Pregão
1 pág.

Pregão


DisciplinaAdministração113.246 materiais805.888 seguidores
Pré-visualização1 página


Pregão


Conceitos introdutórios

Abaixo encontram-se alguns conceitos fundamentais para entender o seguinte texto e o assunto nele tratado.


  • [^1]: Licitação é o objeto do processo de seleção da proposta ou oferta de preço de contratação que seja mais vantajosa sob a ótica do interesse público.


Definição

Criado pela Medida Provisória 2.026, de 04/05/2000, o pregão é uma modalidade de licitação[^1] pública para aquisição de bens e serviços comuns, no âmbito de todas as governanças públicas do país. Semelhante ao procedimento de um leilão, o pregão é realizado em Sessão Pública, por meio da apresentação de propostas e lances dos interessados.


Vantagens

O pregão tem por objetivo dar maior transparência e agilidade as transações comerciais do governo, de maneira a reduzir os custos da Administração Pública, bem como dos fornecedores. Pode ser aplicado independente do valor estimado de contratação, diferente das outras modalidades de licitação, nas quais determina-se a modalidade conhecido o valor estimado.

No artigo 3° do decreto n° 3.555/2000, o governo inseriu que a aquisição de bens e serviços comuns será resultado de licitação pública na modalidade pregão, estabelecendo esse tipo específico como prioridade. Instaura-se, assim, um meio de garantir a disputa justa entre os interessados, a compra mais econômica, segura e eficiente.

Esta modalidade de licitação pública permite o aumento da competitividade, além da ampliação das oportunidades de participação de compra e venda de ativos financeiros, seja por Pessoas Físicas ou Jurídicas.


Responsável pelo pregão

O Pregoeiro, incumbido as decisões dos atos administrativos do pregão, deve apresentar um perfil característico para atuar em tal função. Dentre os princípios essenciais, constam os seguintes: honestidade, integridade e responsabilidade para que possa entregar o resultado esperado em termos de custos, prazos e qualidade. Em relação às características pessoais, ressaltam-se: boa aparência, bom relacionamento, capacidade de liderança, boas maneiras, flexibilidade, expressão facial e corporal, fluência na fala, tom de voz, defender direitos, saber lidar com críticas, sigilo, ética, motivação, pontualidade e organização.


Princípios relacionados

O pregão está condicionado, juridicamente, aos seguintes princípios:


  • Legalidade: todo o processo deve ser realizado conforme a Lei, sem interferência pessoal da autoridade responsável.
  • Publicidade: em todas as fases do processo licitatório, deve haver transparência das instituições responsáveis.
  • Igualdade: não deve haver favorecimento de algum participante em relação a outro, de forma que o processo não inclua cláusulas discriminatórias ou que restrinjam ou frustrem o caráter competitivo do pregão.
  • Impessoalidade: a todas as empresas participantes, será dispensado tratamento igualitário, independente do porte da empresa, pequeno, médio ou grande. Dessa forma, garante-se que o interesse público encontra-se acima dos interesses pessoais.
  • Moralidade: levando em conta que o Estado é custeado pelo cidadão, através de impostos em troca da garantia do recebimento dos serviços públicos, a moral deve estar presente em todas as fases da licitação, acordada com a Lei.
  • Probidade Administrativa: os deveres, atribuídos pela legislação, devem ser cumpridos pelo gestor com honestidade.
  • Vinculação ao Instrumento Convocatório: é obrigação dos participantes o cumprimento dos termos do edital em todas as fases do processo de licitação: documentação, propostas, julgamento e contrato.
  • Julgamento Objetivo: o julgamento das propostas deve estar alinhado com o estabelecido no Edital, considerando o interesse do serviço público e fatores como: qualidade de rendimento, durabilidade, preço, eficiência, financiamento e prazo.


Fases do pregão

Em primeiro lugar, são recolhidas as propostas de todas as empresas que tenham interesse em participar do pregão. Identifica-se, então, o menor valor dentre os apresentados. Os licitantes que apresentarem proposta de valor que se enquadra em até 10% do menor valor passarão para a segunda fase.

Na segunda fase, as empresas selecionadas são incentivadas a reduzir o valor de suas propostas originais, através de lances sucessivos, como em um leilão.

Por fim, na terceira fase, o pregoeiro passa a ser responsável de selecionar a proposta mais vantajosa para o poder público, levando em consideração preço e qualidade. A partir daí, ocorre um processo de verificação dos documentos da empresa escolhida e caso seja considerada inabilitada, chama-se a empresa que a sucede na lista classificatória.


Diagrama-resumo



Pré-visualização de imagem de arquivo
Pregão