A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
PISCI - aquicultura

Pré-visualização | Página 1 de 1

Piscicultura
Aquicultura 
Introdução
RESPIRAÇÃO: branquial (retiram O2 da agua)
Respiração aérea obrigatória: esses peixes precisam necessariamente ir até a superfície a cada 15-20 minutos para respirar. Devido as 
brânquias pouco desenvolvidas, tornando as bexigas natatórias mais desenvolvidas 
Respiração aérea facultativa: esses peixes não precisam ir ate a superfície respirar 
OBS: para evitar a extinção de algumas espécies, começaram a criar essas espécies em cativeiros p/ diminuir a exploração delas no habitat natural
- Pirarucus:
Vivem em casais, que só se formam caso a fêmea e o macho se gostem
São peixes de respiração aérea obrigatória
OBS: fêmeas de peixes quando criadas em cativeiro tem pouco estimulo das gônadas, produzindo pouco hormônio. Para resolver esse problema é feito a suplementação das fêmeas com aplicação de hipófise
 Aquicultura
“Cultivo de organismos que tenham na agua seu normal ou mais frequente meio de vida”
“Arte de criar e multiplicar animais e plantas aquáticas”
Gaida: material rígido
Tanque rede: material maleável e mais fácil para limpeza
Carcinicultura: 
- Criação de camarões da malária (Macrobrorium rosinbergii) 
- Maioria criada em agua doce (dulciculas), preferencialmente em estados litorâneos
- Ainda passam por muitas pesquisas para serem mais cultivadas
- Especies marinhas em sua maioria vem de pesca predatória
Camarões da malária: 
Espécie mais cultivada no mundo e no brasil
Crescendo cada vez mais rápida
Otima conversão alimentar
É considerado rustico (aguenta o manejo)
Tem um ótimo desempenho zootécnico
É uma espécie dulcícola
Nadam sempre a procura de um estuario
Macho e femea vivem em rios 
MUDA MARSUPIAL: muda de pele da femea durante o verão 
REPRODUÇÃO: durante a muda marsupial o corpo da femea fica molinho e o macho “abraça” a fêmea (abdome do macho fica em contato com o abdome da fêmea). A femea libera os óvulos e o macho os espermatozoides que se fecundam na agua.
Esses ovos ficam dentro de uma bolsa encubatoria dentro da carapuça da nova carapuça que começa a se formar na femea 
(deixando uma parte da antiga para despistar predadores)
As femea nadam ate um estuário de agua salgada (caixa de eclosão) pois as larvas precisam estar em agua salgada (em agua doce elas morrem). Depois que os ovos eclodem as femeas são trazidas de volta
As femeas são coletadas em agua doce no viveiro e são passadas para tanques cheios de agua com salubridades diferentes p adaptação
Femea ovalada = laranja ou marrom
(a medida que acontece o desenvolvimento embrionário ela vai se tornando marrom) 
Os laboratórios preferam os ovos escuros pois já estão perto da eclosão
LARVA 1º metamorfose da larva acontece em agua salgada e depois (torno de 35 dias) as larvas voltam pra agua doce
Conforme a salinidade da agua muda, a metamorfose também e as características também ate a larva atingir um grau de 0 salinidade 
POS-LARVA: os camarões já estão prontos para serem comercializados e totalmente adaptados a agua doce
pH tem que estar de neutro para acido e a agua em temperatura de 30º C
Em cativeiro não conseguem se reproduzir, para isso existem laboratórios que fazem essa reprodução e depois que passa das fases de metamorfose os colocam em agua doce
Cada fase da larva e analisada no laboratório. Quando chegam na fase pos-larva ela já esta parecendo um camarão adulta e a partir daí são comercializados. Pois as larvas em suas outras fases não conseguem se desenvolver sem ser em alga saldora
Os laboratórios tem salinometros e os lugares devem ser próximos do litoral porque a agua do mar e utilizada para fazer a agua alcançar a saldora
Ranicultura:Cultivo de rãs
- produzidas em ronarios, divididos em baias (piscinas) 
- Machos e femeas ficam na agua e se reproduzem, depois da fecundação na agua o técnico tira as disovas com uma peneira e levam os ovos para estufas
- Nessa estuda existe vários tanques onde são colocados ate passar pelas metamorfoses e se transformarem em girinos
- Quando estão criando membros são transportados para o setor de cria, depois soa levados para o setor de engorda
- No começo usavam larvas de moscas para alimenta-los, depois passoram a usar ração mas alguns lugares ainda sam larvas de moscas
- depois da engorda são levados p abate onde tudo é aproveitado
Mitilicultura: Cultivo de mexilhões (um molusculo bivalve – tem 2 conchas que se abrem)
- São filtradores de agua e filtram os planctons que retiram O2 da agua.
- Não necessitam de ração
- O mexilhao possui filamentos que fazem com que consigam se agarrar em longilines (cordas) – esses filamentos são proteicos (bisso)
- Quando jovens ficam dentro de “meias” pois ainda não possuem bissos para se agarrar, com mais ou menos uma semana essa meia se desfaz na própria agua. Nessa fase os bissos já estão formados e eles conseguem se agarrar as cordas
Ostras e pectens (vieras): não possuem bissos por isso são criadas em lanternas bersario e ficam la durante 90 dias. 
Com o tempo na agua começam a crescer algas e depois elas tampas as lanternas impedindo a a passagem de O2, por isso as algas devem ser retiras!
A lanterna protege contra predadores (ex: estrela do mar)
Elas ficam 3 meses na lanterna bersario depois vão para a lanterna de engorda
Algacultura: Cultura de algas
- Não é uma cultura brasileira consumir alga, o consumo ocorre mais em países orientais
- Produção para a retirada de substancias para a produção de produtos como cosméticos, industriaalimenticia e têxteis como agentes estabilizanresm gelatinizantes, espessante e emulsificante 
Criação de polvo
- Criados em gaiolas mas anicialmente causava estresse porá o animal, com o tempo houveram adaptações com o tamanho da gaiola 
Aquicultura X pesca estrativa
Aquicultura: pode ser continental (agua doce) ou marinha (agua salgada)
Pesca extrativa: é a retirada de espécies do seu habitat natural podendo ser também continental ou marinha
Tanques redes: são feitos de tela e os peixes dicam dentro, podendo ser colocados tanto em represas quantos no mar
Historico:
- Primeiros organismos a serem cutivados foram as macroalgas marinhas, pelo oriente que é conhecido como o berço da aquicultura
- Nos dias atuais a produção de pesca marinha é maior que a de agua doce, mas ate 2025 a aquicultura vai ultrapassar a produção de pesca
- A china é o maior pais na produção de pesca e aquicultura
- Brasil se encontra em 25º lugar em pesca e 14º em aquicultura