A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
170 pág.
Agenda 21 ok

Pré-visualização | Página 18 de 41

caótico e 
violento, que causa acidentes com milhares de mortes todos os anos.
Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), o 
setor de transportes já é responsável por um quarto das emissões de dióxido de 
carbono em todo o mundo. A tendência é que entre 2005 e 2030 essas emissões 
aumentem 57%, sendo 80% deste crescimento nos países em desenvolvimento 
e, em sua grande maioria, provenientes de carros particulares e caminhões.
Sistemas de transportes sustentáveis demandam uma boa distribuição de 
serviços nos bairros, de forma a reduzir a necessidade de deslocamentos, 
assim como transporte público de qualidade e ciclovias.
Em Silva Jardim, as preocupações manifestadas em relação ao 
transporte indicam um quadro muito deficitário para um município de grande 
extensão, com distritos distantes entre si. Falta transporte público no mu-
nicípio, e o transporte intermunicipal é precário. Um dos motivos apontados 
para este quadro foi o monopólio dos transportes públicos na região, além 
do péssimo estado das estradas vicinais que ligam as comunidade rurais à 
sede do município.
A prefeitura afirma ter realizado um mapeamento das necessidades, com o 
objetivo de dimensionar corretamente o transporte municipal. Entretanto, 
como a licitação não atraiu empresas, a prefeitura estuda como assumir o 
transporte municipal caso a situação persista.
O terminal de ônibus vai ser reformado, ampliado e remodelado, e há projeto 
de construção de ciclovia no Centro e nos bairros do entorno, com previsão 
de implantação no biênio 2010/2011.
O transporte público ainda não atende 
à demanda
ander
Realce
ander
Sublinhado
ander
Sublinhado
ander
Sublinhado
ander
Sublinhado
ander
Sublinhado
ander
Sublinhado
ander
Sublinhado
X7
Highlight
74
Mapa 10: Localização das principais estradas 
no município de Silva Jardim
Fonte: DER-RJ (2006).
75
• Planejamento da mobilidade 
e do transporte
 Elaboração de programas
1. 1. Elaborar um programa de transporte para o município que 
contemple as demandas específicas da realidade local.
 Planejamento
2. 2. Atrair novos serviços de transporte por meio de processo 
licitatório.
3. 3. Criar um sistema de transporte no município que ofereça 
acesso do Centro a todos os bairros.
4. 4. Ampliar a grade de horário dos ônibus que ligam o Centro de 
Silva Jardim a outros municípios (ex.: Araruama e Casimiro 
de Abreu).
5. 5. Identif icar estratégias para fazer cumprir as normas de 
segurança e educação no trânsito, com ênfase nos jovens.
 Articulação
6. 6. Estabelecer parcerias com as Secretarias Municipais de 
Transporte dos municípios vizinhos, a f im de melhorar 
as linhas, horários e preço das passagens dos ônibus que 
circulam na região.
 Gestão pública
7. 7. Desenvolver mecanismos que assegurem as condições ne-
cessárias para que o transporte escolar atenda a passageiros 
nos bairros de difícil acesso.
8. 8. Regulamentar o transporte alternativo.
9. 9. Fazer cumprir a Lei do Passe escolar pela prefeitura.
Possíveis parceiros
Associações de Moradores . Câmara Municipal . Cooperativas 
de transporte alternativo . Empresas prestadoras de serviço de 
transporte escolar . Ministério dos Transportes . Viação Monte 
Branco . Viação Rio Ita . Secretaria Municipal de Transporte 
. Secretaria Municipal de Transporte dos municípios vizinhos 
relacionados . Secretaria Estadual de Transporte. 
Possíveis fontes de financiamento
Fundo Setorial de Transportes Terrestres . Finep . Ministério 
das Cidades.
PROPOSTAS
• Alta prioridade • Média prioridade • Baixa prioridade
76
SEGURANÇA
Justiça e paz são aspirações humanas legítimas. Sua falta representa uma 
perda para a qualidade de vida. Segurança é um tema que transcende as 
ações policiais e judiciais de repressão e contenção da violência armada e 
