Aula 1
16 pág.

Aula 1


DisciplinaGeologia8.623 materiais64.702 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Aula 01-Introdução à Geologia e Estudo da Terra 
 
Geologia 
Ciência que estuda a composição, as propriedades físicas, as forças, a estrutura geral e a história 
da Terra. 
 
A palavra geologia é formada pelos radicais gregos: geo (Terra) + logia (estudo ou ciência). 
 
Importância da Geologia 
Por meio da Geologia é possível identificar a origem e a idade do planeta, bem como as 
transformações que sofreu ao longo do tempo e, ainda, sua formação geológica. 
Além disso, através das ferramentas e tecnologias modernas, ela pode prever os possíveis abalos 
sísmicos que acontecerão no globo e, também, as mudanças do clima. 
Os conhecimentos desenvolvidos pela geologia são empregados: na construção civil (construção 
de represas, túneis e estradas); na abertura de minas (explotação e aproveitamento dos minérios; 
na produção de energia geotérmica (energia produzida pelo calor do interior da Terra). 
Em relação às construções, a geologia torna-se indispensável, uma vez que analisa o solo, as 
rochas e ainda, prevê o impacto ambiental. Para isto, é realizado um levantamento geológico e 
geotécnico das áreas destinadas à construção. 
Importante destacar que os estudos da geologia são aplicados para o conhecimento do nosso 
planeta, melhorando a qualidade de vida e a nossa relação com a natureza. 
 
Áreas de Estudo da Geologia 
A geologia é uma área muito ampla, sendo que as principais áreas de estudo são: 
\uf0b7 Geologia Estrutural: estudo da estrutura da Terra. 
\uf0b7 Geologia Histórica: estudo das eras, períodos e idades geológicas. 
\uf0b7 Geologia Econômica: estudo das riquezas minerais. 
\uf0b7 Geologia Ambiental: estudo dos impactos ambientais e dos riscos ecológicos. 
\uf0b7 Geofísica: estudo da composição e propriedades físicas dos elementos. 
\uf0b7 Geoquímica: estudo da composição e propriedades químicas da Terra. 
\uf0b7 Geomorfologia: estudo das formas da superfície terrestre (relevo). 
\uf0b7 Geologia do Petróleo: estudo da composição e propriedades do petróleo. 
\uf0b7 Hidrogeologia: estudo dos cursos de águas subterrâneas. 
\uf0b7 Cristalografia: estudo dos cristais e das estruturas sólidas formadas pelos átomos. 
\uf0b7 Espeleologia: estudo da formação geológica das cavernas e das cavidades naturais. 
\uf0b7 Estratigrafia: estudo da composição e estrutura das rochas estratificadas (rochas que se 
apresentam em camadas). 
\uf0b7 Sedimentologia: estudos dos sedimentos acumulados na Terra derivados da erosão. 
\uf0b7 Topografia: estuda os acidentes geográficos presentes no planeta. 
\uf0b7 Sismologia: estudo dos sismos e dos movimentos das placas tectônicas no planeta. 
\uf0b7 Vulcanologia: estudo dos vulcões e das erupções vulcânicas. 
\uf0b7 Pedologia: estudo da formação e estrutura dos solos. 
\uf0b7 Petrografia: estudo da análise das rochas. 
\uf0b7 Mineralogia: estudo da composição e propriedades dos minerais. 
 
Temas Analisados pela Geologia 
Os principais estudos desenvolvidos pela geologia estão relacionados com os seguintes temas: 
\uf0b7 Formação do planeta Terra 
\uf0b7 Estrutura e camadas da Terra 
\uf0b7 Relevo e formações geológicas 
\uf0b7 Movimentos das placas tectônicas 
\uf0b7 Os vulcões, os terremotos e os tsunamis 
\uf0b7 Reino mineral e estudo dos fósseis 
\uf0b7 Petróleo, carvão mineral e gás natural 
\uf0b7 Formação do solo e das rochas 
\uf0b7 Depósitos subterrâneos de água (lençóis freáticos e aquíferos) 
\uf0b7 Processos de erosão, desertificação e intemperismo 
\uf0b7 Estudo das eras, períodos e idades geológicas 
 
