PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA
50 pág.

PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA


DisciplinaEducação Física73.589 materiais381.343 seguidores
Pré-visualização3 páginas
PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA E A EDUCAÇÃO 
FÍSICA ESCOLAR
ROTEIRO DE ESTUDO \u2013 3ª VE
- Conceitos e termos associados;
- Origem, características e classificações das PCA;
- Exemplos de Práticas corporais de aventura na 
natureza e no meio urbano;
- Benefícios das práticas corporais de aventura para a 
saúde, qualidade de vida e formação educacional;
- Possibilidades e limitações das práticas corporais de 
aventura no ambiente escolar;
- Corrida de orientação \u2013 principais aspectos históricos, 
características, objetivos e equipamentos básicos.
PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA
As Práticas Corporais de Aventura(PCA) estão
relacionadas com o ser humano desde a Antiguidade, quando
eram necessárias práticas de caça, pesca, escaladas em árvores
e montanhas, travessia de rios, mares e lagoas com objetivos de
sobrevivência e exploração.
PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA(PCA)
\uf071 As Práticas Corporais de Aventura(PCA) estão
relacionadas com o ser humano desde a Antiguidade.
\uf071 Com o passar do tempo, as PCA foram ganhando
diferentes características e sentidos, sendo utilizada com
diferentes objetivos.
\uf071 Inicialmente, vistas apenas como alternativa de lazer.
Posteriormente, os adeptos frequentes, buscaram
aperfeiçoar a técnica cada vez mais e assim foram
surgindo as competições e organizações).
EXEMPLOS DE PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA
1. Asa delta
2. Arvorismo
3. Paraquedismo
4. Balonismo
5. Tirolesa
6. Mountain bike
7. Skate
8. Parkour
9. Canoagem
10. Mergulho
11. Escalada
12. Slackline
13. Surfe
14. Corrida de orientação
15. Bungee jump
Em quais ambientes são realizados essas práticas?
NOMENCLATURAS UTILIZADAS
Esportes de aventura Esportes ecológicos
Esportes radicais
Esportes de ação Esportes californianos
Atividades de aventura Esportes extremos
Treinamentos experienciais Práticas corporais de aventura 
Esportes selvagens Experiências ao ar livre
PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA(PCA)
\uf071 Por que utilizar o termo \u201cPráticas Corporais\u201d ao invés 
de atividade física?
- Para alguns estudiosos, o termo \u201catividade física\u201d
remete a uma compreensão restrita do ser humano,
limitada a uma concepção biologicista.
- Já a expressão \u201cprática corporal\u201d possibilita um
entendimento mais ampliado das múltiplas dimensões
humanas.
PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA(PCA)
\uf071 AVENTURA: do latim \u201cadventure\u201d significa o que está por
vir; desconhecido, incerto, imprevisível.
\uf071 RADICAL: do latim \u201cradix\u201d. Usa-se o termo por se
entender que a raiz, a razão de toda existência humana
esteja na busca por emoções e sensações.
\uf071 As PCA podem ser caracterizadas como manifestações
educacionais, de lazer e de rendimento, sob o controle
das condições de uso de equipamentos, da formação de
recursos humanos e comprometidos com a
sustentabilidade ambiental.
PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA(PCA)
\uf071 As atividades de aventura podem acontecer nos espaços
da terra, água e ar.
\uf071 Diferenciam-se do esporte tradicional, tanto pelas
condições para a prática como pela motivação,
sensibilização, objetivos e meios utilizados para a
prática das mesmas.
\uf071 Ao contrário dos esportes tradicionais, as PCA, em sua
maioria, não estão voltados para o gesto técnico e o
melhor desempenho.
As práticas corporais de aventura são aquelas que envolvem
um nível bem maior de riscos físicos, que podem estar
relacionados à velocidade, à altura, à execução de manobras
ou outros elementos.
Por causa disso, as PCA são bem mais emocionantes que os
esportes comuns e tradicionais, como atletismos, basquete,
futsal, voleibol, entre outros.
Exigem muito mais do corpo e do emocional do indivíduo.
