A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS (3)

Pré-visualização | Página 4 de 6

80%
100%
BP DRE DFC DMPL OUTRA
DEMONSTRATIVOS
CONTÁBEIS
 
Figura 3- Gráfico das Demonstrações Contábeis utilizadas pelos Gestores 
Fonte: Elaboração própria, 2013. 
 
 
 
A figura 04 mostra a resposta dos gestores, ao serem questionados se utilizam os demonstrativos 
para comparar a evolução e o desempenho da empresa e para tomar decisões. 
 
Resposta Quantidade 
Sempre 2 
 
Às Vezes 1 
 
 Nunca 
 
 
Figura 04 
Fonte: Elaboração própria (2013) 
 
Com relação à utilização dos relatórios financeiros para tomada de decisões, 67% dos gestores 
sempre se baseiam nos mesmos e 33% às vezes. No decorrer deste trabalho, observa-se a grande 
utilidade dos demonstrativos contábeis como ferramenta para verificar a saúde da empresa, pois não há 
como se ter um diagnóstico da real situação desta se os gestores não estiverem embasados em 
informações concisas oferecidas pelos relatórios financeiros; logo, os 33% correm o risco de comprometer 
a visão estratégica e os planos da empresa, podendo não atentar para os pontos críticos, limitações e 
potencialidades, ou seja, compromete o futuro da empresa. 
 
Já sobre a compreensão das demonstrações contábeis, por parte dos gestores, a figura 05, 
apresenta a opinião dos mesmo: 
 
Resposta Quantidade 
Sim 2 
Na maioria das vezes sim 1 
Na maioria das vezes Não 
Não 
Figura 05: Os gestores compreendem as demonstrações contábeis? 
Fonte: Elaboração própria (2013) 
 
As informações apresentadas nos relatórios contábeis são entendidas por 67% dos gestores, 
porém 33% apenas na maioria das vezes, conforme apresenta tabela acima. Além disso, nos questionários 
respondidos, alguns gestores relataram algumas dificuldades como: Analisar os investimentos e os 
impostos devido ao fluxo da utilização dos mesmos; comparar o resultado obtido com os concorrentes 
para que se possa tomar decisões. Segundo o que foi apresentado os relatórios financeiros devem 
apresentar compreensibilidade, relevância, materialidade, confiabilidade, primazia da essência sobre a 
forma, prudência, integralidade, comparabilidade, tempestividade e por fim equilíbrio entre custo e 
benefício. 
Lembrando que as características qualitativas dos demonstrativos correspondem à forma como 
as informações contidas nestes são apresentadas, além da observação das normas e princípios. 
 
A figura 06 apresenta se as informações contábeis suprem as necessidades de informação dos gestores e 
se fazem a diferença no dia a dia. 
 
Resposta Quantidade 
Sim 2 
Parcialmente 1 
Não 
 
Figura 06 
Fonte: Elaboração própria (2013) 
 
Segundo a Figura 06, as informações contábeis suprem as necessidades de informação e fazem a 
diferença no dia-a-dia para 67% dos gestores, já para 33% as mesmas atendem parcialmente. A questão 
do exposto neste quesito deve-se observar que tipo de informação está sendo apresentada aos gestores e 
porque estão sendo parcialmente relevantes, visto que é primordial que as informações oferecidas pelos 
relatórios financeiros sejam bem selecionadas, o que significa devem-se apresentar revestidas de certa 
qualidade e não apenas apresentar uma grande quantidade de informação para que possam ser úteis à 
tomada de decisão. 
 
A figura 07 demonstra a frequência em que o contador é procurado para auxiliar na resolução de 
dificuldades da empresa. 
 
Resposta Quantidade 
Sempre 2 
Às vezes 1 
Nunca 
Figura 07 
Fonte: Elaboração própria (2013) 
 
Tendo em vista as dificuldades que possam ser encontradas na hora da análise dos 
demonstrativos por parte dos gestores, estes devem solicitar o auxílio do Contador que é o profissional 
habilitado para transformar os dados constantes nas demonstrações contábeis em informação útil para 
tomada de decisão. Especificamente, o profissional contábil poderá ser um Analista de Balanços, o qual se 
preocupa em aplicar as técnicas necessárias para um estudo da real situação financeira da empresa, se a 
mesma é lucrativa, se vem evoluindo ou regredindo, conforme estudado no referencial teórico. Neste 
quesito, dos 03 (três) gestores que responderam o questionário, 67% dos procuram o contador para 
auxiliar nas dificuldades da empresa e os outros 37%, às vezes procuram. 
 
