A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
mapa mental CONTABILIDADE unidade II

Pré-visualização | Página 1 de 1

Contabilidade Unidade II
Balanço Patrimonial
Contas Ativo
PASSIVO
Contas que
representam as
obrigações para com
terceiros em geral
PASSIVO CIRCULANTE: contas com terceiros no decorrer
do exercício, nos próximos 365 dias, como por exemplo
fornecedores, duplicatas a pagar, empréstimos, impostos,
salários, financiamentos.
PASSIVO NÃO CIRCULANTE: Contas que representam obrigações
cujos prazos de vencimentos situam-se após o término do
exercício social, ou seja vencimentos após 365 dias do exercicio.
ATIVO
No ativo encontramos as contas
que representam os bens e
direitos que a empresa possui
ATIVO NÃO CIRCULANTE: realizável
em longo prazo, investimentos,
imobilizado e intagível.
.
ATIVO CIRCULANTE: mostra as
disponibilidades imediatas da empresa,
tais como saldo de caixa ou conta
corrente bancária, duplicatas a receber,
bens, estoques, etc
PATRIMÔNIO LIQUIDO
corresponde à quantia do
patrimônio que cabe ao
proprietário do negócio
AJUSTES DE AVALIAÇÃO
PATRIMONIAL
avaliação patrimonial
enquanto não está no
quadro de exercicio
RESERVAS DE LUCRO
contas constituídas pela apropriação de lucros
RESERVA DE CAPITAL são contas de ganhos obtidos pela empresa que não transitam
pelo resultado, tais como ágio.
PREJUÍZOS ACUMULADOS
representa o resultado negativo apurado no exercício atua
CAPITAL SOCIAL investimento feito pelos proprietários na
empresa, e pela conta capital a integralizar.
AÇÕES EM TESOURARIA
quando a empresa adquiri suas próprias ações,
com o objetivo de reduzir o capital social
O Balanço patrimonial é um demonstrativo contábil que
mostra a situação econômica e financeira de uma
empresa em um determinado momento.
DRE - Demonstraçao de Resultado do Exercício
CONCEITO: demonstrativo contábil
apresentado de forma dedutiva, ou seja,
subtraem as receitas das despesas.
CONTAS DA DRE
RECEITA BRUTA: engloba as vendas
a vista e a prazo, vendas realizadas
nos mercados interno e externo.abatimento
desconto comercial
devolução
imposto incidente sobre as vendas
RECEITA LÍQUIDA: demonstra o valor da receita bruta,
deduzindo das chamadas "deduções da vendas"
CMV: custos das mercadorias vendidas
LUCRO BRUTO: diferença entre a receita liquida e o custo das vendas.
DESPESAS COM VENDAS: despesas incorridas para que a empresa possa
vender suas mercadorias, como por exemplo frete sobre vendas.
RECEITAS FINANCEIRAS: juros no recebimento de duplicatas atrasadas
DESPESAS FINANCEIRAS: juro pagos
DESPESAS GERAIS/ADM: despesas com contabilidade, auditoria,
telefone, água, energia, funcionários, assistência medica.
OUTRAS RECEITAS/DESPESAS OPERACIONAIS: receitas e
despesas que não se enquadram nos grupos anteriores.
RESULTADO OPERACIONAL:lucro bruto, somando-se as
receitas e subtraindo as despesas operacionais.
RECEITAS NÃO OPERACIONAIS: geradas pela venda de itens
do ativo imobilizado como recebimento de seguradoras.
DESPESAS NÃO OPERACIONAIS: São geradas pelo custo do
item do ativo imobilizado vendido.
LUCRO ANTES DO IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL: é o
ponto de partida para ter o lucro que será tributado pelo imposto de renda
IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O
LUCRO: base de cálculo da contribuição social sobre o lucro
LUCRO ANTES DAS PARTICIPAÇÕES NOS LUCROS: lucro
antes do imposto de renda e contribuição social sobre o lucro.
LUCRO LIQUIDO DO EXERCÍCIO: meta principal a ser
alcançada pela empresa em suas atividades
PARTICIPAÇÃO DE EMPREGADOS:
despesas, uma espécie de
complemento de remuneração
calculada com base no lucro obtido
PARTICIPAÇÃO DE
PARTES
BENEFICIARIAS: é
uma despesa,
representa uma
participação paga
aos possuidores
desse títulos
negociáveis.
RESULTADO DO EXERCÍCIO: lucro ou prejuízo, resultado de
todas as operações que a empresa realizou em um período.
LUCRO POR AÇÃO: quociente da divisão do lucro pelo numero
de ações que compõe o capital.
PARTICIPAÇÃO DE DEBENTURISTAS: corresponde a um tipo
de despesa financeira
Demonstração de Origens e Aplicações de
Recursos (DOAR)
CONCEITO: demonstrativo contábil, variação do capital
circulante líquido de uma empresa.
CCL: capital liquido
circulanteengloba tudo o que a empresa tem aplicado no curto prazo (AC)
LUCRO DO EXERCÍCIO: lucro líquido e a principal origem do CCL
ESTRUTURAS DO DOAR
origens dos acionistas e de terceiros
aplicação de recursos
Demonstração dos
Fluxos de Caixa (DFC)
Estrutura de
demonstração dos
fluxos de caixa atividades de investimentos
atividades de financiamentos
atividades operacionais
CONCEITO: demonstrativo contábil que explica as
modificações ocorridas no saldo das disponibilidades da
empresa em um período.
Métodos de
elaboração da DFC
MÉTODO DIRETO: mostra todos os recebimentos e pagamentos
que contribuíram para a variação das disponibilidades no período.
MÉTODO INDIRETO: explica pela análise dos fundamentos de sua
elaboração, consiste em estender à análise dos itens não circulantes as
alterações ocorridas nos itens circulantes (apassivo e ativo circulante).

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.