03 Criatividade e Inovação [AVA]
44 pág.

03 Criatividade e Inovação [AVA]


DisciplinaEmpreendedorismo25.382 materiais239.969 seguidores
Pré-visualização12 páginas
O DESENVOLVIMENTO 
DA CRIATIVIDADE
Parte 02
03Tema
Caro estudante, para iniciarmos o tema 
03, devemos considerar que quando se trata de 
criatividade e inovação em ambientes coorpora-
tivos estamos nos referindo a criatividade apli-
cada para a resolução de problemas. O resultado 
do processo criativo neste caso deverá permitir 
o encontro de uma solução inédita para um de-
terminado problema, com isso a inovação será 
confirmada através da implementação da ideia/
produto/serviço. 
As inovações dentro das empresas são 
fatores importantíssimos, pois são determinan-
tes da competitividade no mercado globalizado. 
Dentro desse contexto, ao cuidarmos da resolu-
ção de problemas, devemos tratar das questões 
como unidades projetuais, ou seja, para resolvê-
-las iniciamos o desenvolvimento de um projeto. 
Portanto, neste bloco de estudos, vamos conhe-
cer algumas noções de gerenciamento de pro-
jetos que vai nos ajudar a planejar, organizar e 
gerenciar as atividades principais de um projeto. 
Apresentaremos os princípios e técnicas do PMI 
- Project Management Institute, de modo a pro-
mover uma maior integração do departamento 
de Gerenciamento de Projetos e as demais áreas 
da empresa.
GESTÃO DE 
EQUIPES PARA A 
CRIATIVIDADE E 
INOVAÇÃO
Tema03
100 Criatividade e Inovação
Na sequência, veremos alguns apontamentos sobre a importância do 
papel dos gestores de projetos e quais são as principais características para um 
desempenho apropriado no gerenciamento das equipes. Ainda entenderemos 
como a criatividade e a inovação são vistas através dos seus aspectos éticos e 
legais, com um número crescente de pessoas e empresas exigindo seus direitos 
sobre ideias/produtos/serviços condutas éticas se tornam cada vez mais indis-
pensáveis. 
Para exemplificar, no último item, mostraremos como ocorre a criati-
vidade e a inovação em duas empresas: um exemplo positivo e outro negativo, 
ambos valorosos para nosso processo de aprendizagem.
Contudo, pretendemos oferecer conhecimentos básicos sobre geren-
ciamento de projetos àqueles profissionais que, de alguma forma, poderão estar 
diretamente envolvidos no desenvolvimento de projetos criativos e inovadores, 
como também, demonstrar o contexto de atuação do gerente de equipes criati-
vas.
GESTÃ
O DE E
QUIPES
 PARA 
A CRIA
TIVIDA
DE E IN
OVAÇÃ
OTe
ma | 03
101 
3.1 Noções de gerenciamento de projetos
Perante a economia globalizada, as organizações estão sendo pressio-
nadas para acelerar seus departamentos de pesquisa e desenvolvimento - P&D, 
com vistas à aquisição de conhecimentos e desenvolvimento tecnológico. As 
instituições de pesquisa, universidades, empresas públicas e privadas integram 
o chamado Sistema Nacional de Inovação e Pesquisa que atua de forma coo-
perada para o surgimento de inovações que irão alavancar o desenvolvimento 
econômico, social, cultural e político da sociedade.
Ocorre, então, que a aquisição de novos conhecimentos é de vital im-
portância para a sobrevivência das organizações e de um país inteiro no mercado 
global, mas também é preciso que o conhecimento se transforme em vantagem 
competitiva. Para isso, são primordiais os investimentos em toda a cadeia do 
processo desde a pesquisa, desenvolvimento, educação e capacitação de pessoal 
para transformar todo o conhecimento gerado em inovação.
Lembrando que a inovação hoje é compreendida dentro de um concei-
to ampliado de um processo baseado em conhecimento e composto de várias 
etapas: reconhecimento do problema, seleção e implementação. E não se trata 
somente do surgimento de algo novo, pode ser também o aprimoramento de 
algo já existente.
