
Sete anos depois foi possível constatar que 93% das crianças pobres estavam na escola, contra 99% das
crianças ricas. Uma preocupação apontada pelo ministro na sua fala para as mães estava relacionada a um
desafio: a melhoria da qualidade do ensino educacional. Para ele, a participação da família é evidente no
melhor desempenho e aprendizado dos alunos. Por outro lado, outro problema vivido no país não está
relacionado apenas à educação das crianças, mas também à alfabetização de adultos. Entre os anos de 1997
e 1998, o índice de alfabetização de adultos subiu somente de 84% para 84,5%. Os dados do Instituto
Brasileiro de Geografia e Estatística demonstram que 13,3 % dos brasileiros são analfabetos. No nordeste
está o maior índice: 26,6% da população não lê e não escreve. Diante deste cenário, o governo se propôs a
aumentar o investimento no programa de alfabetização de jovens e adultos no ano de 2001. O orçamento
estimou cerca de 300 milhões de reais para o programa.
  
ATMANN, Helena. Influências do Banco Mundial no projeto educacional. São Paulo, 2002.
 
 Considerando o texto acima e as dimensões do ensino de crianças e adultos, avalie as afirmações abaixo.
 
I. Os índices demonstram que a inserção de crianças pobres na escola aumentou no Brasil nos últimos anos.
 II. Além da entrada na escola, é necessário superar um desafio: garantir a qualidade do ensino educacional.
 III. Na década de 1990, a alfabetização das crianças subiu 84,5%. Nesse mesmo ano o governo investiu 300
milhões de reais na educação.
 IV. Outra questão preocupante no Brasil é o número de analfabetos. Para combater o analfabetismo, o
governo investe em programas de alfabetização.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.