A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
75 pág.
bulário para imprimir

Pré-visualização | Página 1 de 26

CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM
BULÁRIO REVIVER ESPAÇO PARA IDOSOS
BRASILIA / DF
2019 
BULÁRIO REVIVER ESPAÇO PARA IDOSOS
Trabalho de Campo de Estágio Supervisionado orientado pela Preceptor/a Danielle Gomides 9ª/10ª série.
 Maria Ivete lemos venancia RA:2838291463
Rita Teixeira de Morais RA:2862104549
Maria das Dores da Conceição Alves RA: 1570210069
Stéfani Tassiana Silva Matos RA: 2816731678
 Marta Carmem Paiva dos Santos RA: 1795260576
Katila Regina do Amaral RA: 1799234569
Roberto Ribeiro Santos RA:2803868708
Theonilson de Queiroz Santos RA: 2859111242
Francisco de Assis Barbosa de Araújo RA:2816742603
BRASILIA / DF 
2019 
INTRODUÇÃO
A bula de medicamentos é um anexo informativo das mediações que apresenta em seu conteúdo muita informação ao paciente, a pessoas leigas e profissionais da saúde. A leitura da bula deve ser considerada como auxílio para o entendimento dos medicamentos a serem ingeridos, ou seja, do medicamento prescrito pelo médico. A falta ou a má leitura dela pode dificultar o entendimento do processo que acontece durante o uso do medicamento ou até mesmo depois. Por isso, os objetivos desse trabalho visam expandir o conceito de bula de medicamentos e descrever sobre a importância de se fazer uma boa leitura dela. O estudo é uma revisão bibliográfica de materiais existentes sobre o tema em questão e tem o propósito de estender o conhecimento científico já produzido sobre a bula de medicamentos, sua finalidade e a importância da leitura, seja pelo próprio paciente ,ou qualquer profissional de sáude. Contudo, consideram-se também neste estudo as inúmeras reclamações sobre as bulas de medicamentos, como a dificuldade que alguns pacientes encontram para entender o que está escrito, o que levou a algumas mudanças e novas regras a serem definidas pela Agência Nacional de Vigilância (ANVISA). 
Bulário Reviver espaço para idosos
MEDICAMENTO: PENTOXIFILINA 
INDICAÇÕES TEAPEUTICAS: comprimido revestido de ação prolongada, é indicada em: - doenças oclusivas arteriais periféricas e distúrbios artério-venosos de natureza aterosclerótica ou diabética (ex. claudicação intermitente, dor em repouso) e distúrbios tróficos (úlceras nas pernas e gangrena); - alterações circulatórias cerebrais (sequelas de arteriosclerose cerebral, como: dificuldade na concentração, vertigem e comprometimento da memória), estados isquêmicos e pósapopléticos; - distúrbios circulatórios do olho ou ouvido interno, associados a processos vasculares degenerativos e a comprometimento da visão ou audição.
Nebile gestação. Portanto, a pentoxifilina não deve ser usada em gestantes. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgiãodentista.
Lactação A pentoxifilina é excretada no leite materno em pequenas quantidades, mas por não existirem dados suficientes, o médico deve avaliar cuidadosamente o risco/benefício antes de administrar pentoxifilina a mulheres que estejam amamentando.
REAÇÕES ADVERSAS: Restrições a grupos de risco É necessária uma cuidadosa monitorização médica em pacientes com: 
- arritmia cardíaca severa; - infarto agudo do miocárdio; - pressão sanguínea baixa (hipotensão); 
INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS - comprometimento da função renal (“clearance” de creatinina abaixo de 30mL/min); - comprometimento severo da função hepática; - tendência aumentada a hemorragias devido, por exemplo, ao uso de medicamento anticoagulantes ou distúrbios na coagulação; 
- tratamento concomitante com pentoxifilina e antagonistas da vitamina K (vide Interações Medicamentosas); 
- tratamento concomitante com pentoxifilina e agentes antidiabéticos (vide Interações Medicamentosas).
 