prevenção de mortes.
Relaciona-se diretamente com a redução da evasão escolar, distribuição de 
renda, inclusão social, atenção básica à saúde, reforma urbana e rural, e 
solução das questões habitacionais. Ao tratar do tema, também é preciso 
dedicar atenção especial às questões que envolvem violência doméstica, de 
gênero, racismo e todo tipo de intolerância.
Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), só a crimi-
nalidade violenta custa cerca de R$ 140 bilhões por ano ao País. Os custos 
totais da criminalidade são estimados em 10% do PIB brasileiro. Portanto, 
segurança pública também está relacionada a desenvolvimento econômico.
No Rio de Janeiro, com indicadores de segurança no mesmo patamar dos de 
países em guerra, o desafio da construção de um Estado seguro e acolhedor 
para seus cidadãos é a questão de fundo por trás de todos os objetivos. Con-
quistar a redução e o controle da violência armada implica compromissos e 
processos de longo prazo, com financiamento continuado e envolvimento de 
amplos setores da sociedade, aliados a políticas públicas eficazes.
Em Silva Jardim, como nos demais municípios do estado, a Secretaria de Es-
tado de Segurança (Seseg) é o órgão responsável pela segurança pública local. 
Em 1999, visando estruturar o setor, foram criadas as Áreas Integradas de 
Segurança Pública (Aisp), reunindo um batalhão da Polícia Militar do Estado 
do Rio de Janeiro (Pmerj) e uma ou mais delegacias de Polícia Civil (Pcerj).
O município de Silva Jardim – ao lado de Tanguá, Rio Bonito, Itaboraí e Ca-
choeiras de Macacu – faz parte da Aisp 35. É atendido pelo 35° Batalhão de 
Polícia Militar e pela 120ª Delegacia Policial de Silva Jardim (Delegacia Legal) 
e, desde 2005, possui o seu Conselho Comunitário de Segurança.
Conta com 44 guardas municipais treinados localmente, sendo 12 efetivos e 
32 contratados, que trabalham na proteção ao patrimônio, no trânsito e em 
apoio aos demais serviços.
Atualmente, existe a previsão de conclusão do Projeto de Pesquisa de Análise 
Preliminar do Impacto do Comperj na Segurança Pública, com o objetivo de 
dimensionar seu sistema e traçar estratégias. 
As últimas estatísticas estão disponíveis no site: http://www.isp.rj.gov.br/
ResumoAisp.asp
Silva Jardim conta com uma Delegacia 
Legal
ander
Sublinhado
X7
Highlight
X7
Highlight
77
Gráfi co 3: Taxa de mortalidade por causas externas (por 
100 mil habitantes) por agressões no município de Silva 
Jardim, Conleste e Estado do Rio de Janeiro de 2000 a 2008
Fonte: Datasus (2009).
20082007200620052004200320022001
Rio de JaneiroConlesteSilva Jardim
2000
0
10
20
30
40
50
60
70
36,83
51,07
37,26
25,28
27,35
25,34
O 35º Batalhão da PM fi ca localizado na 
entrada da cidade
78
• Promoção da Segurança Pública
 Gestão pública
1. 1. Reestruturar a Secretaria Municipal de Ordem Pública.
2. 2. Solicitar a atuação da Guarda Municipal para nos pontos 
turísticos do Município.
3. 3. Aumentar o efetivo da Guarda Municipal nos logradouros 
públicos.
 Infraestrutura
4. 4. Instalar uma Delegacia de Polícia em Aldeia Velha.
Possíveis parceiros
Câmara Municipal . Confederação Nacional dos Municípios . 
Conselho Comunitário de Segurança . Empresas associadas ao 
Comperj . FGV . Guarda Municipal . IBGE . ISP . Ministério 
da Justiça . MP . OAB . ONGs . Pmerj . Policia Civil do Estado 
do Rio de Janeiro . Prefeitura Municipal . Seseg . TCE-RJ . 
Universidades.
Possíveis fontes de financiamento
BNDES . Empresas associadas ao Comperj . LOA . Pronasci.
PROPOSTAS
• Alta prioridade • Média prioridade • Baixa prioridade
79
Ordem Social3
82
EDUCAÇÃO
De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência 
e a Cultura (Unesco), a educação, em todas as suas formas, molda o mundo 
de amanhã, instrumentalizando indivíduos com habilidades, perspectivas, 
conhecimento e valores necessários para se

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.