Estimula o organismo a produzir uma descarga elevada de
adrenalina que possibilitará o indivíduo reagir diante da
\u201cameaça\u201d percebida.
Sabe-se também que a vivência dessas atividades proporciona a
liberação de hormônios ou neurotransmissores relacionados à
sensação de bem-estar e prazer, além de trazer uma série de
outros benefícios.
PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA(PCA)
\uf071 As PCA se caracterizam por:
- explorar as incertezas que o ambiente físico cria para o
praticante;
- geração da vertigem;
- risco controlado.
\uf071 Podem ser diferenciadas com base no ambiente de que
necessitam para serem realizadas: na natureza e
urbanas. Estas exploram a \u201cpaisagem de cimento\u201d e as
primeiras \u201cambientes naturais/em contato com a
natureza\u201d.
Modalidades praticadas na 
terra
Breve descrição
Caving Exploração de diferentes tipos de cavernas que se empregam técnicas
variadas.
Corrida de aventura Prática competitiva que objetiva o deslocamento entre pontos naturais,
contendo diversas modalidades de aventura encadeadas.
Corrida de orientação Prática competitiva que emprega mapa específico e bússola para navegar entre
pontos determinados.
Arvorismo Prática focada na superação de desafios e obstáculos, geralmente construídos
entre plataformas nas árvores.
Escalada Prática cujo objetivo é, normalmente, ascender em estruturas com diferentes
graus de dificuldade, como rochas e muros de escalada.
Mountain bike Prática de ciclismo realizada em espaços naturais como trilhas.
Parkour Deslocamento de um ponto para outro, usando habilidades corporais para a
superação de obstáculos.
Skate Prática que emprega equipamentos, normalmente composto por prancha e
eixos com rodas, para a realização de diferentes movimentos e manobras.
Slackline Deslocamento realizado sobre uma fita tubular presa entre pontos que estão
acima do solo.
Trekking Prática centrada na caminhada, normalmente, em trilhas e espaços naturais,
podendo ser competitiva ou não.
CLASSIFICAÇÃO DAS PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA
Modalidades praticadas na 
água
Canoagem Prática realizada em mares, lagos, rios, piscinas ou outros espaços e que
emprega caiaques, canos ou botes.
Kitesurfe Prática que emprega uma espécie de pipa e uma pequena prancha com uma
estrutura de suporte para os pés.
Mergulho Prática subaquática que é realizada com ou sem equipamentos específicos.
Rafting Modalidade da canoagem que, normalmente, emprega botes infláveis para a
descida de corredeiras.
Stard up paddle ou SUP Prática realizada com uma prancha, similar à usada no surfe, que também
emprega um remo.
Surfe Prática realizada com diferentes tipos de pranchas que objetiva deslizar sobre
ondas e realizar manobras.
Acqua ride ou boia cross Consiste em descer corredeiras deitado ou sentado sobre uma câmara de ar em
formato ovalado.
Windsurfe Prática realizada com uma prancha, similar à usada no surfe, que possui
mastro e vela.
CLASSIFICAÇÃO DAS PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA
Modalidades praticadas no ar
Asa delta Prática de voo livre que emprega um tipo de asa feita de materiais rígidos,
como tubos de alumínio, e flexíveis, como tecidos.
Balonismo Deslocamento realizado com balões.
Bungee jump Salto de estruturas elevadas, como plataformas e pontes, por meio de cordas
elásticas.
Paragliding Prática de voo livre que emprega equipamento similar a um paraquedas.
Paraquedismo Saltar de aeronaves empregando paraquedas. Há o B.A.S.E jump, cujo salto
com paraquedas é realizado em pontes, prédios e penhascos.
Tirolesa Deslizamento realizado com equipamentos individuais, em um cabo de aço
fixado entre pontos de diferentes alturas.
Fonte: GUIOTTI (2016)
CLASSIFICAÇÃO DAS PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA
PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA(PCA)
\uf071 Essas práticas na EF escolar:
- ampliam o repertório motor e as expressões subjetivas de
seus praticantes;
- Podem promover condições para melhoria e manutenção
do meio ambiente;
- Promovem
Taynara
Taynara fez um comentário
????
0 aprovações
Carregar mais