A figura 08 demonstra se os dados contábeis refletem a realidade da empresa e contribuem para 
o alcance de objetivos da mesma. 
 
Resposta Quantidade 
Sim 3 
Não 
 
Figura 08 
Fonte: Elaboração própria (2013) 
 
Para 100% dos gestores que responderam o questionário, os dados contábeis refletem a 
realidade da empresa e contribuem para o alcance de objetivos da mesma, o que é um bom sinal diante 
da grande importância no que diz respeito a finalidade dos demonstrativos contábeis. 
 
4.1 VISÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS NO PROCESSO DECISÓRIO POR PARTE DO CONTADOR 
 
A figura 09, apresenta os demonstrativos contábeis que são utilizados para análise da situação da 
empresa, na visão do contador. 
 
 
Demonstração Contábil Quantidade 
Balanço Patrimonial 4 
Demonstração de resultado de Exercício 3 
Demonstração de fluxo de caixa 4 
Demonstração das mutações do Patrimônio Líquido 1 
Outra 
Não analiso a situação da empresa, apenas preparo os demonstrativos. 
Figura 09 
Fonte: Elaboração própria (2013) 
 
Conforme a Figura 09, os demonstrativos utilizados por 100% dos contadores para análise da 
empresa são o Balanço Patrimonial e a Demonstração de Fluxo de Caixa, em segundo lugar, com 75% está 
a Demonstração de Resultado de Exercício e por último, com 25%, está a Demonstração das mutações do 
Patrimônio Líquido. Nenhuma outra demonstração contábil foi informada como utilizada pelos 
contadores, para análise. É válido ressaltar, que antes da confecção do Balanço Patrimonial deve ser 
elaborada a Demonstração de Resultado de Exercício, devido ao encerramento das contas de resultado e 
o resultado obtido no mesmo é transferido para o Balanço Patrimonial. 
De acordo com a fundamentação teórica, As informações da DFC, analisadas em conjunto com o 
Balanço Patrimonial, a Demonstração do Valor Adicionado, a Demonstração do Resultado do Exercício e a 
demonstração dos Lucros ou Prejuízos acumulados, permitem que os investidores, administradores, 
credores e demais usuários avaliem: a capacidade de a empresa gerar fluxos de caixas positivos no futuro, 
a capacidade de a empresa honrar os compromissos com seus credores; a liquidez, a solvência e a 
flexibilidade financeira da empresa; identificar a parte do lucro líquido ou prejuízo líquido apurado pelo 
regime de competência convertido em dinheiro; os efeitos decorrentes das operações de investimentos e 
financiamento na posição financeira da empresa; o grau de precisão dos fluxos de caixas estimados no 
passado e a sua realização no futuro etc., ou seja, os contadores que responderam ao questionário, 
trabalham com os 03 (três) demonstrativos mais utilizados para o estudo da saúde financeira da empresa; 
observando que 02 (dois) desses demonstrativos não fazem parte do uso dos mesmos, pois a análise do 
Balanço Patrimonial e da Demonstração do Resultado do Exercício constitui-se parte fundamental do 
processo da análise das demonstrações, contudo outras demonstrações enriquecem a interpretação da 
situação econômico-financeira da empresa. 
 
A Figura 10 demonstra se as características qualitativas são observadas pelo contador quando da 
confecção dos demonstrativos financeiros. 
 
Resposta Quantidade 
Sempre 4 
Às vezes 
Nunca 
Figura 10 
Fonte: Elaboração própria (2013) 
 
 
As características qualitativas na hora da confecção dos Demonstrativos Financeiros são 
observadas por 100 % dos contadores, o que é plausível, tendo em vista que para que se tenha uma

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.