Geologia e Engenharia 
Praticamente todas as atividades de um engenheiros envolvem elementos de nosso planeta e, 
sendo assim, é útil conhecê-lo. 
São citados, a seguir, alguns usos relevantes do estudo da geologia para a engenharia: 
\uf0b7 A escolha de materiais mais apropriados, isto é, mais baratos, depende do conhecimento de 
sua disponibilidade na composição da Terra, bem como sua facilidade de extração. Em especial, 
a escolha de materiais com características específicas depende de sua existência na quantidade 
desejada e com acesso disponível. 
\uf0b7 A definição de processos de extração de materiais, como ferro, cobre e outros depende do 
conhecimento de como esses minerais ocorrem na natureza. 
\uf0b7 O uso de rochas como material de construção civil depende do conhecimento de suas 
propriedades físicas, que dependem diretamente de seu processo de formação. 
\uf0b7 O projeto de estrutura de qualquer obra civil depende das características do solo e das rochas 
que o compõem, sendo necessário seu conhecimento para que soluções adequadas sejam 
adotadas para cada tipo de solo. Se a região sofre abalos sísmicos, estes precisam ser 
conhecidos e compreendidos para que possam ser considerados. 
\uf0b7 O projeto e construção de túneis, em especial, depende do conhecimento da estrutura do solo, 
incluindo sua composição e a existência de fraturas. 
\uf0b7 A identificação de novos poços de petróleo é feita, em grande parte, a partir do perfil 
geológico do terreno, isto é, do conjunto de rochas que compõem uma determinada região, visto 
que os depósitos de petróleo usualmente estão em regiões com o mesmo tipo de formação 
(formaram-se em épocas similares ou por processos similares). 
\uf0b7 A definição de características externas de construções tem o objetivo de fornecer proteções 
contra a ação do intemperismo e, sendo assim, estes agentes devem ser estudados. 
 
Assim, ainda que esta lista não esteja completa, é importante que o engenheiro - em especial os 
Civis, Ambientais e de Petróleo e Gás \u2013 possuam um conhecimento básico de Geologia. Além disto, 
o estudo da Geologia traz, também, as respostas para muitas curiosidades comuns aos 
engenheiros, como: os mecanismos de ocorrência de vulcões, a origem dos abalos sísmicos, as 
técnicas usadas para o estudo das camadas mais profundas de solo, o conhecimento do fundo dos 
oceanos, a ocorrência de tsunamis. 
 
Composição da Terra 
\uf0b7 As informações sobre as camadas da Terra são obtidas pela análise da propagação das ondas 
sísmicas originadas pelos terremotos; 
\uf0b7 As camadas estendem-se da superfície da Terra até seu centro, a uma profundidade de 6 300 
km e são as seguintes: crosta (0 a 30 km), manto superior (30 a 1000 km), manto inferior (1000 
a 2900 km), núcleo exterior (2900 a 4900 km) e núcleo interior (5100 a 6370 km). 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Camadas da Terra 
 
 
 
Estrutura da Terra 
O planeta Terra é formado por quatro partes: camada sólida, atmosfera, biosfera e hidrosfera. A 
camada mais sólida do planeta é dividida em crosta, manto, núcleo externo e núcleo interno. Sobre 
a crosta, estão as camadas de solo e as camadas líquidas (hidrosfera). Acima da crosta, estão as 
camadas gasosas (atmosfera). As camadas de solo, a hidrosfera e a atmosfera dão as condições 
para o desenvolvimento da vida. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Camada sólida da Terra 
 
 
 
 
 
A Terra é um planeta terroso e rochoso. A superfície dessa massa sólida recebe o nome de crosta 
ou litosfera, composta por rígidos blocos denominados placas tectônicas. A litosfera é formada por 
rochas e minerais. É a camada geológica mais fria da Terra e também a mais fina, com espessura 
estimada, pelo menos, em 90 quilômetros, na área continental, e em 8 quilômetros, na área dos 
oceanos. 
As rochas que constituem a litosfera são denominadas magmáticas, sedimentares e 
metamórficas. 
As rochas magmáticas ou ígneas, são formadas pelo magma expelido pelos vulcões. 
As rochas sedimentares são formadas pelas atividades erosivas. 
As rochas metamórficas são formadas a partir das rochas magmáticas ou das sedimentares. 
 
 
Placas Tectônicas 
As placas tectônicas são grandes placas que integram a litosfera e são dividias em placas 
oceânicas e placas continentais. Essas placas permanecem