MEDICAMENTO: VENAFLON 
INDICAÇÕES TEAPEUTICAS: Venaflon é indicado no tratamento das manifestações da insuficiência venosa crônica, funcional e orgânica, dos membros inferiores e no tratamento dos sintomas funcionais relacionados à insuficiência venosa do plexo hemorroidário. Também é indicado no período pré e pós-operatório de safenectomia (retirada cirúrgica da veia safena) para alívio dos sinais e sintomas decorrentes desse procedimento. É ainda indicado para o alívio da dor pélvica crônica associada à Síndrome da Congestão Pélvica e para o alívio dos sinais e sintomas pós-operatórios decorrentes da retirada cirúrgica da veia hemorroidal (hemorroidectomia).
CONTRA INDICAÇÕES: Venaflon não deve ser utilizado nos casos de hipersensibilidade previamente conhecida aos ativos diosmina e o hesperidina ou a qualquer um dos componentes da fórmula. Este medicamento é contraindicado para uso em crianças.
REAÇÕES ADVERSAS: Reações incomuns (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento) Colite (inflamação do intestino).
Reações raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento)Tontura ;Dor de cabeça; Mal estar; Rash cutâneo (erupções avermelhadas);Prurido (coceira); Urticária (erupção cutânea). 
Reações com frequência desconhecida: Dor abdominal , Edema de face isolada, lábios e pálpebras. Excepcionalmente edema de Quincke (tal como inchaço da face, lábios, boca, língua ou garganta, dificuldade em respirar ou engolir).
INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: Ingestão concomitante com outros medicamentos Coglive® não deve ser usado com medicamentos que funcionem de maneira semelhante. 
 Alguns medicamentos podem ocasionar efeitos adversos (como náusea e vômito) mais provavelmente em pessoas tomando Coglive®, como por exemplo: - cetoconazol (um antifúngico); - amitriptilina, fluoxetina, fluvoxamina ou paroxetina (antidepressivos); - eritromicina (um antibiótico); - quinidina (para batimentos irregulares do coração). 
 
 
MEDICAMENTO: PARACETAMOL
INDICAÇÕES TEAPEUTICAS: Este medicamento é indicado, em adultos, para a redução da febre e o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como: dores associadas a resfriados comuns, dor de cabeça, dor no corpo, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores leves associadas a artrites e dismenorreia.
CONTRA INDICAÇÕES: Este medicamento não deve ser administrado a pacientes com hipersensibilidade ao paracetamol ou a qualquer outro componente de sua fórmula. Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos. . A dose recomendada de paracetamol não deve ser ultrapassada. Muito raramente, foram relatadas sérias reações cutâneas, tais como pustulose generalizada exantemática aguda, síndrome de Stevens-Johnson e necrólise epidérmica tem pacientes que receberam tratamento com paracetamol. Os pacientes devem ser informados sobre os sinais de reações cutâneas sérias e o uso do medicamento deve ser descontinuado no primeiro aparecimento de erupção cutânea ou qualquer outro sinal de hipersensitividade. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
REAÇÕES ADVERSAS : Podem ocorrer algumas reações adversas inesperadas. Caso ocorra uma rara reação de sensibilidade, o medicamento deve ser descontinuado. As reações adversas identificadas após o início da comercialização de paracetamol, com doses terapêuticas de paracetamol são: Reação muito rara ,distúrbios do sistema imunológico: reação anafilática e hipersensibilidade; e distúrbios da pele e tecidos subcutâneos: vermelhidão e coceira, erupção na pele prurido, Podem ocorrer pequenos aumentos nos níveis de transaminase em pacientes que estejam tomando doses terapêuticas de paracetamol
INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS : Não use junto com outros medicamentos que contenham paracetamol, com álcool, ou em caso de doença grave do fígado. Para muitos pacientes, o uso ocasional de paracetamol geralmente tem pouco ou nenhum efeito em pacientes sob

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.