slide-(adm rural)ADMINISTRAÇÃO CIENTIFICA SEGUNDO FREDERICK WILSON TAYLOR
13 pág.

slide-(adm rural)ADMINISTRAÇÃO CIENTIFICA SEGUNDO FREDERICK WILSON TAYLOR


DisciplinaIntrodução à Administração34.032 materiais842.155 seguidores
Pré-visualização1 página
ADMINISTRAÇÃO CIENTIFICA SEGUNDO FREDERICK WILSON TAYLOR.
 ADMINISTRAÇÃO CLÁSSICA SEGUNDO JULES HENRI FAYOL. 
Curso: Bacharelado em Zootecnia/9º período.
Disciplina: Administração Rural.
Docente: Cassiano Pesanha Madalena.
Discentes:
Aldeísa Vieira de Araújo.
Antonia Ferreira da Silva do Nascimento.
www.google.com/search?q=imagem
www.google.com/search?q=imagem
1
O que é ?
A administração científica é um modelo de administração criado pelo americano Taylor que se baseia na aplicação do método científico na administração com o intuito de garantir o melhor custo/benefício aos sistemas produtivos. 
A administração clássica foi idealizada por  Fayol. Caracteriza-se pela ênfase na estrutura organizacional, pela visão do Homem Econômico e pela busca da máxima eficiência.
2
A administração cientifica e sua colaboração para as organizações do século XXI
No inicio do século XX, a Administração surge como uma ciência que mudaria a forma de gerenciar e supervisionar uma empresa. 
Escola de Administração Cientifica a qual teve como percussor o engenheiro americano Frederick Wilson Taylor.
Na década de 1920 à Engenharia Industrial, que reinaria no chão das fabricas até o final da década de 1980, quando surge a Teoria das restrições.
Fluxo de produção possui o seu nível máximo de eficiência determinado pelo seu ponto de maior ineficiência.
www.google.com/search?q=imagem
3
Os princípios da administração científica
Quatro princípios básicos:
1. Princípio de planejamento \u2013 Substituir no trabalho a improvisação dos operários por métodos cientificamente comprovados, onde a improvisação dava lugar ao planejamento dos métodos de trabalho.
 2. Princípio de preparo \u2013 Esse princípio tinha como finalidade selecionar cientificamente os trabalhadores de acordo com suas aptidões e treiná-los para produzir mais e melhor. 
3. Princípio do controle \u2013 Controlar o trabalho para certificar de que está sendo executado de acordo com os métodos estabelecidos.
4. Princípio da execução \u2013 Distribuir atribuições e responsabilidades para que a execução do trabalho seja disciplinada. 
4
A Teoria Clássica da Administração surge de duas principais necessidades
1- O crescimento acelerado e desorganizado das empresas, com algumas complexidades que exigiam a substituição do empirismo e da improvisação, dominantes até então.
2- Necessidade de aumentar a eficiência e a competência das organizações, para obter o melhor retorno possível dos recursos empregados, para fazer frente à concorrência acirrada entre as empresas da época.
www.google.com/search?q=imagem
www.google.com/search?q=imagem
www.google.com/search?q=imagem
5
A teoria de Fayol sustenta que toda empresa possui seis funções básicas
Funções técnicas \u2013 Ligadas à produção de bens e serviços.
Funções comerciais \u2013 Compra, venda e permuta.
Funções financeiras \u2013 Gestão de capitais.
Funções de segurança \u2013 Preservação e proteção de bens e pessoas.
Funções contábeis \u2013 Balanços, registros, custos, inventários, etc.
Funções administrativas \u2013 Coordenação das demais funções.
www.google.com/search?q=imagem
6
Princípios gerais da administração clássica
Para Fayol, a Administração foge da ideia da rigidez e do absolutismo em matéria de administrativa.
Divisão do trabalho: A especialização das pessoas aumenta a eficiência.
Autoridade e responsabilidade: Significa o poder de decisão e direito de dar ordens, e o dever de prestar contas como consequência direta de sua autoridade.
Disciplina: Traço comportamental, necessário para prestar obediência, energia e respeito aos acordos determinados.
Unidade de comando: Cada funcionário deve receber ordens de apenas um superior.
7
Princípios Gerais da Administração clássica
Unidade de direção: Comando único e plano específico para cada atividade, dentro do mesmo objetivo.
Subordinação de interesses individuais: Os interesses particulares das pessoas estão sobrepostos pelos interesses da empresa.
Remuneração do pessoal: Justa retribuição tanto para funcionários quanto para a organização.
Centralização: Concentração da autoridade no topo da hierarquia.
Estabilidade do pessoal: Minimizar a rotatividade de pessoal, para evitar prejuízos para a organização e aumentar a eficiência.
Espírito de equipe: Harmonia e união entre as pessoas, para fortalecer a organização.
8
Críticas à teoria clássica da administração
Teoria da Máquina
A Teoria Clássica recebeu esta denominação, porque considerou a organização sob o prisma do comportamento mecânico de uma máquina.
Esta visão deu à teoria uma abordagem mecânica, lógica e determinística da organização.
Pois cada posto de trabalho(e seu ocupante) era considerado apenas uma engrenagem ou um mola responsável por mover todo o sistema.
www.google.com/search?q=imagem
www.google.com/search?q=imagem
9
Taylor x Fayol
10
https://www.youtube.com/watch?v=WQWrItnxHAQ
Conclusão
Jules Henri Fayol e Frederick W. Taylor são considerados, juntos, os fundadores da Administração moderna. Contudo, apesar das críticas, a Teoria Clássica da Administração é a mais usada na formação de novos Administradores, pois permite uma visão simples e ordenada, dissecando o trabalho organizacional em categorias úteis e compreensivas.
11
Referências
www.google.com/search?q=imagem+do+cienista+frederico+Taylor.
http://facefaculdade.com.br/arquivos/revistas/A_Administrao_Cientifica_e_sua_colaborao_para_as_Organizaes_do_Sculo_XXI.pdf.
http://www.enfoquenet.com.br/academico/teoria-classica/.
https://www.youtube.com/watch?v=WQWrItnxHAQ
12
Obrigada pela atenção!!!
13