manual_pratico_de_processo_administrativo_disciplinar_e_sindicancia_da_cgau (3)
161 pág.

manual_pratico_de_processo_administrativo_disciplinar_e_sindicancia_da_cgau (3)


DisciplinaDireito Administrativo I54.728 materiais994.467 seguidores
Pré-visualização48 páginas
ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO 
CORREGEDORIA-GERAL DA ADVOCACIA DA UNIÃO 
 
 
 
MANUAL PRÁTICO DE PROCESSO 
ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR E SINDICÂNCIA 
 
 
CORREGEDORIA-GERAL DA ADVOCACIA DA UNIÃO 
 
 
1ª edição 
 
 
Brasília 
2015 
 
 
 
 
 
 
 
 
ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO 
Ministro Luís Inácio Lucena Adams 
 
CORREGEDOR-GERAL DA ADVOCACIA DA UNIÃO 
Ademar Passos Veiga 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Licença deste documento 
O conteúdo deste documento é de domínio público, sendo vedada sua utilização com fins 
lucrativos. A reprodução pode ser feita em qualquer suporte, sem necessidade de autorização 
específica, desde que sejam mencionados os créditos à Corregedoria-Geral da Advocacia da 
União. 
 
Advocacia-Geral da União. Edifício Sede II, Setor de Indústrias Gráficas, Quadra 6, Lote 800, 
CEP: 70.610-460, Brasília-DF 
Tel: 2026-7319/7320 
E-mail: cgau@agu.gov.br 
 
 
 
 
Brasil. Advocacia-Geral da União. 
 
Manual Prático de Processo Administrativo Disciplinar e Sindicância - Corregedoria-Geral da 
Advocacia da União. 1.ed. Brasília: Advocacia-Geral da União, 2015. 
Disponível em: http://www.agu.gov.br/unidade/cgau; Menu \u201cPublicações\u201d. 
 
1. Manual Prático de Processo Administrativo Disciplinar e Sindicância. I. Título. II. Brasil. Advocacia-
Geral da União. 
 
 
 
Manual Prático de Processo Administrativo Disciplinar e Sindicância 
1ª edição 
 
 
Coordenação 
Hélio Saraiva Franca (Corregedor Auxiliar da Corregedoria-Auxiliar 3 da CGAU/AGU) 
 
Elaboração - Manual 
Carina Rocha Seabra (Coordenadora da Corregedoria-Auxiliar 3 da CGAU/AGU) 
 
Elaboração - Modelos 
Luciana de Queiroga Gesteira Costa 
Renata Orro de Freitas Costa 
 
Colaboradores 
André Cardoso Magagnin André de Sosa Vérri 
Carla Regina Rocha Carlos Luiz Weber 
Clarissa F. Alves de Menezes Daniela Figueira Aben-Athar 
Edimar Fernandes de Oliveira Gislene Machado 
Gustavo Vicente Daher Montes Hugo de Pontes Cezario 
José Adolfo Novato da Silva Luiz Eduardo A. Vieira Barbosa 
Marcelo Belisário dos Santos Mila Kothe 
Paulo Cesar Wanke Sandro Brito de Queiroz 
 
Colaboração especial 
Universidade Federal Rural de Pernambuco 
 
 
 
 
 
S U M Á R I O 
 
 
SIGLAS E ABREVIATURAS ....................................................................................... 9 
A P R E S E N T A Ç Ã O ............................................................................................. 10 
I N T R O D U Ç Ã O .................................................................................................... 12 
CAPÍTULO 1 - INSTAURAÇÃO DO PROCESSO ADMINISTRATIVO 
DISCIPLINAR .............................................................................................................. 15 
1.1 Conteúdo da portaria instauradora ...................................................................... 15 
1.1.1 Designação de membros da comissão processante ................................. 16 
1.1.2 Foco de atuação da comissão processante ............................................... 18 
1.1.3 Prazo para conclusão dos trabalhos ......................................................... 19 
1.2 Publicação da portaria instauradora .................................................................... 21 
1.3 Portaria instauradora conjunta ............................................................................. 21 
1.4 Efeitos da instauração do processo administrativo disciplinar .......................... 22 
CAPÍTULO 2 - INSTALAÇÃO E TRABALHOS DA COMISSÃO 
PROCESSANTE ........................................................................................................... 24 
2.1 Sigilo do processo administrativo disciplinar ....................................................... 25 
2.2 Designação do secretário da comissão ................................................................... 26 
2.2.1 Secretário membro da comissão processante .......................................... 26 
2.2.2 Secretário não integrante da comissão processante ............................... 27 
2.2.3 Secretário ad hoc ........................................................................................ 27 
2.3 Organização de documentos e dos autos do PAD ................................................ 28 
2.4 Independência e imparcialidade da comissão processante.................................. 30 
2.4.1 Impedimento e suspeição .......................................................................... 30 
2.5 Comunicações iniciais necessárias ......................................................................... 32 
2.6 Reuniões deliberativas ............................................................................................ 33 
2.7 Elaboração de atas, termos e outros expedientes ................................................. 34 
2.8 Possibilidade de dedicação integral dos membros da comissão .......................... 35 
2.9 Férias dos membros da comissão ........................................................................... 36 
2.10 Prática de atos por apenas um ou alguns dos membros da comissão .............. 36 
 
 
 
2.11 Deslocamentos de membros da comissão processante ....................................... 37 
CAPÍTULO 3 - NOTIFICAÇÃO PRÉVIA ................................................................ 39 
3.1 Conteúdo da notificação prévia ............................................................................. 39 
3.2 Procedimento para entrega da notificação prévia ............................................... 40 
3.3 Formas de notificação prévia ................................................................................. 41 
CAPÍTULO 4 - DEFESA PRÉVIA ............................................................................. 42 
4.1 Disponibilização de cópias e vista do processo ..................................................... 42 
4.2 Constituição ou não de advogado ou procurador pelo acusado ......................... 42 
4.3 Possibilidade de apresentação de defesa prévia ................................................... 43 
CAPÍTULO 5 - COLETA DE PROVA (INSTRUÇÃO PROCESSUAL) ............... 44 
5.1 Características comuns à produção de qualquer prova ...................................... 44 
5.1.1 Carta precatória ......................................................................................... 45 
5.1.2 Princípio da verdade real .......................................................................... 46 
5.1.3 Participação do acusado/procurador na produção de prova ................ 46 
5.1.4 Provas admitidas no processo administrativo disciplinar ..................... 49 
5.2 Prova testemunhal ................................................................................................... 49 
5.2.1 Participação como testemunha ................................................................. 50 
5.2.2 Intimação da testemunha .......................................................................... 51 
5.2.3 Audiência para oitiva de testemunha ....................................................... 53 
5.2.4 Formas alternativas de colher depoimento da testemunha ................... 56 
5.2.5 Testemunha e informante ......................................................................... 60 
5.2.6 Acareação