Desta forma, as atividades de pesquisas e desenvolvimento são respon-
sáveis por proporcionar a possibilidade de inovação já que tem como objetivo 
detectar problemas na sociedade e explorar conhecimentos e gerar soluções.
As inovações demandam projetos de alta complexidade porque lidam 
com problemas de várias naturezas e âmbitos sociais. Para desenvolver a solu-
ção mais adequada, as empresas precisam selecionar aqueles que estão na sua 
área de competência e sejam mais relevantes em termos de viabilidade para 
serem solucionados.
Dentro de um cenário onde os avanços da tecnologia têm influenciado 
nas mais diversas áreas do conhecimento humano, não é tarefa fácil selecionar 
projetos de P&D, além de todos os aspectos envolvidos nesse procedimento. 
Essa situação passa a exigir abordagens diferenciadas na forma de escolher, pla-
nejar, executar e controlar os projetos, para assegurar os resultados esperados 
pelas organizações. 
102 Criatividade e Inovação
A inovação tecnológica está inteiramente ligada à linha de produção de 
uma empresa, isso valoriza a esfera do gerenciamento de projetos no processo 
de inovação dentro do ambiente coorporativo. Os projetos são frequentemente 
utilizados como meio de atingir metas e objetivos organizacionais, geralmente 
no contexto de um planejamento estratégico. 
Conforme PMBOK (2009) os projetos são utilizados como forma de 
abordar o planejamento estratégico da organização e, frequentemente, autori-
zados como resultado de uma ou mais das seguintes considerações: Solicitação 
do próprio cliente; Demanda de mercado; Oportunidade de negócio; Estratégi-
ca de negócios; Avanço tecnológico e Requisito legal.
O gerenciamento de projetos é uma ferramenta eficaz para a observa-
ção e monitoramento de desvios, sejam eles involuntários ou provocados por 
práticas diárias que podem prejudicar o andamento dos projetos na empresa. 
Com isso, o gerenciamento, através de um método ágil e preciso, pode ser utili-
zado como um indicativo para obter melhores resultados de um projeto. A ideia 
é que quanto maior for o controle dos componentes do projeto, maior são as 
chances de sucesso e melhores serão os resultados.
Os órgãos de fomento27, que concedem financiamento para pesquisas 
científicas e tecnológicas, vinculam aos projetos exigências que estabelecem 
quais áreas receberão mais aporte financeiro, como devem ser os documentos 
de planejamento, assim como os principais padrões de qualidade; exigindo que 
os resultados obtidos sejam reportados em períodos de no máximo um ano.
Por sua vez, as organizações em busca de crescimento e inovação, di-
recionam diversas atividades baseadas em projetos. Com a crescente deman-
da, os gestores precisam estar atentos às técnicas e ferramentas apropriadas 
que proporcionem seu bom desempenho no gerenciamento de projetos. 
27 Órgãos e agências de fomento nacionais:
CNPq \u2013 Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - é uma Fundação de fomen-
to à pesquisa, dotada de personalidade jurídica de direito privado, vinculada ao MCT, Ministério da 
Ciência e Tecnologia;
CAPES \u2013 Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - é uma entidade pública 
vinculada ao Ministério da Educação \u2013 MEC;
FINEP \u2013 Financiadora de Estudos e Projetos;
INEP \u2013 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais;
FAPESP \u2013 Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
 Ministério de Ciência e Tecnologia
 Ministério do Esporte
 Ministério da Saúde
GESTÃ
O DE E
QUIPES
 PARA 
A CRIA
TIVIDA
DE E IN
OVAÇÃ
OTe
ma | 03
103 
Os projetos podem ser gerenciados através de metodologias que con-
sistem em etapas detalhadas a partir das quais são planejados e controlados. 
No mundo coorporativo existem instrumentos que são referência mundial de 
qualidade em gestão de projetos. 
Um dos principais difusores do Gerenciamento de Projetos e da pro-
fissionalização do gerente de projetos é o PMI - Project Management Institute. 
O PMI fundado em 1969 nos EUA é uma associação para profissionais 
de gerenciamento de projetos que atua mundialmente oferecendo certificações, 
promovendo a ciência, a prática e a profissão de gerenciamento